Neymar marcou golo histórico. E já não sabe “o que é preciso fazer mais” para o respeitarem

1

Neymar perdeu a paciência. E no fim da vitória da seleção brasileira sobre o Perú, no qual foi uma das figuras em destaque na equipa, desabafou: “não sei mais o que faço com esta camisola para a galera respeitar o Neymar” — numa alusão às críticas da imprensa e não só.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O internacional brasileiro Neymar saiu de campo contrariado, após a vitória da seleção brasileira sobre o Peru, no qual marcou o golo com que se tornou o maior goleador do Brasil em fases de qualificação, e deu sinal da sua frustração.

“Não sei mais o que eu faço com esta camisa para a galera respeitar o Neymar“, afirmou Neymar à TV Globo, numa referência à imprensa desportiva brasileira.

“É normal, isso já vem há muito tempo. Isso vem de vocês, repórteres, comentaristas, e outros também. Às vezes eu nem gosto de falar em entrevistas”, acrescentou o internacional brasileiro.

“Mas que tipo de desrespeito você sente?”, perguntou o repórter Eric Faria, da TV Globo. “Todos os tipos, deixo para a galera pensar um pouco aí”, respondeu o jogador.

Segundo o portal UOL, nos últimos dias o craque tem-se mostrado incomodado com as críticas que lhe foram apontadas nas redes sociais, após a partida contra o Chile, por causa da sua forma física.

Neymar admitiu nas redes sociais que a sua exibição foi fraca, mas sustentou que a aparente má forma física se deveu ao facto de ter jogado com uma camisola tamanho L.

No sábado, antes do jogo contra a Argentina, Neymar mostrou a barriga durante o treino e publicou fotos do momento. Esta sexta-feira, ao comemorar o segundo golo do Brasil contra o Perú, repetiu o gesto, levantando a camisola para mostrar o abdómen. E aparentemente, as notícias da má-forma de Neymar são um pouco exageradas

Esta quinta-feira, na Arena Pernambuco, o Brasil venceu o Peru por 2-0, em jogo de qualificação para o Mundial do Catar 2022. Everton Ribeiro e Neymar marcaram os golos da canarinha.

PUBLICIDADE

Líder isolado do grupo de qualificação, o Brasil soma agora 24 pontos em oito jogos, com 19 golos marcados e apenas dois sofridos.

  ZAP //

1 Comment

  1. Algum jornalista brasileiro do passado já disse que “no Brasil, fazer sucesso é pior do que xingar a mãe”.
    Muitos brasileiros se sentem insultados com o sucesso de Neymar, da mesma forma que outros se sentiam com o êxito espetacular de Pelé. Enfim, coisas de um povo preconceituoso e com baixa auto estima.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.