/

NATO alvo de ciberataques por hackers ucranianos

1

TD Teacher Dude's BBQ /Flickr

-

Inúmeros sites da NATO foram vítimas de ataques de negação de serviço, no seguimento do aumento das investidas cibernéticas e do agravamento das tensões na Crimeia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Um ataque de Negação Distribuída de Serviços (DDoS) atingiu vários websites da NATO, levando a que os portais ficassem momentaneamente incapacitados ou causando mesmo a sua inativação.

Investidas desta natureza são efetuadas quando hackers sobrecarregam os sites com tráfego abusivo, resultando no seu atrofio ou mesmo no seu colapso.

Um centro de segurança cibernética na Estónia, associado à Organização do Tratado do Atlântico Norte, foi também alvo do ataque informático.

Um grupo autodenominado Cyber Berkut reivindicou responsabilidade pelo ataque, afirmando constituir uma manifestação de descontentamento face à presença da NATO na Crimeia. “Nós, Cyber Berkut, não vamos permitir a presença da NATO na nossa terra natal”.

Jeffrey Carr, especialista em guerra cibernética, disse que o Cyber Berkut é composto por apoiantes fervorosos do antigo presidente, deposto, Viktor Yanukovich.

Oana Lungescu, porta-voz da aliança militar nas nações do ocidente, disse que os ataques, que tiveram início no passado sábado, continuaram ainda no dia de ontem. Contudo, foi avançado pela NATO que em nenhuma altura a segurança das redes confidenciais da organização esteve em causa.

Lungescu disse ainda que a NATO não ia avançar qualquer parecer relativamente à identidade nem aos motivos dos atacantes, alegando que a sofisticação das investidas não permitia uma identificação clara e precisa.

B!T

1 Comment

  1. Oh senhor que escreveu este artigo, o senhor n pode pôr “ucranianos” tem de pôr “Pró-Russos” ou “Ucranianos pró Russos” ok?
    É que os homens que fizeram esse cyber ataque apoiam a Rússia como é fácil de perceber
    Obrigado pela compreensão Francisco

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.