NASA vai enviar à Lua nave espacial construída com peças impressas em 3D

NASA

A NASA vai dar mais um “pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a humanidade” ao enviar um foguetão construído apenas com peças 3D à Lua.

No próximo ano, a NASA vai dar mais um importante (e intrigante) passo na exploração espacial, lançando a nave espacial Orion numa viagem à volta da Lua. Esta será a primeira vez que uma nave espacial é construída com peças impressas em 3D, marcando o início de um conjunto de missões lunares que a agência quer conduzir nos próximos anos, bem como vasculhar outros destinos utilizando este recurso, incluindo Marte.

A missão de exploração 1 (EM-1) vai enviar a Orion num módulo não-tripulado, e a jornada irá durar três semanas à volta do satélite natural da Terra, segundo a CNBC.

As peças impressas em 3D que compõem a Orion foram projetadas em conjunto com a Lockheed Martin, a Stratasys e a Phoenix Analysis & Design Technologies. A parceria resultou em mais de 100 peças certificadas, as quais foram usadas na construção da nave espacial e, por tabela, autorizadas para uso em espaço exterior – ou espaço profundo, uma definição atribuída ao universo físico além da atmosfera da Terra.

O vice-presidente da Stratasys Strategic Consulting, Phil Reeves, disse esta terça-feira que, devido à tecnologia, o custo e a complexidade dos componentes prontos para uso no espaço estão a cair.

Reeves acrescentou ainda que as 100 peças utilizadas na construção da Orion podem substituir 500 ou 600 partes, uma vez que a impressão em 3D pode ser usada para construir formas geométricas mais complexas.

Um dos exemplos dados pelo vice-presidente destaca a estação de ancoragem da Orion. A peça, que anteriormente seria bastante complexa, agora consistirá em apenas seis componentes individuais impressos juntos em 3D.

Reeves ainda comenta que o orçamento foi poupado em cerca de 50% com as peças tridimensionais fornecidas em comparação com o material que usado anteriormente, como o metal revestido, por exemplo.

Além disso, outro recurso indispensável dos novos materiais é a capacidade de dissipar a estática, uma vez que a acumulação de carga elétrica é um problema nas missões espaciais, aumentando o risco de fritar os eletrónicos ou de até surgirem perigosas faíscas dentro de alguma embarcação.

Por fim, existe a possibilidade de que as impressoras 3D possam fornecer um novo tipo de plástico que, de acordo com os esperançosos executivos da Stratasys, poderá ser usado futuramente noutras indústrias além da espacial, tais como a aviação civil e/ou até mesmo na área de eletrónicos e no segmento de embalagens.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Assim a construção de aeronaves e naves espaciais com recurso à impressão de peças 3D vai permitir a construção de uma nave numa unica peça, uma nave compacta, como por exemplo em forma de disco voador, o que normalmente designamos por UFO (sigla inglesa para OVNI). Começa a impressão 3D num ponto e vai expandindo a impressão até ao seu diâmetro máximo começando a fechar até chegar de novo a um ponto, deixando no seu interior impressas as galerias e criados os acessos às mesmas para o funcionamento da nave e seus componentes! Estamos quase lá!

  2. Viva o FUTURO ja começou a nova ERA ESPACIAL vai-se começar a ir a LUA e VIR a MARTE ir e VIR etc etc e a outros PLANETAS a outros UNIVERSOS PARALELOS ou NAO. Assim o ser HUMANO passa a ir a outras dimensoes, dai o TERMO”” NOVOS CEUS E NOVA TERRA”’,SERES HUMANOS MAIS EVOLUIDOS que irao surgir nos NOVOS CEUS E NOVA TERRA, tal como descrito na BIBILIA. iiiiii e agora que vou ao espaço ver planetas etcetc e os despois venho para a TERRA iiiiiii ALELLUIAAAAiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    AGP

RESPONDER

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …