Não foram só as petrolíferas. Indústria do carvão também conhecia o seu impacto há décadas

Um documento expôs recentemente a maior petrolífera dos EUA, a Exxon Mobil, acusada de enganar os seus acionistas sobre o seu impacto. Agora, sabe-se que não foi a única.

A Exxon Mobil, empresa multinacional de petróleo e gás, conhecia as mudanças climáticas provocadas pelo homem e os perigos da queima de combustíveis fósseis desde a década de 1970, mas trabalhou ativamente para minimizar as advertências dos seus cientistas. Acontece, porém, que não eram apenas as gigantes do petróleo que sabiam do seu impacto. Aliás, a indústria do carvão estava ciente do problema ainda mais cedo.

Um artigo redescoberto revelou que figuras influentes da indústria do carvão estavam cientes do seu papel na mudança climática e na poluição do ar em meados da década de 1960. Chris Cherry, professor de engenharia civil e ambiental da Universidade do Tennessee, desenterrou uma cópia de 1966 do Mining Congress Journal e encontrou um artigo escrito por James Garvey, então presidente da Bituminous Coal Research Inc.

No artigo com 53 anos, Garvey escreveu: “Há evidências de que a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera da Terra está a aumentar rapidamente como resultado da combustão de combustíveis fósseis. Se a taxa futura de aumento continuar como está no presente, foi previsto que a temperatura da atmosfera da Terra aumentará e resultarão vastas mudanças nos climas da Terra”.

“Tais mudanças na temperatura causarão o derretimento das calotas polares, o que, por sua vez, resultaria na inundação de muitas cidades costeiras, incluindo Nova York e Londres”, concluiu.

Em declarações ao HuffPost, que avança a notícia, Cherry explicou que o artigo “descreveu muito bem uma versão do que conhecemos hoje como mudança climática. Aumentos nas temperaturas médias do ar, derretimento das calotas polares, aumento do nível do mar. Está tudo lá”.

Em resposta ao artigo de Garvey, James Jones, um engenheiro de combustão da Peabody Coal, reconheceu que a indústria do carvão está a contribuir para a poluição do ar, mas permaneceu calado na questão das mudanças climáticas. No entanto, observou que estamos “a ganhar tempo” quando se trata de resolver o problema, descrevendo a situação como “urgente”.

O artigo de Garvey sugere que as ideias sobre a mudança climática estavam a começar a circular entre a ciência e os grandes negócios.

O ScienceAlert recorda que os perigos da mudança climática chegaram às primeiras páginas dos jornais, há mais de 100 anos, em 1912, e foram escritos na imprensa popular já em meados do século XIX. Embora a nossa compreensão científica de muitos dos processos envolvidos nas mudanças climáticas tenha evoluído nos últimos 150 anos, já se sabia há muito tempo que a queima de carvão produz dióxido de carbono que retém o calor na atmosfera e aquece o planeta.

ZAP //

 

 

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Lupin". Livros originais regressam aos mais vendidos com série na Netflix

Novo fenómeno da Netflix, a série francesa Lupin estreou a bater recordes no ecrã… e não só. Com o sucesso da adaptação moderna da história clássica do ladrão Arsène Lupin, os livros originais voltaram aos …

Escavações revelam canibalismo azteca durante invasão espanhola

Centenas de invasores espanhóis capturados na localidade azteca de Tecoaque em 1520 terão sido sacrificados e devorados pelos indígenas, motivando um posterior massacre ordenado pelo "conquistador" Hernan Cortés. Um estudo publicado pelo Instituto Nacional de Antropologia …

A carrinha NV350 da Nissan inaugura uma nova forma de teletrabalho

O teletrabalho pode tornar-se menos aborrecido graças à Nissan. A fabricante japonesa apresentou a sua carrinha NV350 através do YouTube, na semana passada. A empresa destacou a principal caraterística deste veículo: pode ser formatado para …

Hospitais estão no limite. Modelos computacionais podem ajudar a manter as portas abertas

Modelos computacionais podem ser aplicados para ajudar a fazer uma melhor gestão das camas disponíveis para o internamento de doentes infetados com o novo coronavírus. A covid-19 está a causar pressão nos serviços de saúde em …

Guardas diabólicas. Mulheres comuns pertenceram à SS (e torturaram outras em campo de concentração)

Prosseguir, torturar e matar judeus não foi uma ação impulsionada apenas por homens. Na altura da Segunda Guerra Mundial foram muitas as mulheres que se juntaram à SS para fiscalizar e realizar tarefas nos campos …

Sp. Braga 2-1 Benfica | Braga bate Benfica no jogo aéreo e volta à final da Taça da Liga

O Sporting de Braga venceu esta quarta-feira o Benfica por 2-1, com dois golos de cabeça, e vai defender o título na Taça da Liga em futebol na final de sábado, frente ao Sporting, em …

EUA. Com medo da covid-19, homem esconde-se em aeroporto durante três meses

Com receio de ir para casa devido à covid-19, um homem de 36 anos ficou durante três meses no Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago, nos Estados Unidos (EUA), sem ser descoberto. De acordo com um artigo …

Congeladores em vez de assentos. Empresa remodela avião para transportar vacinas contra a covid-19

O transporte de vacinas contra a covid-19 acabou de se tornar mais fácil graças a uma empresa aeronáutica italiana que remodelou uma avião para o efeito. A empresa italiana Tecnam normalmente fabrica peças de aeronaves para fabricantes, além …

Netanyahu tem a seringa com que foi vacinado contra a covid-19 exposta no seu escritório

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, guardou a seringa com que foi vacinado contra a covid-19. O objeto está agora exposto no seu escritório no interior de uma caixa de vidro com uma base em …

Presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusado de 11 crimes

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande foi acusado de 11 crimes na sequência dos incêndios de junho de 2017, sete de homicídio por negligência e quatro de ofensa à integridade física por negligência. Numa informação …