Galamba recebido com protestos contra o lítio e impedido de fazer visita programada

Nuno Veiga / Lusa

O secretário de Estado da Energia, João Galamba

O secretário de Estado Adjunto e da Energia foi esta segunda-feira recebido em Boticas por populares em protesto contra a exploração do lítio, acabando por não visitar o Centro de Informação de Covas do Barroso, tal como previsto.

Depois de um encontro na Câmara Municipal de Boticas, o governante seguiu para uma visita ao Centro de Informação de Covas do Barroso, distrito de Vila Real, que acabou por não acontecer devido ao protesto de dezenas de populares que, empunhando cartazes, gritavam “Não à Mina, Sim à Vida”.

“Receamos pela nossa saúde, pela água, pelo ambiente, por tudo o que aqui temos”, admitiu uma local às estações de televisão no local. (…) Nunca mais vamos ter descanso, não vamos desistir nunca. Podemos morrer, mas para cá do Marão mandam os que cá estão e ele [João Galamba] que não venha para aqui e que não traga a polícia atrás dele.

Depois de o carro ter sido cercado pelos manifestantes, João Galamba voltou para trás, tendo regressado mais tarde já com a presença da GNR no local, mas, mesmo assim, acabou por não fazer a visita.

Ao fim da tarde, e em declarações aos jornalistas, João Galamba disse não ter sido surpreendido pelos protestos, lamentando não ter conseguido falar com as pessoas.

“Por acaso até estava à espera [dos protestos]. Estavam presentes pessoas de Montalegre e de vários sítios e, portanto, estava a espera. Estava [também] à espera de conseguir falar com as pessoas, mas o grupo que recebeu não parecia muito disponível para conversar e, portanto, não foi possível”.

A população de Covas do Barroso, em Boticas, está contra um projeto liderado pela  Savannah Resources, com receio que a mina de lítio a céu aberto possa prejudicar a atividade agrícola e apícola, tendo, desde o início deste ano, protestado para travar o projeto. Já a Savannah Resources tem garantido que o projeto da mina de lítio em Boticas tem um investimento previsto de 500 milhões de euros e que o recurso potencial conhecido dará para produzir baterias para 250 a 500 mil carros/ano.

Segundo os seus responsáveis, o projeto prevê a criação, de forma direta, de cerca de 300 postos de trabalho a longo prazo, repartidos pelas áreas técnicas, administrativas e de suporte. O projeto – que ainda aguarda luz verde ambiental – tem por objetivo a ampliação da concessão já existente desde 2006 para a “produção de concentrado de espodumena com vista ao aproveitamento de minerais de lítio para alimentar a indústria das baterias elétricas”.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. OVOcionaram-no? Receberam-no condignamente (isto é, como merece)? Não é o primeiro DESgovernante do PS queé condignamente recebido quando tem o despudor de ir «gozar» com as populações. Neste momento estou a lembrar-me de uma tal Maria de Lurdes, de má memória, para a educação deste país.

RESPONDER

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …