Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

Aziz Karimov / EPA

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor.

A Arménia e o Azerbaijão acordaram novo “cessar-fogo humanitário” a partir desta segunda-feira, na região de Nagorno-Karabakh, anunciou no domingo o Governo dos Estados Unidos da América (EUA), em conjunto com os dois países.

A primeira alegação de violação do cessar-fogo ocorreu minutos após a sua entrada em vigor, segundo a agência de notícias espanhola Efe. “As forças arménias, em violação do novo regime de cessar-fogo humanitário, estão a disparar contra a cidade de Terter e aldeias da região homónima”, denunciou o Ministério da Defesa do Azerbaijão.

As acusações foram refutadas pela Arménia, que por sua vez acusou o exército do Azerbaijão de atacar posições arménias em Nagorno-Karabakh. “Às 08.45 [04.45 em Lisboa], as forças armadas do Azerbaijão abriram fogo de artilharia sobre as posições do exército de Karabakh no sector nordeste”, escreveu Shushan Stepanian, porta-voz do Ministério da Defesa arménio, na rede social Facebook.

O novo “cessar-fogo humanitário”, que deveria entrar em vigor a partir desta segunda-feira, na região de Nagorno-Karabakh, foi anunciado no domingo pelo governo dos Estados Unidos.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Arménia, Zohrab Mnatsakanyan, e do Azerbaijão, Jeyhun Bayramov, reuniram-se no sábado com o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, e “reafirmaram os compromissos dos seus países em implementar e cumprir o cessar-fogo humanitário acordado em Moscovo, em 10 de outubro”, segundo o comunicado do Departamento de Estado dos EUA.

“O cessar-fogo humanitário entra em vigor às 08:00 horas locais (04:00 em Portugal continental) de 26 de outubro de 2020”, acrescentava a nota.

Os EUA “facilitaram as intensas negociações entre os ministros dos Negócios Estrangeiros e os copresidentes do Grupo de Minsk para aproximar a Arménia e o Azerbaijão de uma resolução pacífica do conflito de Nagorno-Karabakh”, concluía o texto.

Com a Rússia e a França, os Estados Unidos fazem parte do trio de coordenação do Grupo de Minsk, da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), envolvido na resolução do conflito de Nagorno-Karabakh.

O conflito no enclave remonta aos tempos da União Soviética, quando no final da década de 1980 o território azerbaijano de Nagorno-Karabakh, povoado principalmente por arménios, solicitou a sua incorporação na vizinha Arménia, deflagrando uma guerra que causou cerca de 25.000 mortes.

No final do conflito, que durou até 1994, as forças arménias assumiram o controlo de Nagorno-Karabakh e ocuparam vastos territórios do Azerbaijão, a que chamam “faixa de segurança”.

O Azerbaijão afirma que a solução para o conflito com a Arménia passa necessariamente pela libertação dos territórios ocupados, uma exigência que tem sido apoiada por várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Por seu lado, a Arménia apoia o direito à autodeterminação de Nagorno-Karabakh e defende a participação de representantes do território separatista nas negociações para a resolução do conflito.

De acordo com relatos de organizações internacionais, a recente escalada do conflito em Nagorno-Karabakh já causou mais de 800 mortes, incluindo uma centena de civis.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …