Museu chinês causa revolta ao comparar pessoas negras a macacos em exposição

A exposição “This is Africa”, do premiado fotógrafo chinês Yu Huiping, na qual o artista compara pessoas negras a macaco, lançou a indignação nas redes sociais e uma onda de protestos.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa, as fotografias, que estavam expostas no Museu Provincial de Hubei, em Wuhan, foram removidas do local esta semana, após diversos protestos e acusações de racismo.

Entre as diversas imagens a comparar expressões humanas com a de animais, há uma foto de um jovem africano a olhar por cima do ombro ao lado de uma foto de um macaco, na mesma pose. Há também uma fotografia na qual uma criança com a boca aberta é colocada ao lado de um chimpanzé.

A exposição, que começou há três semanas e deveria encerrar brevemente, recebeu a visita de mais de 170 mil pessoas. Yu Huiping, um premiado fotógrafo e bastante conhecido no meio artístico chinês, não comentou o caso.

Segundo o New York Times, o curador da exposição, Wang Yuejun, afirmou que pendurar fotografias de pessoas ao lado de animais foi ideia dele e não do fotógrafo Yu Huiping.

“O principal público-alvo da exposição é de maioria chinesa”, disse Wang Yuejun, acrescentando que as comparações entre pessoas e animais são comuns na China e frequentemente vistas como um elogio.

O curador disse que muitos visitantes da exposição admiram os animais familiares, que fazem parte do zodíaco chinês. “Em muitos provérbios chineses, os animais são venerados e elogiados”, disse Wang.

Ainda segundo o NYT, o “racismo casual” também é comum na China, que considera um país diverso com mais de mil milhões de habitantes – agora uma potência mundial, depois de décadas de isolamento internacional.

O jornal afirma que o poderio chinês, que entre outras coisas tornou a China o maior parceiro comercial dos países africanos, causou maior interação com estrangeiros, o que tem causado situações de racismo no país.

ZAP // Hypeness / nytimes

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Parece-me um pouco abusivo sempre que aparece uma pessoa negra em qualquer coisa, dizer-se logo que é racismo.
    No contexto do título da exposição, parece-me ainda mais abusivo chamar-se racismo, já que África é maioritariamente composta por pessoas de raça negra.
    Já vi noutras situações a comparação de gestos/imagens de pessoas de cor branca com gestos/imagens de animais, e ninguém reclamou racismo (experimentem a procurar na web por “comparar pessoa com animal” )!
    Parece-me que o problema é o inverso, pois desta forma, estão a rotular as pessoas negras de uns coitadinhos que precisam de ser ajudados, e então qualquer coisa dizem logo que é racismo.
    Assim, sugiro, que seja mudada a mentalidade, e que tratem as pessoas efectivamente como pessoas, independentemente cor ou da raça!

  2. Outros títulos deste mesmo artigo: “Outrage as museum depicts African people next to animals ”
    1º – O fotógrafo juntou numa mesma moldura o retrato de uma pessoa africana com um animal africano. Existem diversos animais, tais como girafa, leão, elefante, etc.
    2º – O título do artigo é enganador como é hábito para estimular manifestações conflituososas por parte dos leitores, dado que o fotógrafo não comparou pessoas negras a macacos.
    3º – Não existe qualquer indício de racismo nesta exposição.

  3. Será que os “bem aventurados simples” que ganharam o redil do “politicamente correcto, também se insurgiram com as comparações com um leão (pela ferocidade), uma girafa (pela língua preta) ou um elefante (por “trombudo”)?

  4. Ver racismo nesta exposição só mesmo da parte de pessoas complexadas e de fraca mentalidade. Se os retratos utilizados fossem de pessoas brancas ou amarelas não haveria certamente qualquer problema. Até quando vamos permitir que qualquer coisa que envolva pretos seja abusivamente classificada de racista? Se me apresentarem um branco e eu não gostar dele, é normal, pois não temos que gostar de toda a gente. Mas se for um preto e eu não gostar dele, estou lixado, passo a ser racista…

  5. espero que os angolana continuem a bater nas costas dos chineses e a darem-lhe studo em troca de uns dolares.
    é assim que os chineses vêm os pretos em africa, autenticos animais.

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …