Mulher multada por urinar em público transforma-se em debate sobre sexismo

sooncm / Flickr

Urinol público masculino em Amesterdão

O caso de uma mulher holandesa que foi multada em 90 euros por urinar na rua no centro de Amesterdão acabou por se transformar num debate sobre sexismo no país.

A capital holandesa, com pouco mais de 800 mil habitantes, em 35 urinóis públicos para homens, em comparação com as 3 casas de banho públicas disponíveis para mulheres.

Em 2015, Geerte Piening, de 23 anos, foi apanhada a urinar, depois de passar a noite a beber na praça de Leidseplein, no centro. Já era tarde, as lojas estavam fechadas e a casa de banho mais próxima ficava a alguns quilómetros de distância.

Na ocasião, Piening decidiu procurar uma rua tranquila onde pudesse satisfazer as suas necessidades. Segundo conta a BBC, um grupo de amigos ficou a vigiar para avisar Piening caso alguém aparecesse enquanto urinava.

No entanto, a jovem foi apanhada em flagrante por três agentes da polícia local, e presente a um juíz. “Na altura, não queria envolver-me em discussão com a polícia, mas no dia seguinte pensei ‘espera aí… vou lutar contra isto’“, conta Piening.

O magistrado que julgou o caso considerou que Piening devia ter usado um dos urinóis masculinos, em vez de urinar em público – acto punido com multa de 90 euros.

Algumas mulheres, no entanto, consideram que a sugestão do juiz é ridícula, e partilharam nas redes sociais fotos dd si próprias a tentar ilustrar as óbvias dificuldades de uma mulher em usar um urinol masculino.

O juiz comparou também a atitude da jovem com a de alguém que atira lixo para a rua em vez de usar um caixote de lixo – o que levou um utilizador a lembrar ao juíz que, ao contrário da urina, as cascas de banana podem ser guardadas no bolso e deitadas fora mais tarde – em qualquer caixote de lixo de “género neutro”.

Piening insiste que teve de usar a rua como último recurso e alega que as casas de banho públicas para mulheres noutras capitais europeias eram muito melhores. “Não é embaraçoso para uma cidade turística como Amesterdão que as mulheres não tenham onde urinar?”, questiona.

“Não era minha intenção que essa questão se tornasse uma grande questão feminista. Por outro lado, é positivo que esse problema seja discutido”, afirmou.

O juiz reconheceu que há menos casas de banho para mulheres, mas diz que a Câmara não é obrigada a disponibilizá-las.

Além disso, diz o juiz, “as mulheres são menos propensas a usar casas de banho públicas”, acrescentou, dizendo que o caso de Piening era raro. “É a segunda mulher que vejo em Tribunal por causa de um assunto destes”, teria dito o juiz.

A Câmara local, entretanto, diz que nunca houve na cidade uma política pública relativa a casas de banho públicas. “Há mais casa de banho para homens, porque é assim que sempre foi. Obviamente deveria ser igual e todos concordam que poderia ter sido feito melhor. Mas quais são os custos? Há espaço para isso? Vale a pena?”, pergunta Peter Ekker, porta-voz do Presidente.

Mas este pode não ser o fim da história.

Foi agora criado no Facebook um grupo para encorajar mulheres a juntarem-se a um protesto na cidade esta sexta-feira e lançar uma proposta para que as mulheres possam usar urinóis masculinos. Mais de 5000 pessoas já manifestaram interesse em comparecer.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Tirei da minha gaveta das memórias, aquilo que presenciei em França, Lyon.
    Um português homem, adulto, casado e com filhos foi apanhado pela Polícia, a urinar na berma de um caminho ermo e fizeram-lhe pagar uma multa, já lá vão mais de 30 anos.
    Conclusão, nada mudou!

  2. aqui por portugal,foram acabando com os wc publicos,nunca entendi a razao ,mais um caso que demostra a sociedade cada vez mais represssiva e policial que nos estamos a tornar,multar alguem as tantas da noite por urinar na via publica,que nao tem outra alternativa !deviam multar os policias por falta de bom senso,nao acredito que se trate de um caso de descriminaçao,acho que se fosse homem era igual ou pior se fosse por ca

RESPONDER

Estudar música ou falar mais do que uma língua torna o cérebro mais eficiente

Uma equipa de cientistas do Centro de Cuidados Geriátricos de Baycrest, no Canadá, realizou uma investigação e concluiu que músicos bilingues têm um cérebro mais eficiente. Cientistas do Centro de Cuidados Geriátricos de Baycrest, no Canadá, …

Gel inteligente "caminha" e move objetos debaixo de água

Uma equipa de engenheiros criou um gel inteligente impresso em 3D capaz de caminhar debaixo de água, agarrar e mover objetos. O produto tem potencial em engenharia biomédica por ser semelhante a tecidos do corpo …

Ferramentas de madeira encontradas em Espanha eram de neandertais

Não é muito comum encontrarem-se na Europa ferramentas de madeira associadas a neandertais. Os instrumentos encontrados em Espanha têm cerca de 90 mil anos e as ferramentas de madeira descobertas em Itália têm cerca de …

600 anos e 4 terramotos: cientistas desvendam como é que a Torre de Pisa ainda continua em pé

Era um mistério que há anos intrigava engenheiros: como é que a Torre de Pisa consegue resistir a terremotos estando tão inclinada? Com 58 metros de altura, o campanário da catedral da cidade italiana de Pisa …

Descoberto primeiro asteróide extrassolar que se fixou no Sistema Solar

Cientistas descobriram o primeiro asteróide extrassolar que se fixou no Sistema Solar, na órbita de Júpiter, revela um estudo publicado esta segunda-feira. O "2015 BZ509", com origem fora do Sistema Solar, está 'aninhado' na órbita de …

"Não sejas malvado". Google apagou o seu popular lema do código de conduta

A gigante tecnológica eliminou do código de conduta que distribui aos seus funcionários o popular lema "Bon't Be Evil", "não sejas malvado", que fazia parte da cultura da empresa desde os anos 2000. O lema não …

Prisão preventiva para todos os agressores de Alcochete

O juiz de instrução criminal do Tribunal do Barreiro decretou, esta segunda-feira, a medida de coação de prisão preventiva a todos os 23 arguidos detidos na sequência das agressões na Academia do Sporting, em Alcochete. Num …

12 anos depois, nasceu o primeiro bebé na ilha onde é proibido nascer

Este fim de semana, uma brasileira deu à luz uma bebé, na remota ilha de Fernando de Noronha onde, por falta de de estrutura hospitalar, os nascimentos não são autorizados. O arquipélago Fernando Noronha, no Brasil, …

Sem-abrigo multados e detidos por pedirem esmola e dormirem na rua

O número de pessoas em situação de sem-abrigo que estão a ser multadas, condenadas e presas por mendigar ou dormir nas ruas é cada vez maior em Inglaterra e no País de Gales. Em relação a …

China já lançou satélite Queqiao para o lado oculto da Lua

A China lançou, esta segunda-feira, um satélite de retransmissão para assegurar a comunicação com a sonda lunar Chang'e-4, que será lançada em breve, para explorar o lado oculto da Lua. O satélite Queqiao foi transportado por …