//

A “mota elétrica mais rápida do mundo” tem um grande buraco no meio

A White Motorcycle Concepts diz ter conseguido criar o protótipo da mota elétrica mais rápida do mundo. A WMC250EV deve ser capaz de atingir uma velocidade máxima de 400 km/h.

A britânica White Motorcycle Concepts acredita que a nova mota elétrica da empresa vai bater o recorde mundial de velocidade já no próximo ano. A WMC250EV é capaz de atingir uma velocidade de 250 mph, o que equivale a cerca de 400 km/h – um feito que superaria o da Vorax Wattmann (366,85 km/h).

O segredo está na aerodinâmica.

O protótipo faz uso de um design que obriga o ar a passar pelo meio da mota (através de um buraco) e não à volta – o que aumenta consideravelmente a sua aerodinâmica, detalha o New Atlas.

WMC250EV “é a versão mais radical deste conceito para desafiar o recorde mundial de velocidade terrestre”, disse o CEO da empresa, Rob White, ao portal.

“É elétrica, pois é a fonte de energia de emissão zero do momento, mas como o conceito aerodinâmico oferece muita eficiência, poderia facilmente ser a hidrogénio ou qualquer outra fonte de energia futura”, acrescentou.

A empresa testou a mota e diz que o conceito reduz o arrasto aerodinâmico em 69%, em comparação com “a motocicleta líder mundial”, com um coeficiente de arrasto de apenas 0,118.

O poderoso SSC Tuatara, o carro de produção mais rápido do mundo (455,3 km/h), só consegue atingir um coeficiente de resistência ao arrasto de 0,279.

A autonomia da mota elétrica não foi revelada pela empresa, mas, ao que tudo indica, a bateria será razoavelmente modesta: 15 kWh, com potência total de 134 cavalos.

A White Motorcycle Concepts quer estabelecer o recorde do mundo de velocidade em 2022. A meta de atingir os 400 km/h deverá acontecer em Salar de Uyun, o maior deserto de sal do mundo, localizado no sudoeste da Bolívia.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.