Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil.

Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada na última sexta feira no Complexo do Alemão, Rio de Janeiro. A criança foi atingida quando seguia numa carrinha com a mãe a caminho de casa. Segundo o Expresso, a bala terá sido disparada por um agente da Unidade Pacificadora da Polícia Militar numa alegada troca de tiros com marginais que terão atacado os polícias.

A família da menina acusa a polícia da autoria do disparo, que tinha como objetivo acertar num motociclista. Por sua vez, as autoridades adiantam que respondiam a desacatos no Complexo do Alemão, o maior conjunto de favelas do município do Rio de Janeiro. Durante a intervenção, os agentes foram atacadas por um grupo de traficantes e iniciou-se uma troca de tiros.

No entanto, a família já negou a versão da polícia, negando a existência de um tiroteio. “Veio um maluco de moto e a polícia mandou parar. O maluco não parou, foi embora, sem arma nem nada, e a polícia atirou. Não teve tiroteio, o único tiro que teve foi o deles, fatal, foi o que tirou a vida da nossa sobrinha”, contou Elias Cesar, tio de Ágatha Félix, citado pelo Observador.

O caso está a ser investigado pela polícia, mas nem essa garantia afasta os manifestantes das ruas. Este sábado, centenas de moradores do Complexo do Alemão protestaram contra a violência policial, defendendo o fim das operações policiais na zona do Complexo do Alemão, que este ano já mataram seis pessoas no bairro.

No Twitter, Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, lamentou a morte da criança, sublinhando que a menina “é a quinta criança morta em tiroteios no Rio de Janeiro” este ano. No mesmo período e ao todo, 16 foram baleadas. O responsável apelou à polícia para que tenha “respeito à dignidade e à vida humana”.

De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP) do Brasil, entre janeiro e agosto deste ano, já foram mortas 1.249 pessoas pela polícia no Estado do Rio de Janeiro, uma média de cinco mortes por dia. A Ordem dos Advogados do Brasil diz que se trata de “um recorde macabro que este governo do Estado aparenta ostentar com orgulho”.

Muitos manifestantes culpam Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, pelo aumento da violência na região. O governante tem defendido abertamente o recurso a disparos em operações policiais, assim como o uso de atiradores de elite e de snipers.

Witzel já reagiu à morte da criança em comunicado, lamentando a morte de Ágatha. Ainda assim, frisou que “a política de segurança do Governo do Estado do Rio de Janeiro é baseada em inteligência, investigação e reaparelhamento das polícias. Desde o início de 2019, as polícias Civil e Militar têm trabalhado para reduzir os índices criminais e retomar território ocupados pro-frações criminosas ao longo dos últimos anos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …