//

Morreu a enfermeira símbolo do fim da 2ª Guerra Mundial

(dr) Alfred Eisenstaedt / Life

"V-J Day in Times Square", a fotografia icónica que marca o fim da 2ª Guerra Mundial

“V-J Day in Times Square”, a fotografia icónica que marca o fim da 2ª Guerra Mundial

A enfermeira norte-americana, que ficou conhecida por ser uma das protagonistas da fotografia icónica que marcou o fim da 2ª Guerra Mundial, morreu de pneumonia, aos 92 anos de idade.

Greta Friedman é o nome da enfermeira que ficou na história depois de ter sido beijada por um marinheiro durante a celebração em Nova Iorque do fim da 2ª Guerra Mundial.

A norte-americana morreu na quinta-feira passada, dia 8, de pneumonia. Tinha 92 anos. O anúncio foi feito pelo filho, Joshua Friedman, ao canal CBS.

A ex-enfermeira nasceu numa localidade perto de Viena, na Áustria. Em 1939, juntamente com duas irmãs, mudou-se para os Estados Unidos, durante a ocupação nazi na Europa. Os pais de Greta tinham morrido no Holocausto.

A 14 de agosto de 1945, os japoneses renderam-se. Era o fim da Segunda Grande Guerra. Os norte-americanos rejubilaram, e comemoravam nas ruas quando um deles, o luso-descendente George Mendonsa, que estava ligeiramente embriagado, celebrou o feito com um beijo a uma enfermeira desconhecida que estava na Times Square.

O beijo foi típico de cinema e acabou por ser captado e imortalizado pela lente do fotógrafo Alfred Eisenstaedt, da revista Life.

Depois de muitas mulheres alegarem serem elas próprias a enfermeira da fotografia, a verdade é que esse título é apenas de Greta Friedman. Esta só viu a célebre fotografia, que percorreu o mundo, em 1960, ao ver um livro com imagens do fotógrafo. Escreveu à revista a confirmar a sua identidade e assim ficou na história.

Quanto ao beijo de George Mendonsa, a verdade é que nunca houve qualquer romance entre o marinheiro e a enfermeira — apenas uma enorme euforia pelo fim da guerra.

  ZAP // Move

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.