Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim.

A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois dominou amplamente e atacou mais, em especial na segunda parte, na qual jogou grande parte do tempo com um jogador a mais, por expulsão de Rafik Halliche. Porém, realizar 14 remates e só enquadrar 2 acaba por ser pouco e explicar o nulo.

 

O jogo explicado em números

  • Marcos Acuña, Rodrigo Battaglia e Neto foram as novidades na equipa do Sporting, saindo Nuno Mendes, Wendel e Eduardo Quaresma. Mudanças um dia depois de Rúben Amorim ter assegurado, em conferência de imprensa, que “o Sporting vai perder um dia, mas não é neste jogo”.
  • Primeiro quarto-de-hora algo confuso, com o Sporting a mandar nas operações e na posse, com 61%, mas a apostar muito no futebol directo para a velocidade de Jovane Cabral e Gonzalo Plata. Assim, os lances de perigo eram quase nulos, com cada equipa a registar um remate, nenhum enquadrado.
  • Fábio Abreu serviu Filipe Soares para um remate acrobático deste último aos 29 minutos, naquele que foi o grande lance de perigo da partida até então. Porém o disparo saiu por cima. A meia-hora chegava ainda sem um pendor de jogo definido, com equilíbrio total em termos de posse de bola, mas com os da casa a somarem já três disparos (desenquadrados), contra o tal solitário do “leão”, que teimava em não conseguir pegar nas rédeas da partida.
  • Fábio Abreu, que criou uma ocasião flagrante (a tal de Filipe Soares) liderava os ratings aos 30 minutos, enquanto do lado leonino, Matheus Nunes, com três duelos aéreos ganhos e três intercepções, era o mais esclarecido. Contudo, não mais do que isso, pois não havia ninguém capaz de colocar a bola no chão e desenhar um lance com princípio, meio e fim.
  • O nulo no final do primeiro tempo era um espelho fiel do que se passara até então em Moreira de Cónegos. Muita luta, pouca criatividade e ligação entre os sectores no momento de construir lances de ataque, com um certo equilíbrio nas operações, mas um Moreirense mais atrevido.
  • O melhor em campo era Fábio Abreu, com  GoalPoint Rating de 6.1, fruto de uma ocasião flagrante criada e quatro faltas sofridas, uma delas em zona de perigo.
  • O Sporting entrou mais afoito no arranque do segundo tempo e, aos 51 minutos, viu-se em superioridade numérica. Rafik Halliche fez falta sobre Plata quando este se ia isolar e viu o cartão vermelho directo. E a partir deste momento o domínio leonino efectivou-se com maior naturalidade. Chegada a hora de jogo os “leões” registavam 68% de posse de bola desde o descanso, bem como os dois únicos remates, ambos desenquadrados.

Octávio Passos / Lusa

  • O primeiro remate enquadrado do jogo apenas surgiu aos 69 minutos, quando Andraz Sporar, já de ângulo apertado, obrigou Mateus Pasinato a uma boa defesa. Nesta fase praticamente só dava Sporting, com os “leões” a registarem 72% de posse, quatro remates no segundo tempo, mas só quatro acções com bola na área contrária desde o descanso. Ainda assim mais do que os da casa, que só somavam uma.
  • Bom jogo de Neto, regressado às opções do Sporting. A incapacidade minhota em criar perigo passava muito pela solidez do central luso, que registava oito acções defensivas, mas também 92% de eficácia de passe e 12 passes progressivos certos. Mas era no ataque que a equipa de Rúben Amorim precisava de inspiração, e essa tardava.
  • O jogo passou a ter apenas um sentido, o da baliza do Moreirense, mas sem que o Sporting tivesse a tranquilidade para construir lances de perigo e ultrapassar a organização defensiva contrária, apesar do visível “efeito Wendel” nos últimos minutos. Assim, o resultado não sofreria alterações, apesar dos 11 remates do Sporting no segundo tempo, dois deles enquadrados.

 

O melhor em campo GoalPoint

O brasileiro começou o jogo no banco, talvez para surpresa de muitos, mas acabou por fazer a última meia-hora, com grande qualidade.

Wendel foi o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 6.3, coc

Jogadores em foco

  • Gonzalo Plata 6.2 – Bom jogo do equatoriano, apesar de ter mostrado mais “vertigem” que boas decisões. Ainda assim completou as duas únicas tentativas de drible, fez sete recuperações de posse e sofreu cinco faltas (duas em zona perigosa), máximo a par de Fábio Abreu.
  • Fábio Abreu 5.9 – O avançado angolano do Moreirense foi o melhor da sua equipa, pelas tais cinco faltas sofridas (uma em zona de perigo), mas também por ter criado uma ocasião flagrante, coisa rara perante a pouca acutilância ofensiva da sua equipa ao longo do jogo.
  • Marcus Acuña 6.2 – O argentino está de regresso após lesão e mostrou a competência do costume. Nove passes longos certos em 11, 13 passes progressivos eficazes, dois duelos aéreos ganhos (100%) e sete recuperações de posse.
  • Nuno Mendes 6.0 – Tal como Wendel, começou no banco e fez a última meia-hora, e também abanou com o jogo. O jovem fez três passes para finalização, sete cruzamentos (um eficaz), completou 27 dos 30 passes que realizou e fez três alívios.
  • Neto 6.0 – Outro regresso ao “onze” e bem positivo. O central luso completou 90% dos 89 passes que fez, acertou oito de 12 longos e 13 progressivos, e registou o máximo de acções com bola, nada menos que 105. Esteve sólido na retaguarda, com 11 acções com bola, com destaque para quatro desarmes.
  • Sebastián Coates 5.8 – A solidez do costume, num jogo em que teve pouco trabalho defensivo, em especial na segunda parte. Com 93% de eficácia de passe, o uruguaio ganhou dois de três duelos aéreos ofensivos e oito acções defensivas, com três desarmes a destacar.

 

Resumo

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …

Invocando Sá Carneiro, Miguel Albuquerque também defende diálogo entre PSD e Chega

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu que o PSD deve dialogar com vários partidos, incluindo o Chega de André Ventura. Depois de Rui Rio admitir em entrevista à RTP que poderá vir …

Sobe para 18 o número de mortos no acidente de avião na Índia

As autoridades indianas atualizara para 18 o número de mortes no acidente com o avião da Air India Express, que voava do Dubai para Kozhikode, no sul da Índia, e que se partiu em dois …

Luz verde para reabertura de centros de dia. DGS sugere dois metros de distância entre idosos

Os centros de dia vão poder reabrir a partir de 15 de agosto, mas de forma faseada e condicionados a uma avaliação prévia da Segurança Social e entidade de saúde local sempre que funcionem juntamente …

Vacina russa para a covid-19 preocupa cientistas. País pode estar a saltar etapas

Países de todo o mundo continuam na corrida por uma vacina contra a covid-19. A Rússia diz estar prestes a anunciar a vacina, deixando preocupada a comunidade científica, ao passo que Itália avança para os …

Bastonário dos Médicos sugere uso obrigatório de máscara na rua (e em todo o país)

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, sugere que o Governo pondere decretar o uso obrigatório de máscara no espaços exteriores de todo o país, à semelhança do que fez a Região Autónoma da …