Moody’s alerta: a dívida continua “muito alta” e Portugal vai continuar vulnerável nos mercados

O.I.N. / Wikimedia

A Moody’s – a única que mantém o rating de Portugal em “lixo” – avisa que a dívida continua “muito elevada” e que Portugal vai continuar vulnerável nos mercados.

Embora elogie a gestão ativa que tem sido feita da dívida pública, através dos reembolsos antecipados ao FMI, a agência Moody’s deixa um aviso a Portugal: “os níveis totais de endividamento continuam comparativamente muito elevados, em cerca de 127% do Produto Interno Bruto (PIB)”.

Segundo o Observador, é por este motivo que a agência acredita que as taxas de juro de Portugal nos mercados financeiros “vão provavelmente, continuar a ser mais sensíveis a alterações nas tendências entre os investidores, em comparação com outros países periféricos”.

A Moody’s só tem agendada uma atualização ao rating português para 20 de abril. Esta agência é a única entre as quatro maiores agências de rating que continua a atribuir à dívida portuguesa uma classificação de “alto risco”.

Apesar deste alerta, a Moody’s reconhece que os reembolsos antecipados ao FMI, substituindo essa dívida por obrigações emitidas a juros mais baixos no mercado, “melhoraram a resiliência da dívida face a possíveis desenvolvimentos no mercado”.

De acordo com a agência, a composição atual da dívida pública faz com que mesmo que as taxas de juro no mercado subam, o impacto será limitado sobre o custo total da dívida, que está em cerca de 3% (era 4,1% em 2011).

No entanto, segundo o mesmo jornal, comparativamente a outros países, Portugal será um dos mais vulneráveis caso se altere o clima sereno que tem existido nos mercados de dívida nos últimos anos, desde que o Banco Central Europeu (BCE) começou a intervir nos mercados com a compra de títulos de dívida pública (e privada) aos investidores.

Envelhecimento da população pode pesar no rating

O envelhecimento da população portuguesa e a pressão que exerce sobre as contas públicas – nomeadamente sobre a saúde – traz desafios que podem prejudicar a avaliação do rating do país, alerta ainda a Moody’s.

A agência de notação financeira lembra que a maioria dos países da União Europeia vai estar “superenvelhecida” em 2030, com mais de 20% da população a ter 65 anos ou mais, o que trará desafios aos serviços públicos de saúde e de Segurança Social.

Segundo a Moody’s, que cita projeções da Comissão Europeia, Portugal, Malta, Eslováquia e Croácia são os países que vão assistir mais rapidamente a pressões do envelhecimento sobre os serviços de saúde.

“A forma como os Governos adaptam os seus sistemas de cuidados com a saúde ao envelhecimento da população vai tornar-se cada vez mais importante para a nossa avaliação orçamental e, em última análise, para a análise das dívidas públicas”, avisa a analista da Moody’s Kathrin Muehlbronner, em comunicado.

Embora admita que alguns países iniciaram algumas reformas para melhorar a eficiência com os sistemas, a Moody’s considera que são necessárias mais reformas para acomodar o impacto orçamental da pressão sobre a despesa pública com o envelhecimento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …