“Monopólio ancestral”. Jogos de tabuleiro arruínam amizades desde os tempos bíblicos

Há milhares de anos, no início da Idade do Bronze, a população da cidade natal de Golias já jogava jogos de tabuleiro ao estilo de Monopólio.

O Monopólio é provavelmente o jogo de tabuleiro mais famoso do mundo e, a dada altura, já o jogamos com família ou amigos. Costuma dizer-se que muitas amizades são arruinadas durante uma partida, seja por levar os seus entes queridos à falência ou por fazer batota e desviar dinheiro da banca.

Há milhares de anos, em Israel, os cananeus não jogavam Monopólio, mas tinham os seus próprios jogos de tabuleiro.

Num artigo publicado na Palestine Exploration Quarterly, uma equipa de investigadores relatou ter encontrado evidências de jogos de tabuleiro e peças de jogos do início da Idade do Bronze, em Tel Safi, no centro de Israel.

Acredita-se que esta antiga vila, localizada 35 quilómetros a noroeste de Hebrom, era a localização da cidade bíblica filisteia de Gate. É conhecida como sendo a cidade natal de Golias, o gigante inimigo de David, escreve o The Jerusalem Post.

Aren Maeir / Bar-Ilan University

Tel Safi

Escavações no local levaram os arqueólogos a encontrar tabuleiros de um jogo cananeu conhecido como “30 Casas” e de outro jogo do antigo Egito apelidado de “Senet”.

A descoberta prova que estes jogos foram feitos com materiais prontamente disponíveis, que foram criados localmente e jogados em todos os estratos9 da sociedade.

Ainda em fevereiro, investigadores disseram ter encontrado um jogo de tabuleiro, em Omã, que pode ser um precursor do Jogo das Vinte Casas, que tem regras semelhantes às do gamão.

A equipa de arqueólogos descobriu um jogo de pedra com cerca de 4.000 anos, que inclui marcas em forma de rede e buracos para copos, no sítio perto da vila de Ayn Bani Saidah.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.