MIT planeia missão da NASA ao asteróide do fim do mundo

Lillie Paquette / School of Engineering

Os estudantes do MIT Jeremy Stroming, Tori Wuthrich e Nicholas James inspecionam pedaços de meteoritos

Os estudantes do MIT Jeremy Stroming, Tori Wuthrich e Nicholas James inspecionam pedaços de meteoritos

Estudantes do Instituto Tecnológico de Massachusetts, MIT, desenvolveram o projecto de uma nova missão para ser enviada pela NASA em 2026 ao asteróide Apophis, um dos objectos mais perigosos do espaço próximo.

Segundo o Space.com, uma equipa de estudantes do MIT – Instituto Tecnológico do Massachusetts, nos EUA, desenvolveu o projecto de uma nova missão para ser enviada pela NASA em 2026 ao gigantesco asteróide Apophis, um dos objectos mais perigosos do espaço próximo, que vai passar próximo da Terra em 2029 e 2036.

O mítico asteróide 2004 MN4, ou Apophis, foi durante muito tempo considerado o asteróide mais perigoso para a humanidade, bem como para toda a vida terrestre.

Este corpo celeste é bastante grande: o seu diâmetro é de cerca de 320 metros, pesa entre 20 e 40 milhões de toneladas, e se colidisse com a Terra poderia provocar um ELE, Extintion Level Event: a extinção de várias espécies terrestres, entre as quais a humana. Felizmente, a probabilidade de que tal aconteça é muito baixa.

A equipa de 20 estudantes e dois professores do MIT desenvolveu os planos detalhados para a criação de uma sonda que possa ser enviada ao asteróide no momento da sua aproximação máxima à Terra, para medir com exactidão o seu peso, forma, densidade, velocidade de rotação e outras características físicas.

Esta nave espacial, segundo explicam os cientistas, combina as características de missão científica, como o projecto OSIRIS-REx, recentemente enviado a outro asteróide perigoso, o “asteróide da morte” Bennu (1999 RQ36), mas também elementos de defesa planetária, para avaliar o nível de ameaça e procurar formas de o destruir.

Karl Tate / space.com

O Apophis vai cortar a barba (bem curtinha) ao planeta Terra

O Apophis vai cortar a barba (bem curtinha) ao planeta Terra

Para levar a sonda do MIT ao Apophis, a nave da NASA teria que ser lançada ao espaço em agosto de 2026, para chegar em 2029 à melhor posição para medir e observar a aproximação, passagem e afastamento do corpo celeste.

O asteróide vai passar a uma distância da Terra inferior à da órbita dos satélites terrestres. “O Apophis vai passar tão perto da Terra, que a gravidade terrestre vai alterar a sua trajectória”, diz David Miller, professor de Aeronáutica e Astronáutica do MIT.

“O que nós descobrirmos nessa missão ao Apophis pode dar-nos informação para montar uma defesa planetária no caso de algum dia identificarmos um asteróide em rota de colisão com a Terra”, acrescenta Miller.

O projecto já atraiu a atenção da NASA, e o director do seu Departamento de Defesa Planetária, Lindley Johnson, adiantou que o projecto do MIT vai agora ser enviado como proposta para nova missão da agência espacial norte-americana.

ancientartpodcast / Flickr

“Apophis: Project Madness 101”, por Bob Bello

“Apophis: Project Madness 101”, por Bob Bello

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. ZAP…
    Julgo que vocês quereriam dizer “MIT planeia missão da NASA ao asteroide do fim do mundo” em vez de “MIT planeia missão da MASA ao asteroide do fim do mundo”… certo???!!!…
    Ou seja… NASA em vez de MASA…

  2. Todas as agencias espaciais do mundo deviam se unir para destruir o asteroide, né?
    Esta notícia me faz lembrar Armagedom o filme.

  3. Há provavelmente outra imprecisão no vosso texto: No parágrafo imediatamente a seguir ao gráfico referem …teria que ser lançada ao espaço em agosto de 2016, para chegar em 2029…. quando naturalmente quereriam mencionar 2026…

    • Não tem razão. O ZAP enquanto organismo português conhece bem a realidade dos nossos transportes e já considera no prazo, o normal atraso que ocorreria em Portugal. E até considero estranho e falta de profissionalismo do ZAP, que não refiram que em Portugal a mesma operação ficaria no triplo do preço e no final ficaríamos a meio do caminho, não sendo possível chegar ao asteróide. Pelo meio, haveria ainda luvas para vários e depósitos avultados nos paraísos fiscais em nome de amigos do peito. Nada declarado, obviamente.

  4. FIM DO MUNDO?
    Boa tarde! O cruzamento de várias profecias bíblicas, feito por nós em 36 anos de estudos do Apocalipse (1.983 a 2.019) revelam que início do Apocalipse, o Princípio de dores (terceira guerra mundial) ocorrerá entre 2.029 a 30. Entretanto, já quanto ao final do mundo, embora a terra seja extremamente assolada (Isa. 6:11 a 13) nos períodos chamados tribulacionais; sua destruição total ainda está fora de cogitação; ou seja: Não será possível, antes do Reinado Milenar de Cristo sobre a terra (Apoc. 20:6). Somente depois desse tempo é que a terra passará, conforme o previsto nas Escrituras (Apoc. 21:1).

    ESCATOLOGIA TOTAL: Solicite gratuitamente nossos estudos:O resumo da estrutura escatológica + os10 gráficos do Apocalipse + Relógio do Apocalipse, com a sequência e a cronologia perfeita da Grande tribulação, vinda de Jesus e o arrebatamento da Igreja (exceto o dia, a hora e o momento da vinda do Senhor) pelo nosso E-mail: Jaime.ap@hotmail.com

RESPONDER

História no Planeta Vermelho. Perseverance conseguiu transformar dióxido de carbono em oxigénio

O rover Perseverance, da NASA, conseguiu converter dióxido de carbono em oxigénio. Este grande passo abre caminho à exploração humana do Planeta Vermelho. O MOXIE (Mars Oxygen In-Situ Resource Utilization Experiment), um instrumento a bordo do …

Radiotelescópio encontrou a sua primeira estrela morta giratória. É um "farol cósmico gigante"

Com a ajuda de um radiotelescópio de baixa frequência na Austrália, uma equipa de astrónomos descobriu um pulsar - uma estrela de neutrões densa que gira rapidamente, enviando ondas de rádio para o cosmos. Pela primeira, …

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …