“Missão secreta” recuperou cinco quadros roubados há 40 anos de museu alemão

(dr) Fundação Schloss Friedenstein Gotha

Cinco quadros roubados em 1979 de um museu na Alemanha, e passados clandestinamente entre a fronteira interna alemã, foram resgatados no final do ano passado. As investigações prosseguem para encontrar os responsáveis pelo roubo.

Cinco quadros avaliados em quatro milhões de euros foram roubados e passados clandestinamente através da fronteira interna alemã, em 1979. O caso continua a ser um mistério.

Quando os quadros dos séculos XVI e XVII – da autoria de Hans Holbein, Frans Hals, Ferdinand Bol, Antoon van Dyck e Jan Brueghel – foram roubados, mais de mil pessoas foram interrogadas pela polícia e pela Stasi, a polícia secreta da Alemanha Oriental. No entanto, segundo Tobias Pfeifer-Helke, director da Fundação Schloss Friedenstein Gotha, os quadros nunca chegaram a ser recuperados.

Quarenta anos depois do roubo, em 2018, Knut Kreuch, Presidente da Câmara de Gotha, começou a receber chamadas telefónicas suspeitas. “Tenho algo para si“, dizia a voz do outro lado. Segundo o Público, Kreuch recebeu também várias fotografias a cores das pinturas, enviadas por um advogado. Até esse momento, as únicas imagens que tinha visto eram a preto e branco.

Os clientes desse advogado tinham herdado as obras dos seus pais, que pagaram um resgate para ajudar alguns amigos a deixar a Alemanha Oriental. Em troca, receberam as pinturas. De acordo com a Der Spiegel, os clientes chegaram a pedir cinco milhões de euros pelas obras de arte, mas o Presidente da Câmara conseguiu um acordo, após vários meses de negociação.

O advogado concordou em trazer os quadros para que a sua autenticidade fosse provada no Laboratório de Pesquisa Rathgen, um Instituto de Pesquisa dos Museus do Estado de Berlim, na Alemanha.

Numa espécie de “missão secreta“, que aconteceu a 30 de setembro do ano passado, as pinturas chegaram ao Instituo e só saíram de lá depois de se ter provado que eram verdadeiras. Regressaram, assim, ao local onde foram originalmente roubadas, a Fundação Schloss Friedenstein.

Segundo o Público, tanto o advogado como o condutor da carrinha que descarregou os cinco quadros no Instituto foram acusados de chantagem e posse de bens roubados.

O maior roubo de arte da Alemanha Oriental acabou bem, com as pinturas a regressarem a casa sem ser preciso pagar qualquer tipo de resgate. Ainda assim, as investigações vão continuar, para revelar a identidade dos ladrões originais e para perceber como foi executado o roubo.

A partir do próximo domingo, dia 26 de janeiro, as cinco pinturas vão estar em exibição na Fundação Schloss Friedenstein Gotha​. Depois, serão restauradas em preparação para uma exposição sobre o roubo de Gotha, que será inaugurada em 2021.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …

Entre uma "história de recusas" e uma “opção clara” pelos interesses do grande capital

A líder do BE disse hoje que a legislatura do Partido Socialista tem sido a “história das recusas” tanto sobre um acordo no final das eleições 2019, seja na recusa dum Orçamento Suplementar para lá …

Homem morre nos Estados Unidos depois de receber mais de 50 choques taser na sua detenção

Dos agentes da polícia da cidade de Wilson, no estado norte-americano do Oklahoma, foram nesta quarta-feira acusados de homicídio em segundo grau pela morte de um homem durante a sua detenção. De acordo com o …

TESS fornece novas ideias sobre um mundo ultra-quente

Medições do TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA permitiram aos astrónomos melhorar bastante a sua compreensão do ambiente bizarro de KELT-9b, um dos planetas mais quentes conhecidos. "O factor de estranheza de KELT-9b é alto," …

Bill Gates elenca quatro pilares-chave para combater a pandemia

O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, elencou quatro pilares que a sua fundação considera essenciais para combater a pandemia de covid-19, que já matou mais de 520 mil pessoas em todo o mundo. Segundo o norte-americano, …

Tesla já vale mais do que a Toyota, Disney e Coca-Cola

As ações da Tesla chegaram esta quarta-feira a um preço recorde de 1.120 dólares por ação, levando a empresa de Elon Musk a superar a cotação de mercado de grandes empresas como a Coca-Cola ou …