“Missão secreta” recuperou cinco quadros roubados há 40 anos de museu alemão

(dr) Fundação Schloss Friedenstein Gotha

Cinco quadros roubados em 1979 de um museu na Alemanha, e passados clandestinamente entre a fronteira interna alemã, foram resgatados no final do ano passado. As investigações prosseguem para encontrar os responsáveis pelo roubo.

Cinco quadros avaliados em quatro milhões de euros foram roubados e passados clandestinamente através da fronteira interna alemã, em 1979. O caso continua a ser um mistério.

Quando os quadros dos séculos XVI e XVII – da autoria de Hans Holbein, Frans Hals, Ferdinand Bol, Antoon van Dyck e Jan Brueghel – foram roubados, mais de mil pessoas foram interrogadas pela polícia e pela Stasi, a polícia secreta da Alemanha Oriental. No entanto, segundo Tobias Pfeifer-Helke, director da Fundação Schloss Friedenstein Gotha, os quadros nunca chegaram a ser recuperados.

Quarenta anos depois do roubo, em 2018, Knut Kreuch, Presidente da Câmara de Gotha, começou a receber chamadas telefónicas suspeitas. “Tenho algo para si“, dizia a voz do outro lado. Segundo o Público, Kreuch recebeu também várias fotografias a cores das pinturas, enviadas por um advogado. Até esse momento, as únicas imagens que tinha visto eram a preto e branco.

Os clientes desse advogado tinham herdado as obras dos seus pais, que pagaram um resgate para ajudar alguns amigos a deixar a Alemanha Oriental. Em troca, receberam as pinturas. De acordo com a Der Spiegel, os clientes chegaram a pedir cinco milhões de euros pelas obras de arte, mas o Presidente da Câmara conseguiu um acordo, após vários meses de negociação.

O advogado concordou em trazer os quadros para que a sua autenticidade fosse provada no Laboratório de Pesquisa Rathgen, um Instituto de Pesquisa dos Museus do Estado de Berlim, na Alemanha.

Numa espécie de “missão secreta“, que aconteceu a 30 de setembro do ano passado, as pinturas chegaram ao Instituo e só saíram de lá depois de se ter provado que eram verdadeiras. Regressaram, assim, ao local onde foram originalmente roubadas, a Fundação Schloss Friedenstein.

Segundo o Público, tanto o advogado como o condutor da carrinha que descarregou os cinco quadros no Instituto foram acusados de chantagem e posse de bens roubados.

O maior roubo de arte da Alemanha Oriental acabou bem, com as pinturas a regressarem a casa sem ser preciso pagar qualquer tipo de resgate. Ainda assim, as investigações vão continuar, para revelar a identidade dos ladrões originais e para perceber como foi executado o roubo.

A partir do próximo domingo, dia 26 de janeiro, as cinco pinturas vão estar em exibição na Fundação Schloss Friedenstein Gotha​. Depois, serão restauradas em preparação para uma exposição sobre o roubo de Gotha, que será inaugurada em 2021.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Irão condena "firmemente" ataque na Síria. EUA quis enviar "mensagem clara"

O Irão, aliado do regime sírio de Bashar al-Assad, condenou "firmemente" os ataques norte-americanos a milícias pró-iranianas na Síria, considerando que podem "intensificar os conflitos" na região. Segundo o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Said …

Vieira segura Jesus apesar da pressão interna

O presidente do SL Benfica, Luís Filipe Vieira, descarta neste momento avançar para a demissão do treinador encarnado, Jorge Jesus, apesar da pressão interna para o fazer, avança este sábado o desportivo Record. Segundo a …

Os antigos egípcios tinham um segredo para fazer pão. Milénios depois, eis a receita

Ninguém sabia como é que os antigos egípcios faziam pão, até uma investigadora ter posto – literalmente – as mãos na massa e descoberto qual era o seu segredo. "A produção de pão no Egito faraónico …

Afinal, Messi pode mesmo ficar em Barcelona

O internacional argentino Lionel Messi, que no verão passado admitiu publicamente que queria deixar o FC Barcelona, poderá continuar no clube. A informação é avançada este sábado pelo jornal espanhol Marca, que dá conta que …

Governo vai começar a executar o PRR pela área da saúde e apoio aos idosos

O Governo quer começar a executar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) pela área da saúde e combate às vulnerabilidades sociais. Em declarações ao jornal Público, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira …

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes ao novo coronavírus vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) …

Poeira de asteróide encontrada na cratera Chicxulub encerra caso da extinção dos dinossauros

Uma equipa de investigadores acredita ter encerrado o caso da extinção dos dinossauros após ter encontrado poeira de asteróide na cratera que Chicxulub terá criado há 66 milhões de anos. Desde os anos 1980 que a …

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …