“Missão secreta” recuperou cinco quadros roubados há 40 anos de museu alemão

(dr) Fundação Schloss Friedenstein Gotha

Cinco quadros roubados em 1979 de um museu na Alemanha, e passados clandestinamente entre a fronteira interna alemã, foram resgatados no final do ano passado. As investigações prosseguem para encontrar os responsáveis pelo roubo.

Cinco quadros avaliados em quatro milhões de euros foram roubados e passados clandestinamente através da fronteira interna alemã, em 1979. O caso continua a ser um mistério.

Quando os quadros dos séculos XVI e XVII – da autoria de Hans Holbein, Frans Hals, Ferdinand Bol, Antoon van Dyck e Jan Brueghel – foram roubados, mais de mil pessoas foram interrogadas pela polícia e pela Stasi, a polícia secreta da Alemanha Oriental. No entanto, segundo Tobias Pfeifer-Helke, director da Fundação Schloss Friedenstein Gotha, os quadros nunca chegaram a ser recuperados.

Quarenta anos depois do roubo, em 2018, Knut Kreuch, Presidente da Câmara de Gotha, começou a receber chamadas telefónicas suspeitas. “Tenho algo para si“, dizia a voz do outro lado. Segundo o Público, Kreuch recebeu também várias fotografias a cores das pinturas, enviadas por um advogado. Até esse momento, as únicas imagens que tinha visto eram a preto e branco.

Os clientes desse advogado tinham herdado as obras dos seus pais, que pagaram um resgate para ajudar alguns amigos a deixar a Alemanha Oriental. Em troca, receberam as pinturas. De acordo com a Der Spiegel, os clientes chegaram a pedir cinco milhões de euros pelas obras de arte, mas o Presidente da Câmara conseguiu um acordo, após vários meses de negociação.

O advogado concordou em trazer os quadros para que a sua autenticidade fosse provada no Laboratório de Pesquisa Rathgen, um Instituto de Pesquisa dos Museus do Estado de Berlim, na Alemanha.

Numa espécie de “missão secreta“, que aconteceu a 30 de setembro do ano passado, as pinturas chegaram ao Instituo e só saíram de lá depois de se ter provado que eram verdadeiras. Regressaram, assim, ao local onde foram originalmente roubadas, a Fundação Schloss Friedenstein.

Segundo o Público, tanto o advogado como o condutor da carrinha que descarregou os cinco quadros no Instituto foram acusados de chantagem e posse de bens roubados.

O maior roubo de arte da Alemanha Oriental acabou bem, com as pinturas a regressarem a casa sem ser preciso pagar qualquer tipo de resgate. Ainda assim, as investigações vão continuar, para revelar a identidade dos ladrões originais e para perceber como foi executado o roubo.

A partir do próximo domingo, dia 26 de janeiro, as cinco pinturas vão estar em exibição na Fundação Schloss Friedenstein Gotha​. Depois, serão restauradas em preparação para uma exposição sobre o roubo de Gotha, que será inaugurada em 2021.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …