Mirandela ameaça portajar estrada municipal “alternativa à A4”

PSD / Flickr

ANtónio Branco, presidente da Câmara Municipal de Mirandela

ANtónio Branco, presidente da Câmara Municipal de Mirandela

O presidente da Câmara de Mirandela, António Branco, ameaçou esta segunda-feira portajar a principal estrada do concelho se forem introduzidas portagens na A4, para mostrar que não há alternativa a esta autoestrada na rede viária nacional.

O autarca reconhece que não sabe se o município tem competência para isso, mas reiterou que está disposto a colocar portagens na antiga nacional 15 e pergunta: “porque é que o Governo pode por portagens na A4 e eu não. O conceito é o mesmo”.

A posição do autarca social-democrata surge depois de o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ter confirmado, na sexta-feira, em Bragança, que a Autoestrada Transmontana, que dá continuidade à A4, entre Vila Real e Bragança, vai ter portagens.

O problema é que neste concelho transmontano, entre o Romeu e Mirandela, a única estrada que poderia permitir evitar potagens é agora municipal e António Branco garantiu à Lusa que não está disposto “a ser alternativa”, nem que para isso tenha que adotar o conceito do Governo e introduzir portagens.

O autarca refere-se à antiga nacional 15, que liga Bragança ao Porto, paralela primeiro ao IP4 e agora à A4.

O troço de 15 quilómetros entre o Romeu e Mirandela foi municipalizado em 2006, segundo adiantou o autarca, vincando que teve de pagar metade, 1,5 milhões de euros, do investimento para reabilitar a estrada.

“Vou ficar agora eu a servir de alternativa? E quem faz a manutenção disto?”, questionou.

O autarca social-democrata já o tinha feito e volta agora a ameaçar fazer o mesmo que o Governo e portajar a estrada, mas com uma salvaguarda para as gentes da região, nem que tenha que dar um aparelho (Via Verde) a cada residente.

Já “tudo que seja carro público, que pague”, continuou.

O autarca vincou que a situação do seu concelho é ilustrativa de que os transmontanos não têm alternativa à autoestrada que foi construída sobre o antigo IP4.

A antiga nacional 15 serviu para desviar o trânsito por quase dois anos durante a construção da autoestrada, cujas consequências ainda são visíveis no concelho.

“As entradas de Mirandela estão destruídas”, contou, referindo-se ao pavimento por onde durante a obra passaram camiões e “mais carros do que em 25 anos”.

Quem vai pagar é a autarquia e “ainda por cima, os fundos comunitários não disponibilizam dinheiro para estes fins”, afirmou, referindo-se às restrições do novo quadro comunitário a financiamentos de infraestruturas.

António Branco fala também de outros custos de que o concelho não foi ressarcido, nomeadamente para Turismo, quando o rio Tua e o seu espelho de água, que são o principal atrativo da cidade, estiveram vazios “durante quase três meses” para a construção de uma das pontes da A4.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Especialistas preveem mais birras e frustrações nas crianças durante o novo confinamento

A falta das brincadeiras e da socialização, aliadas a um aumento da exposição aos ecrãs, podem originar mais birras, desentendimentos e frustrações das crianças e jovens que regressam a casa para um novo confinamento, asseguram …

Musk oferece prémio de 100 milhões por tecnologia para capturar carbono

Elon Musk lançou um novo desafio: O CEO da Tesla e da SpaceX vai oferecer um prémio de 100 milhões de dólares a quem projetar uma tecnologia eficaz de captura de carbono. Elon Musk sabe que, …

PSP multou 406 pessoas (e deteve 16) este fim de semana

A PSP deteve, durante o passado fim de semana, 16 pessoas e multou 406 por incumprimento do dever geral de recolhimento, num total de 621 operações de fiscalização. Dos detidos, “dez foram por desobediência ao …

SpaceX envia recorde de 143 satélites e cinzas humanas num único foguete

A SpaceX enviou no domingo um recorde de 143 satélites num único foguete, como parte do novo programa de carga partilhada entre empresas a um custo mais baixo, entre elas a funerária Celestis, que mandou …

Viagens de residentes caíram 84,8% para fora e 18,5% em Portugal no 3.º trimestre de 2020

As viagens turísticas de residentes em Portugal diminuíram 84,8% com destino ao estrangeiro e 18,5% em território nacional, no terceiro trimestre de 2020, em termos homólogos, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Segundo as …

Santander encerrou 60 balcões em 2020 e prevê fechar mais 30 até março

O Santander encerrou 60 balcões em 2020 e estima fechar mais cerca de 30 este trimestre, numa adaptação ao modelo de negócio que diz obrigatória para sobreviver. A Comissão Executiva do Santander, que assina a carta enviada …

Instituto Pasteur interrompe desenvolvimento de vacina

O Instituto Pasteur anunciou esta segunda-feira ter parado o desenvolvimento do seu principal projeto de vacina contra a covid-19, porque os primeiros ensaios demonstraram ser menos eficaz do que se esperava. Um outro agente francês, o …

Maduro anuncia "gotas milagrosas" 100% eficazes contra a covid-19

Este domingo, o Presidente venezuelano Nicolás Maduro apresentou um suposto medicamento desenvolvido no país que descreveu como "gotas milagrosas", 100% eficazes contra a covid-19. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apresentou este domingo umas gotas que …

Associação de Juízes pede urgência na aprovação de lei sobre suspensão de prazos processuais

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) pediu esta segunda-feira ao Governo e ao parlamento a "maior urgência" na aprovação da proposta de lei que determina a suspensão dos prazos nos processos judiciais não urgentes. Segundo …

Marisa Matias e João Ferreira ficam sem subvenção pública

As candidaturas de João Ferreira e Marisa Matias não vão receber a subvenção pública para financiar as suas campanhas eleitorais, uma vez que ficaram abaixo dos 5%, a fasquia imposta pela lei para ter acesso …