Juan Guaidó “é um assunto da Justiça”

Rayner Peña / EPA

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, disse que a situação do líder da oposição, Juan Guaidó é “um assunto da Justiça”, após lhe ter sido retirada a imunidade.

“É um assunto da Justiça venezuelana e não do poder executivo”, afirmou Jorge Arreaza em declarações à Efe em Beirute, à margem de um encontro de apoio ao seu país, num hotel da capital libanesa.

A Assembleia Nacional Constituinte (ANC), composta apenas por chavistas, aprovou na segunda-feira o levantamento da imunidade de Guaidó, depois de o terem acusado de atos terroristas e crimes contra a humanidade, o que abre as portas para o seu julgamento.

Arreaza adiantou à agência de notícias espanhola que o Governo da Venezuela não quer uma guerra, referindo que a cooperação militar com outros países, como a Rússia, é para defender-se. “O único que fala de guerra é os Estados Unidos, mas nós não queremos guerra. A nossa cooperação militar com outros países é para nos prepararmos e defendermo-nos”, declarou.

Durante a sua intervenção perante uma centena de representantes de partidos de esquerda libaneses, palestinianos e da região, assim como de uma filha de Che Guevara, o ministro reafirmou que o seu país se defenderá de uma qualquer agressão. “Não queremos uma guerra para a Venezuela, mas se for sua vontade, o Presidente Maduro resistirá com as armas e munições a qualquer invasão”, assegurou.

Arreaza referiu que “o golpe de Estado estava preparado para finais de janeiro, mas não passou, nem vai passar”. “O golpe de Estado preparado pelos Estados Unidos contra Nicolás Maduro fracassou, apesar do dinheiro que ofereceram aos militares para que derrubassem o seu Presidente e traíssem a sua Constituição”, adiantou.

O ministro venezuelano classificou Guaidó de “farsante e fantoche”, recordando que até há pouco “ninguém o conhecia”. “Estão a pressionar todos os países do mundo para que reconheçam o senhor farsante Guaidó e ameaçam-nos com a retirada do seu apoio e ajuda”, acrescentou.

“Dos 193 países que integram as Nações Unidas, 53 fizeram ameaças e pressão. Não podem com a Venezuela e não podem com Nicolás Maduro”, comentou, garantindo que se declararem uma guerra contra o seu país, a guerra da independência da América Latina de Espanha “não será nada em comparação com o que sucederá agora”.

Arreaza está no Líbano no âmbito de uma viagem pelo Médio Oriente que também o levou à Turquia e que continuará com uma deslocação à Síria, um aliado da Rússia e do chefe de Estado venezuelano.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cai período de nojo para governantes que vão para o BdP. Privados têm que esperar três anos

A que poderá ser a nova regra para as nomeações futuras para a liderança do Banco de Portugal (BdP) indica que os governantes podem entrar diretamente enquanto personalidades do sector privado da banca ou empresas de …

Mais três mortes e 802 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quarta-feira, mais três mortes e 802 novos casos de infeção por covid-19 em relação a terça-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

"Vista invejável". Presidente de Almada diz que ia viver para o Bairro Amarelo "amanhã"

A presidente da Câmara de Almada afirmou esta segunda-feira, na reunião pública ordinária da autarquia, que não se importava de ir viver "amanhã" para o Bairro Amarelo, frisando a sua vista "invejável". "Almada tem este …

Aulas de Educação Moral e Religiosa juntam alunos de turmas diferentes. Sistema "bolha" violado

Há escolas em que a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) está a juntar alunos de turmas diferentes, violando assim as recomendações das autoridades por causa da pandemia e pondo em causa o …

Autárquicas. PS e PSD têm de renovar 33 presidentes de câmara

PS e PSD têm, no total, 33 presidentes de câmara que não se poderão recandidatar nas próximas eleições autárquicas, uma vez que já atingiram o limite de três mandatos consecutivos. Os números são apresentados esta …

Trump diz que evitou cenário de mais de 2,5 milhões de mortos nos Estados Unidos

Esta terça-feira, Donald Trump disse que que evitou o cenário dos Estados Unidos registarem mais de dois milhões de mortos por covid-19 e culpou a China por "deixar a praga escapar". O Presidente dos Estados Unidos …

Boris endurece discurso e admite que novas medidas podem prolongar-se por seis meses

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, avisou esta quarta-feira que um pacote de medidas mais apertadas para combater a pandemia do novo coronavírus (covid-19), incluindo o encerramento de bares e restaurantes às 22:00, pode ficar em …

Novo estudo já marcou data para o fim da pandemia (e normalidade pode estar para breve)

Um novo estudo da McKinsey prevê que o fim da pandemia só deve chegar no terceiro ou no quarto trimestre de 2021 nos países desenvolvidos. Contudo, o retorno à normalidade deve acontecer mais cedo. O artigo …

Torre Eiffel evacuada devido a ameaça de bomba

A Torre Eiffel foi evacuada ao fim da manhã desta quarta-feira na sequência de uma ameaça de bomba, avança a imprensa internacional.  A notícia foi avançada pelo jornal francês Le Figaro e pela agência Reuters. De acordo …

Plano de Recuperação. CGTP deixa aviso em relação ao salário mínimo, CIP apoia aposta do Governo

António Costa reuniu-se esta terça-feira com os parceiros sociais a propósito do Plano de Recuperação e Resiliência. Isabel Camarinha, secretária geral da CGTP, considera que a resposta do Governo face à valorização dos salários é …