Mineração de ouro deixa terras da Amazónia áridas por vários anos

A mineração de ouro na Amazónia está a deixar as suas terras áridas durante vários anos. Além disso, os rios também ficam altamente contaminados com mercúrio.

A mineração de ouro aumentou rapidamente em toda a região amazónica nos últimos anos, especialmente ao longo do Planalto das Guianas, onde é responsável por até 90% da desflorestação total. O Planalto abrange Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Venezuela e pequenas partes da Colômbia e norte do Brasil, e as suas florestas retêm aproximadamente 20 mil milhões de toneladas de carbono.

Grande parte da perda de floresta na região é causada por mineiros artesanais e de pequena escala, que respondem rapidamente a aumentos nos preços internacionais do ouro. Muitas vezes, deixam para trás uma extensa erosão do solo e rios contaminados com mercúrio.

Os cientistas tinham analisado como é que as florestas recuperam após serem convertidas em campos e pastagens, e depois abandonadas. Eles descobriram que estas “florestas secundárias” em recuperação foram capazes de manter a biodiversidade e acumular carbono, entre outras coisas. No entanto, nenhum desses estudos comparou a recuperação de florestas após a agricultura com o que acontece após a mineração de ouro.

Um novo estudo publicado este domingo no Journal of Applied Ecology revela que a mineração de ouro limita significativamente a regeneração das florestas amazónicas e reduz bastante a sua capacidade de acumular carbono. As taxas de recuperação em poços de mineração abandonados estavam entre as mais baixas já registadas em florestas tropicais, em comparação com a recuperação da agricultura e pastagem.

Os investigadores estimam que, na Amazónia, a mineração de ouro faz com que cerca de 2 milhões de toneladas de carbono florestal sejam perdidas a cada ano. A falta de regeneração observada mostra que esse carbono perdido pode não ser recuperável, dentro do que seria considerado um período normal de regeneração, simplesmente deixando essas minas abandonadas para a natureza.

Também foi observado que os locais de mineração ativos tinham, em média, 250 vezes mais concentrações de mercúrio do que os locais abandonados. A poluição por mercúrio é especialmente prejudicial para os peixes, que são parte integrante da dieta das comunidades locais e indígenas nesta parte do mundo.

A recuperação mais lenta devido à mineração é particularmente preocupante, uma vez que a mineração é um fator cada vez mais importante da desflorestação na Amazónia, com mais de um milhão de quilómetros quadrados que poderiam ser reservados para a mineração de ouro e outros minerais.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Já pode ajudar a NASA a batizar o manequim que vai até à Lua

A agência espacial norte-americana está a pedir ajuda para batizar o "Moonikin", o manequim que vai a bordo da nave Orion, durante a missão lunar Artemis I, ainda este ano. Quando a nave espacial Orion, da …

Portugal em Europeus: as últimas três derrotas foram (todas) contra a Alemanha

Em 90 minutos, Portugal não era derrotado numa fase final de um Europeu desde a estreia no Europeu 2012. Recorde as seleções que bateram Portugal, até agora. "Já não posso ver os franceses à frente". Esta …

Spotify lança Greenroom (e abre concorrência ao Clubhouse)

O Spotify lançou na quarta-feira, dia 16 de junho, uma app de conversas por áudio em direto chamada Greenroom, uma resposta do gigante sueco de streaming de música à popular plataforma Clubhouse. O Greenroom permite que …

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …

Portugal vs Alemanha: Portugal perde por 2-4

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Choques elétricos no pescoço podem combater a fadiga

Desde café a rotinas de sono complexas: os seres humanos desenvolveram várias estratégias para evitar o cansaço. Agora, cientistas acreditam ter descoberto uma nova técnica de combate à fadiga através de estimulação elétrica cerebral não …