Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor.

Esta foi a conclusão do sistema federal após uma auditoria de quatro anos às empresas mineiras. Mais de mil milhões de dólares em multas, ao longo de 18 anos, e a situação pouco ou nada mudou. Os dados recolhidos mostram que “não há correlação entre as multas pagas e a segurança das operações mineiras”.

Aliás, as empresas que persistentemente ignoram as multas revelaram ter taxas de acidentes de trabalho 50% superiores às minas que pagavam as multas, revela uma investigação da rádio norte-americana NPR. Algumas das empresas falharam o pagamento de multas com vários anos a rondar os 70 milhões de dólares.

Wes Addington, diretor executivo da Appalachian Citizens Law Center, no estado do Kentucky, diz que isto só mostra que “as multas não são suficientemente altas para cessar com as más práticas”. Addington disse ainda que as empresas olham para as multas quase como “um custo do negócio“.

A Appalachian Citizens Law Center é uma firma de advocacia sem fins lucrativos que luta pela justiça nas minas de carvão, representando os mineiros e as suas famílias.

O advogado considera ainda que a auditoria feita é “superficial” e “mal projetada”, já que também inclui minas de metais e não metais.

“A mineração de carvão é uma das ocupações mais perigosas dos Estados Unidos”, disse, explicando que o facto de incluírem outras minas na auditoria distorce os resultados. “Eles não têm as lesões e violações que as minas de carvão têm”, acrescentou em declarações à NPR.

Ainda assim, o sistema federal sugere um par de medidas para ajudar no combate à insegurança nas minas. Por exemplo, empresas com multas pendentes não poderão operar em novas minas.

“Sem responsabilizar os operadores das minas pelo seu histórico de segurança ou pela inadimplência antes de iniciar as operações numa nova mina, os operadores das minas têm menos incentivos para evitar futuros riscos de segurança“, concluiu a auditoria.

O caminho para corrigir a situação ainda poderá ser longo, mas há já alguns progressos recentes. Em maio, a Mine Safety and Health Administration, juntamente com o Departamento da Justiça processou as empresas de mineração detidas pela família Justice — uma das maiores devedoras inadimplentes do país, com dívidas a rondar os 5 milhões de dólares.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo promulga diploma sobre sistema nacional de gás (mas alerta para os custos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o diploma que estabelece o funcionamento do sistema nacional de gás, mas chamou à atenção para as observações do regulador, nomeadamente quanto aos custos …

UE avança com sanções contra Bielorrússia. Candidata da oposição apela a "massivas manifestações"

Os chefes de diplomacia da União Europeia (UE) acordaram esta sexta-feira impor sanções ao regime de Minsk na sequência das eleições presidenciais de domingo passado, visando os responsáveis pela alegada fraude nos resultados e pela …

Estratégia para abrandar envelhecimento pode estar escondida nos golfinhos

Uma equipa de investigadores está a estudar o envelhecimento em golfinhos da marinha norte-americana para tentar aprender estratégias para aplicar em humanos. Como os golfinhos envelhecem de maneira semelhante aos humanos, uma equipa de investigadores está …

Anãs negras, explosões na escuridão e um grito final. Astrónomo explica como o Universo vai acabar

Há muito tempo que os astrónomos estudam como será o fim do cosmos. Um novo estudo concluiu que o Universo dará um último grito antes de tudo escurecer para sempre. As leis conhecidas da física sugerem …

A NASA tem estado a disparar lasers para a Lua. Finalmente, recebeu uma resposta de volta

A NASA esteve nos últimos anos a disparar raios laser em direção ao Lunar Reconnaissance Orbiter, nave que está desde 2009 em órbita da Lua. Agora, pela primeira vez, o satélite respondeu. O Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) …

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …