Mina de urânio espanhola coloca Portugal em risco de contaminação radioactiva

Stop Uranio Plataforma del Campo Charro / Facebook

Máquinas preparam instalação de mina de urânio a céu aberto em Retortillo, Salamanca, Espanha.

Depois da polémica de Almaraz, há uma nova “guerra” Portugal-Espanha. Desta feita, por causa de uma mina de urânio a céu aberto que está a instalar-se perto da fronteira com Portugal e que pode vir a gerar contaminação radioactiva.

Uma delegação da Assembleia da República, com deputados de todos os partidos com assento parlamentar, vai esta segunda-feira a Retortillo, em Salamanca, Espanha, para avaliar os riscos envolvidos na instalação desta mina de urânio a céu aberto, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa de Almeida.

“A contaminação radioactiva através do ar tem uma enorme probabilidade e, para além disso, a mina fica em cima de um afluente do Rio Douro, que quer dizer que toda a drenagem de águas, todas as escorrências da mina vão acabar por ir parar ao Rio Douro”, alerta o deputado do Bloco de Esquerda, Pedro Soares, que é presidente da Comissão Parlamentar de Ambiente, em declarações à RTP.

O bloquista integra a delegação portuguesa que vai visitar o local, onde a empresa australiana Berkeley pretende fazer a instalação da que poderá vir a ser a maior mina a céu aberto da Europa. Estão também previstas reuniões com as autoridades locais.

O Governo português já pediu esclarecimentos sobre o assunto aos homólogos espanhóis mas, até agora, não obteve qualquer resposta.

Um segundo Almaraz

Pedro Soares garante também que os espanhóis não accionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada com Portugal, o que é obrigatório, estando em causa impactos ambientais que afectam os dois lados da fronteira.

Isto leva o deputado a comparar o caso de Retortillo com “o que se passou com Almaraz, que obrigou o Governo português a fazer uma queixa à Comissão Europeia para obrigar a que as autoridades espanholas prestassem e partilhassem informação sobre o caso do armazém de resíduos nucleares”, nota na RTP.

Pedro Soares apela, assim, a “uma intervenção urgente do Governo português”, de modo a que “haja partilha de informação” e “uma articulação entre as autoridades portuguesas e espanholas no sentido de perceber os reais impactos ambientais da implantação da mina de urânio”.

As preocupações com a instalação não se verificam apenas do lado de cá da fronteira. Também em Espanha, “os alcaides de Villa Vieja de Yeltes, de Boada, de Retortillo estão a exigir mais informação sobre esta matéria”, constata o bloquista, lamentando que “há aqui uma nuvem obscura à volta de todo este processo”.

O ambientalista da plataforma espanhola Stop Urânio, José Barrueco, alerta, através da TSF, que “o empreendimento de Retortillo tem prevista a abertura de mais minas perto de Portugal”, nomeadamente “em La Alameda de Gardón, Fuentes de Oñoro e Espanja”.

Esta plataforma organiza, no próximo sábado, uma manifestação em Salamanca contra esta mina de urânio. O movimento já realizou vários protestos contra a instalação.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …