Milhares em Atenas enfrentam chuva e trovões para dizer “sim” à Europa

Simela Pantzartzi / EPA

Manifestação em Atenas de apoiantes do "Sim" no referendo acerca das propostas do Eurogrupo

Atenas: manifestação de apoiantes do “Sim” no referendo de domingo acerca das propostas do Eurogrupo

A chuva e a trovoada não fizeram desmobilizar muitos milhares de pessoas em Atenas que hoje quiseram manifestar um voto de confiança na Europa, respondendo “nai” (“sim”) às propostas dos credores da Grécia.

Para domingo está marcado um referendo em que se pergunta aos gregos se o país deve aceitar o último projeto de acordo dos credores internacionais com condições para a Grécia continuar a ter assistência financeira.

Uma assinalável presença policial bloqueava todas as avenidas que levam à praça Sintagma, onde na segunda-feira o governo do Syriza também mobilizou milhares de pessoas em defesa do “não” (“oxi“) ao acordo sugerido pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

A concentração de hoje, apoiada pelos três principais partidos do centro e da direita grega, confirmou a estratégia política de apresentar o referendo de domingo como um voto decisivo na manutenção ou saída da zona Euro.

“Estou aqui porque me sinto europeia e quero permanecer europeia. Não apenas por nós, mas também pelos nosso filhos. Não somos balcânicos. Cresci aqui, criei aqui os meus filhos e sou europeia, estou muito envergonhada com isto”, admite Ioanna, natural de Atenas, que diz trabalhar numa empresa de marketing, “mas não do Governo”.

Segura numa mão uma bandeira da União Europeia e na outra uma cor de rosa com a palavra “nai”, que também colou ao peito.

Simela Pantzartzi / EPA

A Atenas “elegante e europeia” voltou a descer à rua

A Atenas “elegante e europeia” voltou a descer à rua

Este governo não explicou ao povo se quer outra moeda. Estamos no mesmo país e agora querem que decidamos entre sim e não? Somos europeus”, afirmou.

Apesar da chuva, num protesto em que se fizeram ouvir muitos apitos, a Atenas “elegante e europeia” voltou a descer à rua. ‘Blazers’, camisas às riscas, sapatos de ultima moda e chapéus denunciavam em muitos dos presentes uma origem social mais privilegiada.

A chuva, que começou a cair meia hora após o inicio da manifestação, às 19:30 horas locais, levou a que se abrisse um mar de chapéus de chuva, mas a praça Sintagma quase encheu.

Governo demissão!“, “Grécia, Europa, Democracia!”, “Não ao lóbi do dracma” ou “A minha vida não vale 60 euros”, numa alusão às atuais restrições de levantamentos bancários, impunham-se como palavras de ordem.

“Não julgo que um primeiro-ministro por si próprio deva decidir se saímos do euro. Fez promessas antes das eleições que agora não pode cumprir. ‘Queremos ficar na europa?’ é a grande questão deste referendo”, considerou Kostas, funcionário bancário de 34 anos.

“Somos cidadãos europeus, a Grécia é parte da europa, a Europa nasceu na Grécia”, argumenta, antes de sugerir que o atual governo do Syriza possui uma “agenda secreta” para colocar o país fora da Europa.

“Diz que quer ficar na Europa e no euro, mas tem uma agenda secreta. Foi por isso que durante cinco meses não fez nada de significativo. Este governo deve ser demitido, formar-se um executivo com partidos da oposição e depois ir a eleições”, defendeu

Ao cair da noite, e ao contrário do que estava previsto, o presidente da câmara de Atenas compareceu para umas breves palavras em defesa do euro e da Europa, que galvanizaram os manifestantes.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • “Somos cidadãos europeus, a Grécia é parte da europa, a Europa nasceu na Grécia”… Cinco meses de “zero” após as eleições da “esperança” o bloco de esquerda da Grécia tira o “pulso” com uma “agenda secreta” de enrolar o povo grego…

RESPONDER

Boris Johnson comparou o Reino Unido ao Hulk (e ele não gostou)

Há 12 anos que o ator Mark Ruffalo encarna Hulk, uma das mais célebres personagens da Marvel, no cinema. Agora, decidiu pronunciar-se sobre o Brexit, depois de Boris Johnson ter evocado Hulk. Para o primeiro-ministro, o …

Família encontrou mais de 2.200 fetos preservados em casa de médico norte-americano

Uma família encontrou mais de 2.200 fetos preservados na casa de um médico norte-americano que morreu no início deste mês. O The Guardian avançou este domingo que uma família encontrou 2.246 fetos preservados em casa de …

Mais plástico e menos peixe. Explorador britânico teme pelo mar português

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas. Paul Rose, que mergulha desde os anos …

Há 10 anos, Banksy pintou chimpanzés no Parlamento inglês. Agora, o quadro vai a leilão

Em 2009, o artista de rua conhecido como Banksy pintou uma enorme tela a óleo do parlamento inglês, mas em vez de deputados os tribunos eram chimpanzés. Banksy pintou o quadro, com quatro metros de comprimento, …

Tempestade em Espanha derrubou palmeira que era Património da Humanidade

A queda de "La Centinela", a árvore mais alta do conjunto que a Unesco classificou como Património da Humanidade desde 2000, está entre os danos materiais causados pela passagem da "gota fria" - um fenómeno …

Dador de esperma teve 12 filhos com autismo (e foi processado)

Danielle Rizzo tem dois filhos autistas, um com seis anos e outro com sete. Ambos foram concebidos com recurso a um dador anónimo. Há três anos, Rizzo descobriu que estes fazem parte de uma "família" …

Em Hollywood, os homens ganham mais 1 milhão de dólares do que as mulheres

Uma equipa de economistas analisou o salário de 246 atores e atrizes e concluiu que as mulheres ganham em média menos 56% do que os homens na indústria cinematográfica, pelos mesmos papéis. A diferença média entre …

"O primeiro passo para salvar o planeta é eleger outro presidente dos EUA"

John Kerry esteve em Lisboa para o encerramento da conferência "O Futuro do Planeta". O ex-secretário de Estado de Barack Obama lembrou que na luta para salvar a Terra, "não estamos a ganhar". John Kerry começou …

Gibraltar dissolve o parlamento e convoca eleições antes da data do Brexit

O chefe do governo de Gibraltar dissolveu esta segunda-feira o parlamento e convocou eleições para 17 de outubro, com o objetivo de preparar este território britânico situado no extremo sul de Espanha para o Brexit, …

Aumento do turismo nos Açores provoca mais acidentes de viação (mas menos graves)

O aumento de viaturas de aluguer que circulam nas estradas açorianas tem levado a um aumento da sinistralidade, ainda que muitos deles não sejam registados. Ainda assim, os acidentes são, no geral, menos graves. Quem o …