Hackers russos acusam Michael Phelps de tomar substância proibida em cavalos

Fernando Frazão / Agência Brasil

O nadador norte-americano Michael Phelps nos 200m mariposa nos Jogos Rio 2016

O nadador norte-americano Michael Phelps nos 200m mariposa nos Jogos Rio 2016

Um grupo de hackers russos denuncia o alegado “doping” legal do nadador norte-americano Michael Phelps, que terá utilizado uma substância para tratamento da epilepsia, em 2016. O medicamento está proibido nas competições de cavalos.

Denominado Fancy Bear, este grupo de hackers, que já tinha revelado uma série de documentos pirateados do site da Agência Mundial Antidoping (WADA na sigla em inglês), envolvendo outros atletas norte-americanos em supostas situações duvidosas com a tomada de certas substâncias, volta a divulgar uma nova leva de ficheiros.

Nestes novos documentos, surge o nome de Michael Phelps que terá usado a substância gabapentina durante o torneio Arena Pro Swim Series, nos EUA, em Abril de 2016, isto é, antes de ter vencido seis medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A substância, que é usada para tratar epilepsia, dores neuropáticas, afrontamentos e o síndroma das pernas inquietas, é proibida pela Federação Internacional de Desportos Equestres, mas não consta das proibições da WADA. Phelps nunca comunicou sofrer de qualquer dos problemas de saúde referidos.

De acordo com dados avançados pela Sputnik News, os hackers tiveram acesso às “Declarações de Medicação” que os atletas norte-americanos entregaram voluntariamente à WADA, com informações sobre os medicamentos ou suplementos que tomaram durante o período que antecede um teste de doping.

Na declaração de Michael Phelps, com data de 13 de Abril de 2016, constará que o atleta tomou três comprimidos de gabapentina.

O basquetebolista da NBA, Draymond Green, também terá usado a mesma substância presente no medicamento chamado Tegretol.

O grupo de hackers insinua, assim, que a WADA permite uma espécie de “doping legal”.

Simone Biles continuará a usar metilfenidato

Tatyana Zenkovich / EPA

-

Simone Biles, ginasta norte-americana.

A primeira vaga de revelações do grupo de hackers, que diz defender “o fair-play e um desporto limpo”, surgiu em Setembro de 2016. Nessa altura, foram divulgados dados da ginasta Simone Biles, das tenistas Serena e Venus Williams e da jogadora de basquetebol Elena Delle Done.

No caso de Biles, uma das grandes sensações dos EUA nos Jogos Olímpicos do Rio, onde venceu cinco medalhas, os documentos divulgados em Setembro, mostravam que teria acusado positivo, num controle de doping, durante estas olimpíadas, para a substância metilfenidato, um estimulante leve do sistema nervoso central que é usado no tratamento do Transtorno do Défice de Atenção com Hiperactividade (TDAH).

A ginasta, que tinha afirmado tomar medicação desde criança por sofrer de TDAH, é, mais uma vez, citada nos documentos pirateados porque continua, alegadamente, a usar Focalin XR, um medicamento que contém precisamente metilfenidato.

Em Dezembro passado, uma empresa norte-americana, vocacionada para a segurança na Internet, revelou que foram estes mesmos hackers que estiveram por trás dos ataques informáticos a Hillary Clinton, durante as eleições presidenciais que garantiram a vitória de Donald Trump.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Hmm acho que por norma os USA gostam de ludibriar o mundo de uma forma geral, fazem-se de bonzinhos e honestos e quando se vai ver afinal são eles os vilões… isto serve pra tudo, desporto, poliítica internacional, negócios, etc etc.

RESPONDER

Meio pombo, meio drone. O PigeonBot mostra como é que os pássaros voam

O PigeonBot procura explorar a morfologia das asas de um pombo e mostrar como é que eles voam. Um melhor entendimento disto pode ter aplicações na aeronáutica. Há muitos anos que o dom dos animais de …

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …

Casa Branca prepara medidas para travar "turismo de parto"

A Casa Branca prepara-se para endurecer as medidas que permitem a emissão de vistos para mulheres estrangeiras que vão aos Estados Unidos dar à luz para que os seus filhos recebem automaticamente cidadania norte-americana. A …

Eletrões e quarks podem experimentar consciência, defende professor

O filósofo Philip Goff defende, num livro que publicou recentemente, uma teoria milenar que sustenta que todas as formas de matéria - incluindo os eletrões e até os quarks - podem experimentar consciência. Tal como observa …

Lego lança réplica da Estação Espacial Internacional

A Lego anunciou um novo conjunto para todos os entusiastas de exploração espacial. A Estação Espacial Internacional está a muitos quilómetros de distância da Terra mas, agora, quem quiser pode ter uma reprodução nas sua …

HBO anuncia sátira de animação sobre família real britânica

A plataforma de streaming HBO encomendou uma série de comédia do género de "Family Guy" em versão realeza, inspirada nos membros mais famosos da família real britânica.  De acordo com a AFP, a série vai chamar-se …

Salário mínimo sobe para 950 euros em Espanha

O Governo de Espanha anunciou, esta quarta-feira, um aumento do salário mínimo nacional para 950 euros. A ministra do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, anunciou, esta quarta-feira, a subida do salário mínimo para os …

O Relógio do Juízo Final avança 20 segundos. Faltam 100 para o Apocalipse

O Boletim de Cientistas Atómicos anunciou, esta quinta-feira, que o Relógio do Julízo Final está mais próximo do apocalipse. Especialistas avançaram o relógio 20 segundos para alertar líderes e cidadãos de todo o mundo que …

Juiz que pediu escusa por ser benfiquista continua com o caso dos emails

O presidente do Tribunal da Relação do Porto decidiu julgar improcedente o pedido de escusa do juiz. Em causa estava o facto de ser adepto do Benfica. Segundo o jornal Público, o juiz desembargador Eduardo Pires, …