Michael Jordan doa 2 milhões a negros e polícias. “Não posso continuar em silêncio”

O lendário jogador de basquetebol norte-americano Michael Jordan anunciou esta segunda-feira que vai doar dois milhões de dólares para melhorar as relações entre a polícia e a comunidade negra nos EUA. “Não posso continuar em silêncio sobre a violência na América”.

“Como orgulhoso americano, pai que perdeu o seu próprio pai num ato de violência sem qualquer sentido e negro, tenho estado profundamente preocupado com as mortes de afroamericanos às mãos da polícia, mas também enraivecido com os atos cobardes e odiosos que causaram a morte de vários polícias”, escreveu Jordan numa carta publicada na revista The Undefeated.

“Junto-me ao sofrimento das famílias que perderam os seus entes queridos, pois conheço demasiado bem a sua dor”, escreveu.

O jogador expressou tristeza e frustração em relação às “tensões divisórias retóricas e raciais que parecem estar a piorar nos últimos tempos” e expressou esperança de que através do diálogo pacífico e da educação, a sociedade norte-americana possa conseguir uma mudança construtiva.

“Estou a fazer duas contribuições de um milhão de dólares parao recém-criado Instituto para as Relações Polícia-Comunidade, da Associação Internacional de Chefes de Polícia, e para o Fundo de Defesa Legal da NAACP” (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor, a mais antiga organização de direitos civis nos EUA), disse Jordan na carta.

“Fui educado por pais que me ensinaram a amar e respeitar toda a gente, independentemente da raça ou origem, por isso fico triste e frustrado pela retórica divisionista e pelas tensões raciais que parecem cada vez mais agravadas. Sei que este país é muito superior a isso e não posso continuar em silêncio. Temos de encontrar soluções para garantir que as pessoas de cor recebem tratamento justo e igual e que os polícias – que colocam as suas vidas em risco todos os dias para nos proteger – são respeitados e apoiados”, afirmou no seu depoimento.

“Nos últimos 30 anos segui de perto a dedicação dos agentes da autoridade que me protegeram, bem como à minha família. Tenho o maior respeito pelo seu sacrifício e sentido de serviço. E também reconheço que, para muitas pessoas de cor, as suas experiências com as forças da lei foram muito diferentes da minha. Decidi vir a público na esperança de que nos unamos como americanos e, através do diálogo pacífico e da educação, possamos concretizar uma mudança construtiva”, aconselhou.

ZAP / SN

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …