MH370. Especialista questiona o facto de o copiloto ter ligado o telemóvel durante o voo

(cv)

O MH370 desapareceu a 8 de março de 2014 e o seu desaparecimento continua a ser um mistério. No entanto, o copiloto ligou o telemóvel antes de o avião desaparecer do radar, um movimento descrito como “muito incomum” por um especialista.

O copiloto ligou o telemóvel momentos antes de o avião da Malaysia Airlines desaparecer dos radares. Este movimento é descrito por vários especialistas como “muito incomum“, especialmente no mundo da aviação. Para muitos especialistas, poderia ser o indicador de que algo de “desagradável” estava a acontecer.

Fariq Abdul Hamid, copiloto do avião, era conhecido por quebrar as regras da aviação. Segundo o Straits Times, Hamid desligou o seu telemóvel antes da descolagem, mas ligou o aparelho novamente a meio do voo. O sinal foi captado por uma estação terrestre na Ilha de Penang, noroeste da Malásia.

É bastante incomum para a tripulação ter os telemóveis ligados quando estão em altitude, e para um dos tripulantes ter o telemóvel ligado e tentar transmitir uma mensagem poderia sugerir algo desagradável”, explica o advogado de aviação James Healy-Pratt ao Express.

Segundo os meios de comunicação, Hamid tinha usado o telemóvel, pela última, para enviar uma mensagem na aplicação WhatsApp, pouco antes de embarcar no Boeing 777 para um voo de seis horas rumo a Pequim.

A maioria das companhias aéreas pede aos passageiros e à tripulação que desliguem os seus aparelhos tecnológicos durante o voo. No entanto, alguns pilotos mantêm os telemóveis ligados, quer intencionalmente quer por engano.

“Se o telemóvel foi ligado repentinamente a meio do voo, essa ação sugere que estava a acontecer algo desagradável. Mas não é incomum haver telemóveis ligados por engano”, adianta uma especialista em aviação e ex-piloto da British Airways, Alastair Rosenschein.

A publicação refere ainda que uma fonte adiantou que o copiloto tentou realizar uma chamada telefónica, sugerindo assim que Hamid poderia estar a fazer um “pedido desesperado” de ajuda. “A torre de telecomunicações estabeleceu a chamada que o copiloto estava a tentar realizar. A razão pela qual a chamada foi cortada não é conhecida, uma vez que o avião estava a afastar-se rapidamente da torre e não tinha entrado na zona da próxima [torre]”, cita o jornal.

O ex-ministro dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein, disse que as autoridades malaias não podiam confirmar se Hamid tinha tentado fazer uma chamada, embora tenha sugerido ser improvável. “A menos que possamos ter verificações, não podemos comentar. Se tivesse acontecido, saberíamos antes”, afirmou o governante.

A aeronave do voo MH370 desapareceu no dia 8 de março de 2014, na rota de Kuala Lumpur para Pequim, com 239 pessoas a bordo. Após vários anos de tentativas infrutíferas de localizar os restos do avião, o Governo da Malásia concluiu a busca em maio do ano passado.

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …