Meteoro gigante explodiu sobre a Terra com a força de 10 bombas atómicas (e ninguém reparou)

(td) Simon Proud / Oxford University

A enorme bola de fogo foi detetada por satélites da Força Aérea dos EUA

O segundo maior meteoro dos últimos 30 anos explodiu na atmosfera da Terra, segundo indica a agência espacial NASA. O incidente aconteceu, em dezembro, sobre o Mar de Bering, no extremo norte do Oceano Pacífico.

Seria de esperar que uma explosão desta magnitude chamasse à atenção de todos, mas a verdade é que passou praticamente despercebida. A explosão de dezembro, que libertou tanta energia como a de dez bombas de Hiroshima, só esta segunda-feira foi comunicada pela NASA.

Este é o segundo maior meteoro a entrar na atmosfera terrestre desde o incidente em Chelyabinsk, na Rússia, há seis anos. No entanto, a localização “remota” do Mar de Bering contribuiu para que a explosão passasse quase despercebida aos olhos do mundo.

Em declarações à BBC, Lindley Johnson, diretor de defesa planetária da NASA, disse que um meteoro tão grande como este acontece apenas “três vezes a cada cem anos“. A queda do meteoro em Bering aconteceu no dia 18 de dezembro e atingiu uma velocidade de 32 quilómetros por segundo.

Com uma trajetória quase a pique, o meteoro explodiu a apenas 25,6 quilómetros da superfície da Terra, libertando uma forte energia equivalente a 173 mil toneladas de dinamite.

Foi 40% da energia libertada em Chelyabinsk, mas este episódio ocorreu sobre o Mar de Bering, e por isso, não teve o mesmo efeito, nem foi noticiado pela imprensa”, disse Kelly Fast, líder do programa de observação de Near Earth Objects da NASA, que falou sobre este incidente na 50ª Conferência de Ciência Lunar e Planetária, nos Estados Unidos.

A Força Aérea dos Estados Unidos detetou a explosão através de um dos seus satélites e reportou a ocorrência à NASA. Lindley Johnson realçou que o meteoro caiu numa zona não muito distante de rotas usadas por voos comerciais. Algumas companhias aéreas foram contactadas para conferirem se a explosão foi vista por algum dos aviões.

De acordo com a BBC, este incidente no Mar de Bering confirma que, apesar da monitorização de asteroides que podem embater na terra, alguns podem chegar à superfície terrestre sem aviso.

O perigo de colisão com a Terra continua a ser bastante assustador, mas o lançamento de telescópios como o NeoCam, permitem identificar e analisar asteroides com mais de 140 metros, que passem próximos da Terra.

ZAP // BBC

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. é, é isso mesmo, a NASA só nos vai informar do fim do mundo quando estivermos todos mortos!

    Tipico dessa “agencia”/companhia de chulismo/mentirosos todos os dias…

    Não adianta nada, não cofiem em nada do que a NASA diz, pensai por voces proprios, se virem um extra terrestre, digam que o viram, caso contrario se chega aos ouvidos da NASA primeiro, secalhar vão desmentir e dizer que é apenas um balão atmosferico…

    Tretas que ja acontecem ha demasiado tempo, e se normalmente a verdade vem sempre ao de cima, penso que o Sr. Trump (como dito na sua campanha) ja devia ter dito a verdade acerca do que a NASA e outras companhias deste tipo sabem, que o digam ao povo.

    O querer criar alarmismo ou não é natural, ninguem nasce a acreditar em extra terrestres e em vida em outro lado qualquer da galaxia mas que o há, há com toda certeza!

    Deus não existe, não criou nada, só os terrestres iludidos é que se deixam cair nisso…e sinceramente, isso só foi inventado para “mascarar” a verdadeira realidade de que existe sim, algures, vida.

    PEnsem porque que os politicos que assumiram que iriam investigar e dizer a verdade, lá nos EUA foram todos assasinados…porque queriam saber demais.

    Pensem…

  2. “Há seis anos atrás”. Será que poderia ser “há seis anos à frente”? Sei que muitos usam esta expressão pleonástica mas poderia esperar-se que jornalistas conseguissem escrever português correcto (ou correto, se quiseram utilizar a nova grafia)…

    • Caro Nexfast,
      Obrigado pelo reparo, está corrigido.
      Vamos aguardar pacientemente que a nossa secção de Ciência dê notícia de que alguém provou que é possível viajar no tempo, para podermos voltar a escrever alegremente “há anos atrás” sem incorrer em pleonasmo.

    • Elitismo da sua parte,as pessoas escrevem como elas quiserem não foi vc quem ensinou ninguem não pra ficar corrigindo os outros.

  3. Caro MaskTip, a única verdade é que sabemos pouco, mesmo muito pouco, sobre o mundo/universo em que vivemos! Por esta razão, a atitude mais coerente será não renunciar ou não deixar de acreditar de forma definitiva.

    Muitos cientistas hoje em dia não dizem de forma perentória que “Deus” não existe ou que os extraterrestres existem, pela simples razão de que encontram indícios que afirmam e outros que negam essas existências, ou seja, não conseguem provar que sim ou que não!
    Já desabafava Einstein que quando aprofundava o estudo da matéria e do universo chegava a conclusões que não tinham explicação natural possível. A única explicação plausível era a existência de um “Maestro”, enfim um Deus, que coordenasse tudo.
    Por outro lado, existem algumas teorias actualmente que pretendem demonstrar que a partir de um nível determinado de complexidade os seres ou as coisas adquirem naturalmente uma consciência. Nós humanos somos um bom exemplo. Mas tal como nós somos constituídos pelas nossa células, também somos “peças” de algo muito maior e muito mais complexo: por exemplo o nosso planeta Terra. Será que esta, por ser tão complexa (além dos processos geológicos tem todos os seres vivos), tem uma consciencia própria? Será a Terra o nosso “Deus”? Até seria omnisciente (tem todo o conhecimento dos seus constituintes) e omnipresente (está em todo o lado) como dizem os livros religiosos…
    Quanto aos extra terrestes, concerteza que existem, tamanha é a vastidão do universo. Mas talvez seja melhor deixá-los quietinhos onde estão e não os tentarmos contactar: Já pensou que no nosso próprio planeta uma maior inteligência está associada a um maior nível de predação? Nós humanos, a espécie mais inteligente da Terra, somos também o maior predador e muito refinado. Inclusive manipulamos a evolução de outras espécies (gado bovino, caprino, porcos, cães, etc.) para nos servirem apenas de alimento e auxilio à obtenção deste. A razão deste nível de predação é que um cérebro grande requer muita energia que só pode ser absorvida rapidamente comendo outros animais. É que a densidade energética das plantas é muito menor (se fossemos vegetarianos teríamos de andar todo o dia a comer para sustentar o nosso cérebro).
    Assim, os extra terrestes serão mais evoluídos (pois conseguem cá chegar) talvez sejam mais inteligentes, com cérebro maior. Serão ainda mais predadores do que nós? Que farão se vierem cá? Provavelmente virão para tentar “tomar conta” pelo que será melhor termos mais tempo para nos desenvolvermos mais antes disso…

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …

Sporting vagueia mercado à procura de um avançado

Šporar, Luiz Phellype e Tiago Tomás não satisfazem as necessidades de Rúben Amorim, que quer trazer mais um avançado para o plantel antes do fecho do mercado de transferências. A janela de transferências está prestes a …

Transportes públicos são "ponto nevrálgico" da transmissão da covid-19

O infeciologista Jaime Nina defendeu hoje que é necessário quadruplicar a oferta dos transportes públicos para permitir a distância necessária entre os passageiros, considerando que são um “pontos nevrálgico” da transmissão da covid-19. "Os transportes públicos …

Estão a chegar os aviões movidos a hidrogénio. A Airbus é pioneira (e já está a trabalhar em três aeronaves)

Na passada segunda-feira, a Airbus apresentou três conceitos de aviões movidos a hidrogénio. A empresa quer estar na linha da frente no que toca às mudanças na indústria da aviação, e tem como objetivo pôr …

Fernando Pimenta com medalhas de ouro e prata na Taça do Mundo de Szeged

O canoísta português Fernando Pimenta conquistou o ouro em K1 1.000 metros e a prata em 500 metros na Taça do Mundo de Velocidade de Szeged, num dia com 'metais' também para Joana Vasconcelos e …

Após ataque ao Charlie Hebdo, França está "em guerra contra o terrorismo islâmico"

O ministro do Interior francês, Gérald Darmanin, alertou este domingo que a França está “em guerra contra o terrorismo islâmico”, dois dias depois do ataque junto às antigas instalações do jornal satírico Charlie Hebdo. “O Ministro …