Mestres da Soflusa contra melhorias salariais de outras categorias profissionais

Tiago Petinga / Lusa

Os mestres da Soflusa não admitem que os maquinistas da empresa fluvial também tenham as condições salariais melhoradas. A equiparação deve ser só para os marinheiros.

A posição foi assumida numa carta enviada no fim da semana passada pelo Sindicado dos Fluviais e Costeiros ao secretário de de Estado adjunto e da Mobilidade, José Mendes.

Em nome da Comissão de Mestres, o presidente do Sindicato Carlos Costa, relembra ao governante, de acordo com a Renascença, “os termos do recente acordo entre as partes, que levou ao levantamento de todas as greves marcadas, mediante o aumento do Prémio de Chefia de 60 euros (com a pretensão inicial de 200), passando a ser de 109,44 euros”.

A carta refere que há outras estruturas sindicais da Soflusa que “estão a preparar-se para iniciar formas de pressão para exigir a equiparação do acordo” feito com os mestres. Sublinha ainda que os mestres estão a cumprir a sua parte desde a desmarcação das greves, para não haver supressões de carreiras.

Os mestres admitem alguma equiparação para outros trabalhadores, principalmente marinheiros, mas nunca para os maquinistas: “Estamos convictos que o Governo e a empresa também vão cumprir a sua parte no acordo, mantendo a diferença de 109,44 euros em relação aos maquinistas”.

A carta lembra que os mestres são o garante de toda a função de comando, assegura que farão tudo para continuar a cumprir mas espera o mesmo do Governo e empresa, “para evitar transtornos e confrontos futuros”.

Depois do acordo exclusivo com os mestres, os outros trabalhadores da Soflusa sentiram-se marginalizados e insatisfeitos. A FECTRANS – em que o Sindicato dos Fluviais e Costeiros também é filiado – deixou claro que era necessário fazer a equiparação, já que a Soflusa precisa de todos os trabalhadores.

Por outro lado, o SITEMAQ entregou um pré-aviso de greve, primeiro para dia 13 e entretanto, adiado para dia 18 na sequência do agendamento da reunião com o Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade. O sindicato espera que a reunião seja conclusiva nas suas pretensões e que evite a greve marcada para dia 18.

José Mendes marcou reunião com os sindicatos representantes dos trabalhadores da Soflusa (exceto mestres) para esta manhã no Ministério do Ambiente. O objetivo é iniciar o processo de revisão salarial para 2020. Os mestres pretendem travar esta reunião.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo pondera criar nova contribuição sobre a banca para financiar Segurança Social

O Governo de António Costa está a estudar a criação de uma contribuição adicional de solideriedade sobre o setor bancário para ajudar a financiar a Segurança Social e fazer face aos custos de resposta à …

Arqueólogos encontram rara ferramenta de caça com 300 mil anos

Arqueólogos encontraram uma ferramenta de madeira utilizada na caça há 300 mil anos. É muito raro encontrar artefactos paleolíticos feitos de madeira, realça o autor do estudo. Uma equipa de investigadores da Universidade de Tübingen e …

Twitter não descarta suspender conta de Donald Trump

Um alto responsável da plataforma digital Twitter não excluiu a suspensão da conta da Donald Trump caso o Presidente norte-americano prossiga a publicação de mensagens incendiárias que transgridam as regras daquela rede social. Com 81,7 milhões …

Patrões agradados com o plano do Governo. PSD diz que "é muito fraco"

Enquanto patrões e sindicalistas ficaram bastante satisfeitos com o Programa de Estabilização Económica e Social apresentado pelo Governo, o PSD deixou duras críticas. Esta quinta-feira, no final do Conselho de Ministros, onde foi aprovado o plano …

Na resposta a uma crise, ligações humanas podem piorar ainda mais as coisas

Um novo estudo sugere que a conexão humana nem sempre é uma coisa boa, sobretudo quando se trata de ultrapassar uma crise com sucesso. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 2480 voluntários …

Brasil ultrapassa Itália e torna-se no terceiro país com mais mortes

O país sul-americano, que tem uma população estimada em 210 milhões de habitantes, contabiliza 34.021 vítimas mortais e 614.941 casos confirmados. O Brasil ultrapassou a Itália e tornou-se no terceiro país do mundo com mais mortes …

PCP é o primeiro partido a retomar comícios ao ar livre

O PCP foi o último partido a fazer um comício, em março, antes de o país "parar" devido à pandemia de covid-19 e vai ser o primeiro a organizar uma iniciativa deste tipo, no domingo, …

Asteróide que matou os dinossauros criou uma província hidrotermal nove vezes maior do que Yellowstone

O asteróide que dizimou os dinossauros da face da Terra criou uma província hidrotermal nove vezes maior do que a caldeira do supervulcão Yellowstone, localizado nos Estados Unidos, conclui um novo estudo agora divulgado. De acordo …

Encontrar uma agulha num palheiro cósmico. Astrónomos resolvem mistério do primeiro Anel de Einstein

Determinados a encontrar uma agulha num palheiro cósmico, um par de astrónomos viajou no tempo através dos arquivos de dados antigos do Observatório W. M. Keck em Mauankea e do Observatório de Raios-X Chandra da …

As pequenas (e estranhas) estrelas quentes são atormentadas por manchas gigantes e explosões

Há uma classe de estrelas que perplexa os cientistas há seis décadas, conhecidas como estrelas de ramos horizontais extremos (EHB). Apesar de terem metade da massa do Sol, são quatro a cinco vezes mais quentes …