Merkel dá 30 dias a Boris Johnson para encontrar solução para o “backstop”

Clemens Bilan / EPA

A chanceler alemã Angela Merkel já tinha dito estar disposta a avaliar alternativas “práticas” ao “backstop”, e esta quarta-feira, em conferência de imprensa com Boris Johnson, em Berlim, deu ao primeiro-ministro britânico 30 dias para encontrar uma solução para o problema criado em torno desse mecanismo.

“Dissemos que talvez só encontrássemos a solução para este problema, para este dilema, nos próximos dois anos, mas também podemos encontrá-la nos próximos 30 dias. Se o fizermos, estaremos a caminhar na direção certa e devemos empenhar-nos nisso”, afirmou a chanceler alemã.

Na terça-feira, segundo o Expresso, Merkel sublinhou a importância do “backstop”, medida de salvaguarda para evitar que haja uma barreira física entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte, enquanto garante de paz, mas disse estar disposta a avaliar alternativas “práticas”.

“No momento em que tivermos um mecanismo prático para preservar o Acordo de Sexta-Feira Santa e, ao mesmo tempo, definir as fronteiras do mercado comum, deixamos de precisar do backstop.”

Merkel também disse que a questão do “backstop” tem que ver com a relação futura entre a União Europeia e o Reino Unido, a chamada Declaração Política, pelo que não haveria necessidade de “reabrir o acordo de saída”. Já na conferência de imprensa desta quarta-feira, sugeriu que sejam feitas alterações à Declaração Política para, desse modo, resolver a questão do “backstop”.

Boris Johnson insistiu que o Reino Unido não vai, “em nenhuma circunstância”, impor controlos nas fronteiras com a Irlanda e que o “backstop” tem de ser removido. Há “uma grande margem de manobra para chegar a acordo”, disse, mas só nessa condição. “Se o conseguirmos fazer, tenho a certeza de que vamos conseguir prosseguir.”

Também criticou a sua antecessora, Theresa May, por não ter, na sua opinião, procurado outras alternativas. “As soluções são abundantes e até já foram discutidas. Só não foram propostas pelo Governo britânico nos últimos três anos.”

Numa carta enviada no início da semana ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, Johnson descreveu o “backstop” como “inviável” e até “antidemocrático”, considerando que o mecanismo pode minar o processo de paz na Irlanda do Norte. Em resposta, Tusk afirmou que os que se opõem ao “backstop” sem apresentarem “alternativas realistas” estão a apoiar a criação de uma nova fronteira rígida.

Backstop “simplesmente tem de sair”

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou esta quarta-feira que o Reino Unido “não pode aceitar” o atual acordo de saída da União Europeia e que o mecanismo de salvaguarda para a fronteira irlandesa “tem de sair” do texto.

“O backstop, esse mecanismo em especial que, penso, terá efeitos graves num país democrático, simplesmente tem de sair”, para evitar uma saída do Reino Unido da UE sem acordo, disse Johnson à imprensa após o encontro em Berlim com Angela Merkel.

Sem o backstop, insistiu, a negociação de um novo acordo poderia evoluir rapidamente e, assegurou, “existe uma ampla margem” para um bom acordo. “Só quero ser absolutamente claro com os nossos amigos alemães e com o governo alemão: o Reino Unido quer um acordo”, disse.

A pouco mais de dois meses da data marcada para o Brexit, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um estudo do instituto Kantar revela que 52% dos inquiridos quer um voto popular sobre qualquer novo acordo para o Brexit, enquanto 29% se opõem a um novo referendo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …