“Vilões sem caráter”. Luís Filipe Menezes sai em defesa de Rui Moreira

ppdpsd / Flickr

Luís Filipe Menezes, antigo líder do PSD

O ex-presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia saiu em defesa do atual autarca portuense, acusado pelo Ministério Público de prevaricação no caso Selminho.

Numa longa publicação na sua página de Facebook, partilhada no último sábado, o ex-autarca de Gaia, Luís Filipe Menezes, considerou que a acusação feita pelo Ministério Público veio numa “ocasião ótima, para os vilões sem carácter, os frustrados caçadores de cargos futuros, os derrotados ressentidos, terem o seu momento de glória” e “para soltarem a sua ânsia de vingança”.

“Tenho nojo de quem altera os conceitos e os comportamentos com base nesse tipo de aproveitamento de oportunidade”, escreveu ainda o ex-presidente da Câmara, acrescentando que o “cidadão Rui Moreira (…) é estruturalmente uma pessoa séria“.

“Não conheço em pormenor o caso usado para o acusarem mas, tenho a certeza, vale o que vale, é a minha certeza, que Rui Moreira nunca usaria a sua função dirigente para se beneficiar a si próprio ou à sua família”, declarou.

Menezes cita ainda um amigo advogado para mostrar que “numa justiça portuguesa depauperada e cheia de alçapões, lá adiante, mais cedo ou mais tarde, aparece sempre um Magistrado resistente, exemplar, que impõe a ordem e a lei no Estado de Direito”.

Por isso, finaliza o social-democrata, “o Presidente da Câmara do Porto pode dormir descansado”, rematando: “Meu Caro Rui, sei que não necessitas de tal, mas se precisasses seria o primeiro a ir abonar em tribunal a tua perene idoneidade”.

O autarca independente foi acusado, na passada sexta-feira, de prevaricação no caso Selminho, com o Ministério Público a pedir mesmo a sua perda de mandato.

Esta segunda-feira, Rui Moreira afirmou que vai requerer de imediato a instrução do processo, cuja acusação é, nas suas palavras, “descabida” e “infundada”, e recusou também afastar-se do exercício das suas funções na Câmara portuense.

No centro da disputa está um terreno na escarpa do Douro, vendido por um casal que o registou por usucapião à imobiliária Selminho, em 2001, e que o tribunal considerou ser propriedade municipal, na sequência de uma ação movida pela autarquia em 2017.

Em maio deste ano, o Supremo confirmou a decisão do Tribunal da Relação do Porto, julgando improcedentes os recursos apresentados pela Selminho, imobiliária da família do presidente da Câmara do Porto, e pelo casal que vendeu o terreno.

Filipa Mesquita Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. as vezes penso que estar numa autarquia, para alguns muito, é apenas uma extensão do investimento imobiliário particular. Bem falados, bem maneirados, mas bons patifes

  2. Menezes logo tu que não tens umas contas a explicar e algumas s ea justiça fosse isneta estavas a ser julgado por algumas mas como a justiça só vê o que lhe convém andas a vontadinha tu e mauis melros iguais a ti.

  3. Olha ele … o do “quintal” em Baião … tem uma moral para falar e defender …
    É mesmo caso para dizer : “diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és” !!!

  4. Menezes fazias melhor figura ficar calado, tu tinhas contas com ajustiça, mas por um milagre divino arquivaram, mas há mais como tu só que alguns afastaram se do palco sinal que ou tem vergonha ou querem que nos esqueçamos das suas vigarices.

RESPONDER

Marcelo quer descentralizar poder para regionalizar bazuca europeia

Marcelo Rebelo de Sousa quer desconcentrar poderes do Estado central para as comissões de coordenação e desenvolvimento regio­nal (CCDR), já a pensar na execução dos milhões que vão chegar de Bruxelas. A perspetiva do Chefe de …

Humanos mudam os ecossistemas com fogo há quase 100 mil anos

Um novo estudo mostra que os humanos têm mudado o ambiente em que vivem recorrendo ao fogo há pelo menos 92 mil anos. Ao chegar a novas terras, os humanos usaram o fogo para as mudar …

Catarina Martins considera “absurda” proposta de reforma das Forças Armadas

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou a proposta de reforma das Forças Armadas feita pelo Governo “absurda” e de “absoluta submissão à NATO”. “A proposta do Governo é absurda, é uma proposta que centraliza decisões, …

Egito abre fronteira com Gaza. EUA deixam aviso a Israel (e UE reúne de emergência)

O Egito abriu este sábado a fronteira terrestre com Gaza e enviou 10 ambulâncias para o enclave palestiniano para transportar para os hospitais egípcios palestinianos que ficaram feridos nos bombardeamentos israelitas, indicaram responsáveis médicos. Segundo o …

Cientistas identificam novo tipo de resposta ao stress desencadeada pela condução

Toda a gente conhece a sensação física de quando estamos num carro a acelerar. Mas poucos sabem o que isso pode estar a fazer ao nosso corpo. De acordo com o site Science Alert, cientistas investigaram …

Portugal regista recorde diário de 125 mil pessoas vacinadas. DGS põe de lado dispensa de máscara

No sábado foram administradas em Portugal 125 mil vacinas contra a covid-19, um novo recorde diário no país, segundo informação divulgada pela task force que coordena o programa de vacinação. "Ao todo foram administradas, durante o …

Estar com cães de terapia pode trazer benefícios que duram semanas

Um novo estudo mostra que os efeitos positivos associados a passar tempo com cães de terapia podem durar até seis semanas. Em muitas universidades norte-americanas, os alunos têm a possibilidade de frequentar programas específicos para reduzir …

A poluição do ar impacta mais umas pessoas do que outras. Depende da cor da pele

Vários estudos mostram que as pessoas de cor estão desproporcionalmente expostas à poluição do ar nos Estados Unidos. No entanto, não é claro se essa exposição desigual se deve principalmente a alguns tipos de fontes …

A tecnologia ressuscitou o "plágio" de escritores medievais

Os trabalhos de autores medievais foram "ressuscitados" com a tecnologia do século XXI numa inesperada colaboração na Universidade de St Andrews, na Escócia. Um arquivo das obras de autores ingleses medievais, que revelava uma visão internacional …

Num cenário apocalíptico, a espécie humana poderia sobreviver "com populações na casa das centenas"

Cientistas de todo o mundo debruçam-se sobre a preparação das populações (e de abrigos) para sobreviver a um possível apocalipse. Para o antropólogo Cameron Smith, não seria necessário um número muito elevado de pessoas, desde …