Todos querem saber quem é o membro racista da monarquia inglesa (e já há apostas na internet)

Michael Garnett / Flickr

Família Real inglesa na varanda do Palácio de Buckingham

Depois da bombástica entrevista dos duques de Sussex a Oprah Winfrey, não foi só a Família Real britânica que ficou abalada com as declarações de racismo. O mundo inteiro quer saber quem foi o membro da monarquia que fez os comentários sobre o tom de pele de Archie e já há apostas na internet.

Durante a entrevista, que foi emitida no passado domingo dia 7 de março, Meghan Markle revelou que os membros da família real tinham demonstrado preocupação sobre quão escura podia ser a cor da pele do filho Archie quando nascesse.

Após as declarações, a Casa Real classificou como preocupantes as questões raciais mencionadas pela ex-atriz e garantiu que “vão ser levadas a sério e vão ser endereçadas pela família real em privado”, pode ler-se num comunicado emitido na terça-feira.

Harry garantiu à apresentadora norte-americana que não tinham sido os avós a levantar esta questão e que nunca revelaria quem tinha sido, uma vez que isso poderia ser muito significativo. Contudo, o mundo tem-se perguntado quem terá feito os comentários.

Perante a afirmação do filho de Diana, várias apostas online resolveram tirar das hipóteses Camilla e Kate Middleton.

Nos membros seniores da família, restam apenas William e Carlos como possíveis autores dos comentários racistas.

No Twitter, alguns utilizadores dizem que terá sido Carlos a fazer estas afirmações. Uma vez que é o herdeiro ao trono e, segundo Harry, deixou de falar com ele durante o processo em que o casal estava a tentar afastar-se da família real.

Os mesmo utilizadores acreditam que as fotografias publicadas na terça-feira, no Instagram de Carlos, durante uma visita a uma comunidade negra, possam ser uma resposta ao filho.

Por outro lado há quem afirme que terá sido o duque de Cambridge a fazer as afirmações. Tudo porque a relação entre os dois irmãos começou a ficar mais fria quando foi anunciado o noivado com Meghan Markle, pois William terá pedido ao irmão para ir com calma em relação ao casamento.

Se há quem ande a tentar descobrir quem fez a pergunta racista em relação a Archie, há também publicações que recordam o passado racista da maioria das famílias reais europeias, onde se inclui a inglesa. O facto de serem uma família real que presidiu a um império assente na colonização, faz com que os Windsor sejam de alguma forma herdeiros de um passado racista, recorda o Insider.

Harry admitiu a Oprah Winfrey que até ter casado com Meghan “não tinha consciência” do preconceito implícito que existe.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. São todos, qual é a dúvida? Ou foi só o Império Colonial português que foi construído com base no esclavagismo? Se os “bifes” são, de uma forma geral, racistas em relação aos restantes europeus, e aos do Sul, em particular, porque razão não o seriam os monarcas? Podem é, no espírito do actual politicamente correcto, não o assumir….

  2. Não esquecer que o nome “Windsor” é do século vinte, até aí eram “saxe-coburgo-gota”, isto é, alemães….
    além de que os ingleses também sempre foram, e são, muito distantes – mania de superiores – dos restantes povos onde viviam. No Porto há ingleses, nascidos cá e que falam português com dificuladde. E não estpu a falar da família real!!!! Na família real isto aumenta em esponencial………….

    • Ignorante – Pior que isso é haver por cá muitos portugueses subjugados ao inglesismo, nomes de comércios, empresas ou marcas são um bom exemplo, uma canção que dizem ser portuguesa que ainda nem ouvi, nem tenciono ouvir, vai agora representar esse grupo de portugueses na Europa através de um canal de televisão que dizem ser público, mas que todos nós pagamos, portanto, não se sinta assim tão escandalizado, quando são os “nossos” a espezinhar o que é nosso.

  3. Esta situação parece não ser nova. Quando Diana namorava com Dodi Al-Fayed, já circulava a noticia (verdadeira, ou não) que poderia estar grávida, o que, a ser verdade, seria uma “embaraço para a familia real”. Daí, os amantes das teorias de conspiração, terem avançado a hipótes do acidente em Paris,não ter sido um acaso.

  4. Alguém me explica: onde está o racismo? ou seremos todos racistas?
    Não é normal a família e os próprios pais questionarem-se se o filho é mais parecido com o pai ou a mãe? Isto é racismo?
    Parece-me evidente que quando os pais são de raças diferentes as questões: o cabelo será encarapinhado ou liso? o nariz mais comprido ou achatado? as orelhas abertas ou não? a cor mais clara ou escura?
    Isto não é racismo nem descriminação, é a maravilha da diferença da vida a funcionar!
    Mas lá que vende, vende!!!

RESPONDER

Talibãs confiscam fortunas de antigos funcionários do Governo afegão

O novo Governo talibã confiscou milhões de dólares em dinheiro e ouro de antigos funcionário do Governo do Afeganistão. O Banco Central do Afeganistão, agora controlado pelos talibãs, diz ter confiscado mais de 10 milhões de …

Seis recordes (indesejados) no Sporting-Ajax

Aos 68 segundos já havia um registo inédito em Alvalade. FC Porto continua bem fora de casa, Atlético de Madrid continua mal em casa. Pelo segundo ano consecutivo, o início do Sporting numa competição europeia foi …

Jovem de 16 anos do Real Massamá blindado com uma cláusula de €15 milhões

Amadu Baldé estreou-se este ano pela equipa sénior do Real Massamá. O jovem de 16 deixou tão boas impressões que o clube renovou-lhe o contrato e blindou-o com uma cláusula de rescisão de 15 milhões …

Portugal tem 80% da população com a vacinação completa. Faltam administrar 400 mil doses — mas a quem?

De acordo com as previsões das autoridades de saúde, Portugal deveria atingir a meta de 85% da população com o esquema vacinaal completo em outubro, pelo que ficam a faltar 400 mil doses. Portugal atingiu esta …

Entidade para a Transparência está há dois anos para sair do papel (e pode só chegar em 2024)

A nova Entidade para a Transparência está há dois para sair do papel e até pode só começar a funcionar em 2024. A lei que a criou é de 13 de setembro de 2019, mas até …

Sheriff, o clube que representa um país que oficialmente não existe, faz história na Champions

Na sua estreia absoluta na Liga dos Campeões, o Sheriff Tiraspol venceu o Shakhtar por 2-0. O clube representa um país que, oficialmente, não exista: a Transnístria. Sheriff Tiraspol foi fundado em 1997 por antigos membros …

Costa foi dar um empurrão ao "amigo" Manuel Machado (e tirou da cartola uma maternidade para Coimbra)

Manuel Machado corre o risco de perder a autarquia e, por isso, António Costa foi dar-lhe um empurrão esta quarta-feira, com a promessa de uma nova maternidade que irá avançar três semanas depois das eleições. …

Entre críticas às “ciclovazias”, Medina ouviu mais e falou menos (e ainda houve um debate à esquerda)

O último debate dos candidatos à Câmara de Lisboa aconteceu ontem na RTP, sendo que os temas de maior destaque voltaram a ser a habitação, mobilidade, turismo e alterações climáticas. Os doze candidatos não pouparam esforços …

Farmácias já estão a aceitar reservas de vacinas contra a gripe

Este ano, as farmácias portuguesas vão voltar a administrar gratuitamente a vacina contra a gripe a pessoas com mais de 65 anos. Para já, ainda não há data para o início da venda e imunização, mas …

Golo de Taremi foi bem anulado? Especialistas esclarecem decisão

Muitos contestam a anulação do golo de Taremi já perto do fim da partida. Especialistas em arbitragem defendem que a decisão foi bem tomada. Atlético de Madrid e FC Porto empataram a zero na primeira jornada …