McDonalds vai reduzir antibióticos usados na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem adaptar-se e tornar-se resistentes.

Quando se trata de reduzir o uso de antibióticos, tem havido muito progresso na indústria avícola. Em 2015, o McDonalds anunciou um plano para proibir os fornecedores de frango de usar antibióticos que são importantes para o tratamento da saúde humana. Muitas outras cadeias alimentares fizeram o mesmo.

Agora, o McDonalds diz que usará a sua escala maciça para reduzir o uso de antibióticos em vacas que fazem parte da sua oferta global de carne bovina. “Pessoalmente, acho que este é provavelmente o projeto mais ambicioso que o McDonalds já adotou”, diz Bruce Feinberg, diretor sénior que supervisiona os sistemas globais de qualidade de proteínas e produtos lácteos.

A empresa medirá o uso de antibióticos nos seus dez principais mercados de carne bovina, incluindo os EUA, Brasil e Nova Zelândia – e, em seguida, estabelecerá metas de redução até o final de 2020.

Ambientalistas estão a aplaudir o compromisso. “O McDonalds é a primeira grande cadeia de hambúrgueres a anunciar uma política abrangente de redução do uso de antibióticos para toda a carne vendida nos seus restaurantes – e a maior, de longe”, escreve Lena Brook, do Natural Resources Defense Council.

O NRDC diz que, numa altura em que cerca de 40% dos antibióticos medicamente importantes vendidos no setor pecuário nos EUA vão para a indústria de carne bovina, “abordar o uso excessivo na produção de carne bovina é fundamental para combater a resistência aos medicamentos“.

O Fundo de Educação dos EUA, PIRG, um grupo de defesa do consumidor e mais de 80 outros grupos de partes interessadas pediram que a cadeia cortasse o uso rotineiro de antibióticos. Em maio, alguns destes grupos entregaram uma petição ao McDonalds durante uma reunião de acionistas com mais de 150 mil assinaturas.

Feinberg, do McDonalds, explicou que tem sido difícil determinar quais antibióticos – e quantos – são usados ​​na produção de carne bovina. “Descobrimos que não há muita informação disponível globalmente”.

“A cadeia de fornecimento de carne bovina é bastante fragmentada e complexa“, diz Karin Hoelzer, do The Pew Charitable Trusts. Com o frango, é comum que “a mesma entidade lide com tudo, desde a eclosão até o abate”, diz Hoelzer. Mas com o gado, “há muitas entidades diferentes envolvidas na produção de carne bovina, durante um longo período de tempo”.

Durante o processo de transporte, as vacas podem se tornar vulneráveis ​​ao que é conhecido na indústria como febre de transporte, o que justifica usar antibióticos.

O McDonalds diz que o objetivo agora é monitorizar os fornecedores de carne bovina e relatar o seu uso de antibióticos. Depois, a empresa vai estabelecer metas de redução específicas de mercado para fornecedores em cada país.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças nos EUA, pelo menos 2 milhões de pessoas contraem uma infeção resistente a antibióticos a cada ano e pelo menos 23 mil pessoas morrem.

ZAP // NPR

 

PARTILHAR

RESPONDER

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …