McDonalds vai reduzir antibióticos usados na produção da carne

A resistência aos antibióticos representa uma ameaça à saúde global e à segurança alimentar. Quanto mais antibióticos são dados ao gado, mais rapidamente as bactérias podem adaptar-se e tornar-se resistentes.

Quando se trata de reduzir o uso de antibióticos, tem havido muito progresso na indústria avícola. Em 2015, o McDonalds anunciou um plano para proibir os fornecedores de frango de usar antibióticos que são importantes para o tratamento da saúde humana. Muitas outras cadeias alimentares fizeram o mesmo.

Agora, o McDonalds diz que usará a sua escala maciça para reduzir o uso de antibióticos em vacas que fazem parte da sua oferta global de carne bovina. “Pessoalmente, acho que este é provavelmente o projeto mais ambicioso que o McDonalds já adotou”, diz Bruce Feinberg, diretor sénior que supervisiona os sistemas globais de qualidade de proteínas e produtos lácteos.

A empresa medirá o uso de antibióticos nos seus dez principais mercados de carne bovina, incluindo os EUA, Brasil e Nova Zelândia – e, em seguida, estabelecerá metas de redução até o final de 2020.

Ambientalistas estão a aplaudir o compromisso. “O McDonalds é a primeira grande cadeia de hambúrgueres a anunciar uma política abrangente de redução do uso de antibióticos para toda a carne vendida nos seus restaurantes – e a maior, de longe”, escreve Lena Brook, do Natural Resources Defense Council.

O NRDC diz que, numa altura em que cerca de 40% dos antibióticos medicamente importantes vendidos no setor pecuário nos EUA vão para a indústria de carne bovina, “abordar o uso excessivo na produção de carne bovina é fundamental para combater a resistência aos medicamentos“.

O Fundo de Educação dos EUA, PIRG, um grupo de defesa do consumidor e mais de 80 outros grupos de partes interessadas pediram que a cadeia cortasse o uso rotineiro de antibióticos. Em maio, alguns destes grupos entregaram uma petição ao McDonalds durante uma reunião de acionistas com mais de 150 mil assinaturas.

Feinberg, do McDonalds, explicou que tem sido difícil determinar quais antibióticos – e quantos – são usados ​​na produção de carne bovina. “Descobrimos que não há muita informação disponível globalmente”.

“A cadeia de fornecimento de carne bovina é bastante fragmentada e complexa“, diz Karin Hoelzer, do The Pew Charitable Trusts. Com o frango, é comum que “a mesma entidade lide com tudo, desde a eclosão até o abate”, diz Hoelzer. Mas com o gado, “há muitas entidades diferentes envolvidas na produção de carne bovina, durante um longo período de tempo”.

Durante o processo de transporte, as vacas podem se tornar vulneráveis ​​ao que é conhecido na indústria como febre de transporte, o que justifica usar antibióticos.

O McDonalds diz que o objetivo agora é monitorizar os fornecedores de carne bovina e relatar o seu uso de antibióticos. Depois, a empresa vai estabelecer metas de redução específicas de mercado para fornecedores em cada país.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças nos EUA, pelo menos 2 milhões de pessoas contraem uma infeção resistente a antibióticos a cada ano e pelo menos 23 mil pessoas morrem.

ZAP // NPR

 

PARTILHAR

RESPONDER

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …