McDonald’s Japão importa frango do Brasil após escândalo com fornecedor chinês

MIKI Yoshihito / Flickr

A McDonald’s Japão vai importar carne de frango do Brasil na sequência do escândalo alimentar da fábrica Husi em Xangai, antiga fornecedora dos estabelecimentos japoneses e acusada de vender carne estragada, informa hoje a imprensa japonesa.

Esta é uma das medidas que a filial japonesa da cadeia de restauração rápida norte-americana vai tomar para “recuperar a confiança dos seus consumidores”.

Na sexta-feira passada, a McDonald’s Japão anunciou a retirada do mercado de todos os produtos que continham carne de frango fornecida pela Husi em Xangai, informando que passaria a ser fornecida pela Tailândia.

A partir de agora a empresa importará também carne aviária do Brasil “para poder garantir o abastecimento e oferta de todos os seus produtos”, anunciou a presidente da McDonald’s Japão, Sarah Casanova, em conferência de imprensa.

“Faremos tudo o que for necessário para garantir a segurança do nosso menu“, disse Casanova, em declarações difundidas pela estação estatal NHK.

Origem dos produtos

Entre outras medidas, a empresa vai publicar informação sobre a origem de todos os seus produtos na sua página de internet e realizará “inspecções de segurança” nas instalações dos fornecedores na Tailândia e China, país que continua a fornecer matéria-prima para alguns dos seus produtos.

A filial japonesa da McDonald’s cancelou as encomendas à Husi de Xangai, a fábrica que alegadamente misturava carne fora da validade com carne fresca e adulterava as datas de validade dos produtos, e de onde era proveniente cerca de 20% do frango utilizado nos “chicken nuggets” (panados de frango) nos estabelecimentos no Japão.

Desde que o escândalo alimentar foi tornado público, as vendas da McDonald’s no Japão caíram entre 15 e 20% abaixo das previsões, disse ao diário Nikkei um quadro da empresa.

Além da McDondald’s, outras multinacionais de restauração rápida como a KFC, Pizza Hut, Starbucks, Burger King, Papa Johns, 7-Eleven e a chinesa Dicos viram-se afectadas pelo escândalo e retiraram a carne comprada à Husi desde os seus pontos de venda.

As autoridades chinesas anunciaram no sábado que a fábrica Husi em Xangai tinha falsificado as datas de validade de mais de 4.000 caixas de carne.

Cinco pessoas foram detidas e a fábrica foi encerrada na sequência da reportagem da Dragon TV, que revelou o escândalo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Arguidos no processo da queda da árvore na Madeira vão a julgamento

O Tribunal da Comarca da Madeira decidiu, esta segunda-feira, após a fase de instrução, levar a julgamento os dois arguidos no caso da queda da árvore no Funchal que, em agosto de 2017, provocou a …

Ausência de máscara na via pública dá multa a pelo menos 7 pessoas por dia

Entre 28 de outubro e 16 de novembro, a GNR e a PSP aplicaram 825 coimas por incumprimento relativo ao uso de máscara, sendo que mais de 130 foram por falta dela na via pública. De …

França cria "crime de ecocídio" para punir danos graves ao ambiente

A ministra da Transição Ecológica, Barbara Pompili, e o ministro da Justiça de França, Eric Dupont-Moretti, anunciaram a criação do "crime de ecocídio", que visa prevenir e punir os danos graves ao ambiente. Ao Journal du Dimanche, explicaram …

BCE reitera que retoma económica só em 2022 (e "enfraquecida")

Para Philip Lane, economista-chefe do Banco Central Europeu, a vacina traz uma perspetiva para o final do próximo ano e para 2022, mas não para os próximos seis meses. O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), …

Ventura notificado para apresentar defesa em processo por discriminação

A Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial (CICDR) notificou André Ventura para apresentar a sua defesa na sequência de alegadas declarações de carácter discriminatório em relação à etnia cigana no Facebook. A comissão …

UNICEF prepara maior operação da história para administrar dois mil milhões de vacinas

A UNICEF anunciou hoje que está a analisar a logística de transporte de cerca de dois mil milhões de vacinas contra a covid-19 para 92 países e que esta será a maior operação internacional da …

China deteta surtos em três cidades e impõe bloqueios e milhões de testes

As autoridades chinesas estão a testar milhões de pessoas, a impor bloqueios e a fechar escolas depois de vários casos do novo coronavírus transmitidos localmente terem sido diagnosticados nos últimos dias, em três cidades. À medida …

Joe Biden escolhe Antony Blinken para secretário de Estado

O Presidente-eleito escolheu Antony Blinken - um dos seus assessores mais antigos e mais próximos de Joe Biden - para o cargo de secretário de Estado, decisão que ainda terá de ser validada pelo Senado …

Portugal regista mais 74 mortes e 4044 novos casos de covid-19

Portugal regista, esta segunda-feira, mais 74 mortes e 4044 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 4044 novos casos, 2258 …

Ordem dos Médicos quer alargar proibição de circulação aos dias entre os feriados

O Gabinete de Crise para a covid-19 da Ordem dos Médicos está a pedir ao Governo que pondere a possibilidade de manter a proibição de circulação entre concelho nos 12 dias das duas pontes - …