Matos Fernandes diz que Portugal é um país que lidera no mundo na neutralidade carbónica

António Cotrim / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

O ministro do Ambiente disse que a meta portuguesa está para além do pedido do secretário-geral da ONU para a redução de emissões em 45% até 2030, colocando Portugal numa posição de liderança.

O ministro do Ambiente disse esta segunda-feira que a próxima década é “a mais exigente” nas medidas de ação climática, após apresentar o Roteiro para a Neutralidade Carbónica aos parceiros internacionais em Nova Iorque.

A próxima década é a década mais exigente” para que Portugal chegue a 2030 com uma redução em 50% das emissões de carbono e com 80% da eletricidade a ser fornecida a partir de fontes renováveis, disse João Pedro Matos Fernandes aos jornalistas na Organização das Nações Unidas (ONU), onde considerou que o convite para Portugal intervir na Cimeira da Ação Climática foi “esperado e justo”.

O cumprimento daquelas metas vai permitir que, em 2050, 100% da energia consumida seja proveniente de fontes renováveis.

O Roteiro para a Neutralidade Carbónica faz parte da estratégia portuguesa para o ambiente, que põe a tónica no ordenamento do território, para uma distribuição igualitária de recursos, e na “remuneração dos serviços de ecossistema”, para uma transição justa para todo o país. Para o ministro do Ambiente e da Transição Energética, o roteiro “mostra que é possível chegar lá”.

O governante disse ainda que a meta portuguesa está para além do pedido do secretário-geral da ONU, António Guterres, para a redução de emissões em 45% até 2030, colocando Portugal numa posição de liderança.

“Somos um país que lidera no mundo”, considerou Matos Fernandes, acrescentando que a neutralidade carbónica vai contribuir para o bem-estar dos portugueses, além de dar prestígio acrescido ao nome do país, por ser um compromisso internacional em grande escala.

Segundo o ministro, o bem-estar da população vai verificar-se pela “economia hipocarbónica, regeneradora de recursos e que já está a dar provas”, sendo uma economia “tendencialmente menos utilizadora de combustíveis fósseis”.

O ministro do Ambiente chamou a atenção para a necessidade de mais negócios comerciais e sociais para atingir os objetivos de desenvolvimento sustentável, sem que se fale de lucros, mas, sim, de ação. “A economia tem de crescer nos limites do próprio planeta. A natureza nunca se enganou. Os sistemas naturais não têm nada a mais, nem nada lhes falta. Por isso, temos de evoluir também para um modelo económico e social fundado na racionalidade da suficiência.”

Segundo João Pedro Matos Fernandes, a Cimeira da Ação Climática, realizada segunda-feira na ONU, deu “uma nova dimensão” aos esforços de adaptação e mitigação dos efeitos climáticos porque juntou compromissos de estados, de empresas e organizações da sociedade civil.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que Portugal foi o primeiro país a comprometer-se com a neutralidade carbónica até 2050. De seguida, o ministro do Ambiente apresentou as medidas assumidas pelo país no almoço executivo “Diálogo paralelo sobre compromissos de negócios para um futuro a 1,5ºC”.

Matos Fernandes disse, numa entrevista à Lusa antes da viagem a Nova Iorque, que o país não vai “chegar a 2050 com emissões zero (de dióxido de carbono, CO2)”. “As 68 megatoneladas de CO2 de há dois anos serão, correndo as coisas de acordo com a nossa ambição, 13 megatoneladas em 2050”, declarou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …