Matos Fernandes diz que há “pressa” em explorar lítio, mas garante que Portugal não o fará a todo o custo

Mário Cruz / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, afirmou esta segunda-feira que Portugal não vai explorar o lítio “a todo o custo”, mas que este é “absolutamente fundamental” para a descarbonização, razão pela qual o Governo vai avançar com uma avaliação estratégica.

O lítio é absolutamente fundamental para a descarbonização. A Europa tem tão poucos recursos próprios, e a pandemia [da Covid-19] mostrou isso. Tendo Portugal lítio, devemos explorá-lo”, disse João Pedro Matos Fernandes, que falava aos jornalistas no Porto à margem de uma conferência sobre os desafios estratégicos na ação climática.

O ministro do Ambiente disse que “há pessoas empenhadas em que não se explore o lítio em Portugal a todo o custo”, garantindo que Portugal não fará uma exploração desenfreada e sem regras. “Nós não temos a perspetiva de explorar o lítio em Portugal a todo o custo, mas queremos fazê-lo. A partir do momento em que o lítio ganhou uma dimensão tão estratégica, o Estado deixou de atribuir licenças e quisemos desenhar um concurso para um conjunto de locais onde há um grande potencial de exploração de lítio”.

Esse estudo, precisou ainda, está a ser elaborado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC). “Há vários locais, sentimos que devemos fazer uma avaliação estratégica. Temos pressa em explorar o lítio, mas a pressa não se conta em dias. Tudo será feito de acordo com as características dos territórios e sempre tendo em conta os valores ambientais”, frisou ainda o governante.

Esta segunda-feira, o Jornal de Notícias noticia que o Governo vai avançar com uma avaliação ambiental estratégica antes de abrir um concurso para exploração mineira e exploração de lítio em Portugal.

Ao mesmo diário, Matos Fernandes conta que as câmaras terão 50% dos ‘royalties’, ou seja, das contrapartidas financeiras que os privados pagarem ao Estado.

Concurso de ideias para nova ponte no Douro

Também nesta segunda-feira, Matos Fernandes revelou que o Governo vai lançar “o mais rapidamente possível” um concurso de ideias para uma nova ponte sobre o rio Douro, ligando o Porto e Vila Nova de Gaia, que servirá o metro.

“Não se faz, na minha opinião, uma ponte sobre o rio Douro – com a história que existe do lado do Porto e do lado de Gaia, e existindo uma ponte do Edgar Cardoso [ponte da Arrábida] e uma ponte do Eiffel [ponte D. Maria Pia] – que não seja um grande projeto. Por isso vamos lançar um concurso de ideias para a nova ponte que servirá o metro”, disse João Pedro Matos Fernandes.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, que falava à agência Lusa, no Porto, à margem de uma conferência sobre os desafios estratégicos na ação climática, frisou que a nova ponte que ligará as margens do Porto e de Vila Nova de Gaia através de uma nova linha de metro – “terá de ser “icónica” e que o concurso de ideias será lançado “o mais rapidamente possível”. Em causa está a linha Santo Ovídio-Devesas-Campo Alegre, conhecida como “segunda linha de Gaia”.

A nova ponte não é uma ponte rodoviária e servirá para metro, estando ainda em estudo a possibilidade de acolher bicicletas ou ser também pedonal.

Disse que “ainda que a Metro do Porto esteja a concluir para a Área Metropolitana do Porto os estudos de procura” esta é “uma linha que já está decidido fazer-se”.

“É paralela à linha que hoje desce a Avenida da República e tem de amarrar no nó das Devesas, porque a estação General Torres corre o risco de ficar muito sobrecarregada. É um projeto relativamente simples – aliás, em Gaia vai sobretudo à superfície – pelo que admitimos lançar um concurso de conceção/construção mas com uma exceção: a ponte”, descreveu Matos Fernandes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Descarbonização… Querem viver sem carbono?? Então embarquem para Marte! Se há alguma coisa imprescindível à vida, é o carbono! O negócio do lítio é mais um negócio, e como todos os negócios feitos pelos xuxalistas este também irá correr muito mal. Por acaso existe mercado em Portugal para o nosso lítio? O lítio vai servir para quê? Para as baterias dos carros alemães? Para os smartphones made in China? O lítio português só irá servir para desenvolver indústrias estrangeiras e para escavacar as serras de Portugal. Está ruim para se nascer em Portugal. Se nascemos à beira mar, temos de fugir porque é zona protegida: se nascemos num vale de um rio, temos de fugir porque querem construir uma barragem; se nascemos numa planície, temos de fugir porque querem fazer um aeroporto; se nascemos na montanha, temos de fugir porque querem o lítio… Assim é difícil!!

  2. problema desta gente nao estar interessado no negocio senao na abertura do mesmo… porque algum ja ca vem parar ao bolso…

    Caros amigos… Portugal tem mihares de jovens bem formados e com muitos projetos e deias porque raio e carga de agua o governo e bancos andam a ignorar esta gente… porque o desenvolvimento do pais passa por este caminho… nao para por outro… estes negocios de feitos em cima do joelho nao dao certo e dao ‘e pro pouco tempo e nao ser ao pais real…

    mais uma vez, digo que esta gente de colarinho esta dando piros nos pes … estao enganhados redondamente, porque estao a projudicar pais com suas ideias… quem vai pagar ‘e pais que nao cresce e sao as novas geracoes que nao teem oportunidades, ora teem de emigrar a pressa… isto deveria ser crime pelo menos abuso de poder… mas como faze los pagar se nao temos justicas nem forcas armadas com poder para tal… QUE PAIS ‘E ESSE?????

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …