Materiais em contacto com água para consumo vão ser certificados

IUCNweb / Flickr

-

Os materiais em contacto com a água para consumo humano, como tubagens ou químicos de tratamento, vão ser certificados e constar de uma lista disponibilizada pela entidade reguladora do setor, à qual os operadores devem recorrer quando fazem obras.

“Vamos regulamentar uma certificação de produto, um processo de certificação que já está em vigor, por exemplo, na diretiva dos materiais de construção, o que vai fazer com que as operadoras, quando têm de selecionar os seus materiais, apenas tenham de consultar a lista que a ERSAR [entidade reguladora] vai publicar no seu site”, disse o diretor do Departamento da Qualidade da Água da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

O objetivo é garantir que estes materiais não afetam a qualidade da água para consumo humano e uniformizar os critérios para todo o país.

Luís Simas explicou à agência Lusa que “também há uma grande vantagem para a indústria [portuguesa]” pois Portugal está envolvido no processo de harmonização com quatro Estados membros, o que vai permitir que as empresas nacionais “também tenham potencialmente acesso a outros mercados, com tradições mais exigentes em termos de qualidade”.

O regulamento da ERSAR para a certificação, que decorre do cumprimento de uma diretiva, está em consulta pública até 03 de julho, seguindo depois para a Comissão Europeia e, após um período de três anos de transição, deve entrar em vigor em 2018.

A ferramenta, já utilizada pelo Reino Unido, França, Alemanha e Holanda (Espanha e Itália estão a começar o processo), visa certificar que um conjunto de produtos de construção, metálicos, de plástico ou de cimento, como tubagens ou revestimentos, ou químicos para tratamento da água no sistema de distribuição, cumprem com os requisitos exigidos.

“Aquilo que nos move é, além da proteção da qualidade da água e da saúde humana, a utilização de uma ferramenta que acompanha a evolução que o setor tem vindo a sofrer”, disse Luís Simas.

“Sou um operador económico, quero certificar o meu produto vou ter com um certificador, que vai elaborar um programa de requisitos e a ERSAR vai pronunciar-se” sobre esse programa, exemplificou o responsável.

Se estiver tudo conforme, o certificador avança para o processo de certificação e, no final, é transmitido o resultado à ERSAR e, se o produto for certificado, passa a entrar na sua lista.

A legislação já determina que a partir do momento em que a entidade competente defina o esquema de certificação, tudo o que sejam obras de renovação ou novas têm de recorrer aos produtos que constam dessa lista, explicou o responsável da ERSAR.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Gana é o primeiro país a receber vacinas financiadas pelo Covax

O programa Covax já começou a fornecer as primeiras remessas de vacinas contra a covid-19. O Gana foi o primeiro país a receber doses. Gana deve receber o primeiro lote de vacinas contra o SARS CoV-2, …

"Como produtos de exportação". Filipinas querem trocar os seus enfermeiros por vacinas da Europa

As Filipinas estão a pedir ao Reino Unido e à Alemanha que forneçam centenas de milhares de vacinas contra a covid-19 em troca do envio de enfermeiros filipinos para ajudar na linha de frente da …

Despacho da ACT limita capacidade de intervenção dos inspetores do trabalho

Um despacho assinado pela inspetora-geral da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) está a limitar a capacidade de intervenção dos inspetores. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Jornal de Negócios, que escreve que o …

Só muda o preâmbulo. Decreto do novo estado de emergência já seguiu para o Parlamento

O novo decreto do estado de emergência já seguiu para o Parlamento. Marcelo Rebelo de Sousa só mudou o preâmbulo do documento. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou esta quarta-feira o decreto do …

Governo já está a desenhar um plano de desconfinamento. Rio quer desconfinar por regiões ou concelhos

Depois de uma primeira ronda de audiências, onde anunciou que o decreto do novo estado de emergência será igual ao da última quinzena, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta quarta-feira, o Bloco de Esquerda, o …

Serviços de inteligência desvalorizaram ameaça de invasão ao Capitólio

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos subestimaram o perigo de invasão ao Capitólio, admitiram vários responsáveis durante uma audiência no Senado, realizada esta terça-feira. Depois da absolvição do antigo Presidente dos Estados Unidos, que estava …

Polícias que prestam serviço no 112 não recebem subsídio desde setembro

Os agentes e militares que fazem a triagem das chamadas do 112 não auferem a gratificação mensal pelo serviço prestado ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) desde setembro do ano passado. Segundo o Jornal de Notícias, …

Contrariando ordem judicial, Malásia deportou mais de mil pessoas para Myanmar

A Malásia entregou 1086 cidadãos que tinham fugido de Myanmar aos militares que organizaram o golpe de Estado de 01 de fevereiro, estando entre esses requerentes de asilo já registados oficialmente junto da Organização das …

Assassino da jornalista Daphne Caruana Galizia condenado a 15 anos de prisão

Vincent Muscat, um dos três homens acusados do assassínio, em outubro de 2017, da jornalista anticorrupção de Malta Daphne Caruana Galizia, foi condenado a uma pena de 15 anos de prisão pelo tribunal da La …

Venezuela avisa embaixadora da UE : tem 72 horas para abandonar o país

Isabel Brilhante Pedrosa, embaixadora da União Europeia, foi declarada persona non grata pelo Governo venezuelano e deverá abandonar o país. O Governo venezuelano notificou, esta quarta-feira, a embaixadora da União Europeia (UE), a portuguesa Isabel Brilhante …