Caixa vai dispensar 2 mil trabalhadores

Mário Cruz / Lusa

Luis Marques Mendes

Luís Marques Mendes revelou que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai sofrer “um plano de reestruturação muito exigente”, que inclui a dispensa de dois mil trabalhadores. 

No seu comentário semanal, Marques Mendes revelou que a dispensa de dois mil trabalhadores, que consta do plano de reestruturação que está a ser preparado, deverá ocorrer em três anos.

Finalmente, disse Marques Mendes, “vai haver um plano de restruturação muito exigente, com uma redução de pessoal muito significativa, de pelo menos dois mil trabalhadores, até 2019, através de rescisões amigáveis”.

“Isto é uma medida muito violenta. Espero que seja com compensações generosas, porque em três anos fazer uma redução desta natureza é socialmente muito violento”, explicou o social-democrata.

O comentador da SIC afirmou que este plano será levado a cabo pela nova administração, liderada por António Domingues, que “vai entrar em funções em julho” e terá sete membros executivos e 12 não-executivos.

“Entre os não-executivos haverá pelo menos dois que são ex-CEO de bancos estrangeiros”, descreveu o ex-líder social-democrata, acrescentando que este “conhecimento da banca estrangeira” poderá ser útil ao banco português.

Marques Mendes confirma ainda que “o valor do aumento de capital vai ser na ordem de quatro mil milhões, o que, a acrescentar aos dois mil milhões de euros anteriores, já dá seis mil milhões“.

Este valor refere-se ao último aumento de capital da Caixa de 2,4 mil milhões, elevando os aumentos de capital com dinheiro do Estado a 6,4 mil milhões.

Por fim, “a outra orientação desse plano de reestruturação é por via do encerramento ou venda de participadas que a Caixa tem no estrangeiro, designadamente em Espanha”, disse Marques Mendes.

“Sucursais, delegações lá fora serão para encerrar ou vender“, com exceção da presença da CGD em África.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Despedem quem trabalha e metem quem faz de conta que trabalhar a dar “consultadoria” a ganhar balurdios. Isto realmente nunca mais tem fim, somente c/ outra guerra p/ voltar á estaca zero.

  2. Para aumentar os honorários dos administradores há dinheiro! Depois despendem os trabalhadores… escumalha! Corruptos! Nojentos!

  3. Classe trabalhadora deste País, que paga Impostos…
    Ora mais uma notícia fantástica!!!
    Despedem-se funcionários, contratam-se parasitas, e tantos
    para uma coisa tão pequena !!!
    Salários dos 19 fantásticos, um deles ao que consta 46.000 € mês,
    eu deduzi já à longo tempo que essa caixeta tinha alguma na manga, cobram em comparação com outros, Taxas Euribor acima dos valores de referência, bem como os Spreds, etc. etc.
    Portanto mais uma da mente maravilhosa de quem nos governa, mais uma para parabéns a vocês.

  4. Não vai ser verdade certamente, para um governo que garantiu mais emprego e tanto condenou o anterior que por acaso até foi vítima da herança deixada por um governo socialista, não vão agora repetir a mesma dose e contradizer tudo o que prometeram ainda há bem pouco tempo e pelo contrário até parecem a estar a engrossar a equipa de gestores escolhidos a dedo para a CGD na área ideológica que sustenta o governo.

Ministro alemão encontrado morto "estava muito preocupado" com apoio à população

O ministro das Finanças do Estado alemão de Hesse, Thomas Schäfer, foi encontrado morto no sábado. O corpo do político estava nos carris de uma linha de comboios de alta velocidade, na cidade de Hochheim, …

Oposição denuncia sequestro de dois membros da equipa de Guaidó

Este domingo, a oposição venezuelana denunciou que alegados funcionários das forças de segurança sequestraram dois membros da equipa do líder da oposição, Juan Guaidó. Rafael Rico, do partido Vontade Popular, indicou que o sequestro teve lugar …

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …