Plano de desconfinamento é ”equilibrado” e ”prudente”, já o económico é uma ”desilusão”

Luís Marques Mendes marcou mais uma vez presença no Jornal da Noite da SIC e desta vez teceu largos elogios ao planos de desconfinamento, apresentado na passada quinta-feira por António Costa. Por outro lado, fez duras críticas ao plano económico.

Apesar de elogiar o plano de desconfinamento, considerou que o pacote de apoio à economia no valor de sete mil milhões de euros “desiludiu”, apelando a um esclarecimento sobre o que está a ser feito para estender as moratórias legais de capital que terminam em setembro.

“O plano que o Governo apresentou na sexta-feira é uma desilusão”. Marques Mendes defendeu que “ao contrário do plano de desconfinamento que é um plano equilibrado, o plano económico, tirando a questão do lay-off e algumas medidas de pagamento de impostos a prestações que são positivas, o resto é baralhar e dar de novo e tem alguns pecados capitais”.

Recordou ainda incógnita em torno da possível extensão das moratórias de capital, que terminam em setembro, questionando a capacidade de empresas em sérias dificuldades, como as de turismo, para pagar.

O advogado também criticou os apoios diretos a fundo perdido, considerando que “o Governo está a poupar, mas esta poupança não é boa” e terá como consequências não só a falência de empresas, como um aumento da despesa com subsídios de desemprego, bem como os atrasos na entrega dos apoios às empresas.

“Equilibrado, prudente e cauteloso”

Por outro lado, classificou o plano de desconfinamento como “equilibrado, prudente e cauteloso” e “diferente do ano passado”, já que foi “alicerçado em orientações dos cientistas”.

O ex-líder do PSD assinala o facto de o Executivo contar desta vez com as orientações dos cientistas e elogia o facto de na Páscoa o Governo proibir a circulação entre concelhos.

Trata-se de “um plano com um acelerador – abertura da economia, apesar de gradual, e da sociedade”, refere. Esta abordagem é a maior diferença face ao último desconfinamento, que não correu como se desejaria, disse.

Sugeriu ainda que os dados devem ser analisados diariamente para que se possa colocar o travão na hora certa. “Vamos desconfinar com 96 novos casos a 14 dias por 100 mil habitantes e com o Rt em 0,83” e tudo quanto seja o agravamento destes dados terá de ser bem analisado para “evitarmos o risco de voltar para trás”.

Vacinação a correr bem

Luís Marques Mendes considera que o processo de vacinação está a correr bem em Portugal. “47% dos portugueses com 80 ou mais anos já tomaram pelo menos uma dose da vacina”. Contudo, faz uma ressalva dizendo que o problema é a falta de vacinas face ao que era suposto.

Frisa que do outro lado do Atlântico, os EUA “estão a avançar a um ritmo impressionante – até 4 de julho dizem ter a população toda vacinada”.

Já na União Europeia nem no final do verão existe essa garantia. “O fiasco europeu é mais visível”. Desta forma, deixa um recado ao Governo: “Ainda não vi qualquer diligência da presidência portuguesa na UE a dar nota deste fracasso”.

Discurso de Marcelo

“É um discurso de esperança e ambição no futuro, perante um país onde as pessoas estão anestesiadas”, afirma Marques Mendes a no âmbito da tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa que aconteceu na semana passada.

Por fim, fez questão de salientar um aspeto muito específico do momento. “O ponto do discurso é uma frase – quando o Presidente diz que não chega recuperar e regressar ao crescimento de 2019”.

Nesta frase, sublinha Marques Mendes, “é que existe uma divergência entre o Governo e o Presidente e Marcelo coloca o dedo na ferida”. “O Governo fala em regressar ao crescimento de 2019 e o Presidente diz que não chega, que é preciso crescer mais.”

Para o comentador, o Presidente tem toda a razão.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …

Cavaco Silva considera que seria "chocante" PSD aprovar reforma das Forças Armadas

O ex-Presidente da República defende que é "um erro grave" a reforma das Forças Armadas que o ministro da Defesa pretende fazer, afirmando que seria para si "chocante" ver o PSD aprová-la. "Considero um erro grave …

Risco de ser hospitalizado ou morrer de covid diminui 90% após vacinação

O risco de um adulto ser hospitalizado ou morrer por covid-19 diminui 90% a 95% passados 35 dias sobre o início da vacinação, conclui um estudo divulgado este sábado pelo Instituto Nacional de Saúde de …

No Japão, combater a pandemia implica pedir ajuda a um grande gato cor-de-rosa

Um super-herói mascarado patrulha dois dos distritos mais movimentados de Tóquio para ajudar os cidadãos japoneses a derrotar o coronavírus. O seu nome é Koronon e é um gato cor-de-rosa. O cruzado é um mascote com …

Portugal regista mais uma morte e 334 novos casos. Internamentos voltam a subir

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 334 novos casos e registou-se mais um óbito. O boletim deste domingo dá ainda conta de mais 229 recuperados. Segundo o boletim epidemiológico deste domingo, dia 16 de maio, atualmente …

Romualda Fernandes - PS

"Senti alguma dor". Romualda Fernandes fala sobre a atitude racista da qual foi vítima

Romualda Fernandes pronuncia-se pela primeira vez sobre a notícia da Lusa para dizer que aquilo que a define não é a cor da pele, mas os seus valores. Em causa está uma notícia da Agência Lusa, …

Elefantes encontrados mortos numa reserva florestal. Envenenamento pode ser a causa

As autoridades estão a tentar perceber de que forma é que os 18 elefantes selvagens asiáticos morreram no nordeste da Índia. Os elefantes, que incluíam cinco filhotes, foram encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, …

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …

Relatório alerta que parte da produção de painéis solares depende da exploração de uigures

A região de Xinjiang, na China, evoluiu nas últimas duas décadas e tornou-se num importante centro de produção para muitas das empresas que fornecem ao mundo as peças necessárias para a construção de painéis solares. No …