Marisa Matias vai chefiar missão eleitoral da UE no Sri Lanka

GUE/NGL / Flickr

A eurodeputada Marisa Matias

A deputada portuguesa do Bloco de Esquerda Marisa Matias foi nomeada pela chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, para chefiar uma missão eleitoral da União Europeia (UE) no Sri Lanka, partindo no domingo para o país, anunciou esta sexta-feira o partido.

A delegação do Bloco de Esquerda no Parlamento Europeu informou, em comunicado, que a equipa principal desta missão, que Marisa Matias irá liderar, é composta por nove analistas eleitorais da União Europeia e já se encontra no Sri Lanka desde o início de outubro, devendo ficar no país até à conclusão do processo eleitoral.

A estes especialistas vão juntar-se, entretanto, 30 observadores de longo prazo que foram colocados em vários pontos do país e outros 30 especialistas para a semana das eleições.

“A missão surge no decurso de uma longa história de missões de observação eleitoral da UE naquele país, em 2000, 2001, 2004, 2005 e 2015. Esta eleição, presidencial, reveste-se ainda de especial importância pois será a primeira de várias que decorrerão naquele país até ao final de 2020 e o processo de reconciliação nacional é ainda frágil.”

Citada pela nota, a deputada bloquista afirma acreditar ser “importante que a UE continue a realizar missões de observação eleitoral no Sri Lanka como forma de apoio à população e aos seus esforços no sentido de reforçar os processos eleitorais e as instituições democráticas”.

“Espero que a nossa observação possa constituir um importante contributo para esta eleição e, através do seu acompanhamento posterior, para os esforços de reforçar ainda mais esses processos eleitorais e as instituições”, adianta.

Já a Alta Representante da UE para a Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, indica estar confiante de que “o destacamento de uma missão de observação eleitoral da UE sob a liderança da chefe de Missão Marisa Matias contribuirá para uma eleição inclusiva, credível e transparente”.

“Esta eleição é importante para que o Sri Lanka continue a progredir no seu caminho de reformas e de reconciliação nacional”, conclui Federica Mogherini na nota. Caberá à equipa de missão fazer, posteriormente, um relatório sobre este ato eleitoral e apresentar recomendações para futuros processos.

As eleições presidenciais no Sri Lanka realizam-se no dia 16 de novembro e contam com 35 candidatos. Também o Parlamento Europeu vai organizar uma missão de observação, que será liderada pela deputada socialista portuguesa Isabel Santos, tendo como objetivo “acompanhar o ato eleitoral e observar as condições em que se irá desenrolar”, assinala em nota de imprensa a delegação do PS em Bruxelas.

Isabel Santos já tinha feito parte de uma missão semelhante da assembleia europeia para as eleições na Ucrânia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …