Marisa Matias, “a candidata contra o medo”, lança-se na corrida a Belém

Estela Silva / Lusa

Marisa Matias

Marisa Matias volta a candidatar-se em 2021 às eleições presidenciais apoiada pelo Bloco de Esquerda. Esta tarde, a eurodeputada fez a sua primeira declaração sobre a recandidatura a Belém.

“Estou aqui para vos dizer que serei candidata à Presidência da República”, disse Marisa Matias no tiro de partida para a corrida eleitoral a Belém.

Segundo o Observador, na apresentação da recandidatura teve apenas profissionais da “primeira linha de combate à covid-19 na assistência“, nas cerca de 20 cadeiras distribuídas pelo Largo do Carmo, em Lisboa.

A recandidatura ao Palácio de Belém serve para fazer uma “campanha contra o medo”, na qual Marisa Matias se apresenta como “socialista, laica e republicana”, que vai à luta pelas suas ideias, “ao lado de quem não desiste de Portugal”.

“Venho a esta campanha para mostrar que não pode haver medo”, frisou a bloquista, afirmando-se como uma “candidata frente a frente com Marcelo Rebelo de Sousa”.

“É o Presidente em funções e sei bem das diferenças com o passado”, continuou, acrescentando que não terá “o voto dos mandatários das fortunas”, como Marcelo Rebelo de Sousa, mas sim “dos jovens trabalhadores que não aceitam empobrecer nesta segunda crise das suas vidas”.

Apesar dos caminhos onde se encontra com o atual chefe de Estado, como o apoio aos sem-abrigo ou aos cuidadores informais, a eurodeputada assinalou que discorda de Marcelo “em questões essenciais“, pedindo “o voto sobre essa diferença”.

“Marcelo quer um regime político assente em mais do mesmo, eu quero um regime que responda à pandemia social e que acabe com os privilégios; ele aceitou um regime financeiro que se foi esvaindo em privatizações e negócios, eu quero uma banca pública de confiança; ele quer um sistema de saúde concedido em parte a hospitais privados, eu quero um Serviço Nacional de Saúde de qualidade para todos porque sei que, quando o comércio entra na Saúde, são os que menos têm que ficam a perder”, distinguiu.

Esta será a quarta vez que Marisa Matias irá protagonizar uma candidatura bloquista, tendo duas sido como cabeça de lista ao Parlamento Europeu (2014 e 2019) e a outra como candidata apoiada pelo Bloco às últimas presidenciais.

No final de maio, fonte oficial do partido revelou à Lusa que o BE iria debater a corrida presidencial “ainda antes do final do verão”, na semana em que a líder bloquista, Catarina Martins, afirmou que “o Bloco de Esquerda, no seu tempo”, apresentaria “a sua candidatura”.

Nessa altura, no programa da RTP1 “5 para a meia-noite”, Catarina Martins foi desafiada a escolher em quem votaria nas presidenciais: “Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Gomes ou num candidato que o Bloco ainda vai arranjar”. “Eu nas últimas votei na Marisa Matias e gostei tanto“, disse apenas a coordenadora do BE.

Na última convenção do partido, em novembro de 2018, quando Catarina Martins anunciou à reunião magna que iria propor Marisa Matias como cabeça de listas às eleições europeias de 2019, a líder bloquista referiu: “ela foi a candidata que teve mais votos em Portugal numa eleição presidencial e algum dia uma mulher será Presidente”.

Marisa Isabel dos Santos Matias nasceu em Coimbra, em 20 de fevereiro de 1976, e é socióloga.

Desde cedo que se envolveu em causas estudantis e cívicas, tendo sido mandatária nacional do “Movimento Cidadania e Responsabilidade pelo Sim”, aquando do referendo nacional pela despenalização do aborto em 2007, tendo sido em 2009 eleita pela primeira vez eurodeputada do BE

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Populações da Idade da Pedra Média ocuparam (repetidamente) a costa da África Ocidental

A ocupação das costas tropicais de África durante a Idade da Pedra é pouco conhecida. No entanto, estudos recentes na África oriental deram uma nova perspetiva, detalhando as mudanças comportamentais dinâmicas perto da costa do …

Novo apoio social de até 501 euros aprovado. Inclui sócios-gerentes, informais e estagiários

O Parlamento continua na maratona de votações no âmbito da apreciação do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na especialidade. Nesta quarta-feira, os parlamentares aprovaram o novo apoio social de até 501 euros, bem como …

Deco exige 1,1 milhões de euros ao Vitória de Guimarães em tribunal

O empresário e ex-futebolista Deco exige 1,1 milhões de euros ao Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, numa ação interposta no Juízo de Execução de Guimarães, informa o portal Citius, do Ministério …

PSD junta-se a BE e PCP para travar transferências para Novo Banco (e as Finanças ficam "estupefactas")

No último dia de votações na especialidade, o PSD juntou-se à esquerda para impedir a injeção de 476,6 milhões de euros do Fundo de Resolução ao Novo Banco em 2021, tal como previsto no Orçamento …

Há uma planta que evoluiu para se "esconder" do Homem

Uma planta utilizada na medicina tradicional chinesa evoluiu, mudando a própria pigmentação, para se tornar menos visível ao Homem, sugere uma nova investigação, dando conta que em causa está uma estratégia de sobrevivência. O estudo, …

Luz verde. PAN abstém-se e garante aprovação do OE2021

A votação final global do Orçamento do Estado para 2021 acontece esta quinta-feira no Parlamento. A sua aprovação está garantida devido à abstenção do PCP, PEV e PAN, apesar do voto contra do Bloco de …

Mais de 500 funcionários públicos vão ajudar SNS. Camas de cuidados intensivos podem chegar às 1.000

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, em entrevista ao Público e à Renascença, que mais de 500 funcionários públicos vão integrar as equipas de rastreio do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Na entrevista conjunta ao …

Erro de fabrico levanta questões sobre vacina de Oxford

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford reconheceram esta quarta-feira um erro de fabrico que está a levantar questões sobre os resultados preliminares e a eficácia da sua vacina experimental contra a covid-19. O comunicado, onde …

Partiu o "mais humano dos deuses" quando tentava mudar de vida. 9 ambulâncias socorreram Maradona, mas foi em vão

A Argentina está em choque com a morte de Diego Armando Maradona. O coração de El Pibe não aguentou numa altura em que estava a tentar mudar de vida, com exercícios físicos, dieta e a …

Manter o ar de casa limpo pode reduzir a probabilidade de propagar covid-19

Além das precauções atualmente recomendadas, garantir que o ar em espaços interiores esteja o mais limpo possível também pode ajudar a reduzir a probabilidade de propagar o novo coronavírus. A grande maioria da transmissão do SARS-CoV-2 …