Mário Centeno é o candidato oficial do PSE ao Eurogrupo (e já ganhou)

Stephanie Lecocq / EPA

Mário Centeno e Jeroen Dijsselbloem

O secretário-geral do PS afirmou hoje que o ministro das Finanças, Mário Centeno, é o candidato oficial do Partido Socialista Europeu ao cargo de presidente do Eurogrupo, tendo apoios da Grécia e Alemanha, entre outros. No PSE acredita-se que o ministro português já tem apoios suficientes para ganhar.

António Costa falava aos jornalistas na sede nacional PS, antes do jantar de líderes europeus socialistas, depois de ter recebido em São Bento, na qualidade de primeiro-ministro o seu homólogo grego, Alexis Tsípras.

Fonte do PSE disse à Lusa que, em relação à eleição de segunda-feira para a presidência do Eurogrupo, o ministro das Finanças português terá já “um apoio maioritário” entre os 19 Estados-membros que integram a zona euro.

Perante os jornalistas, o líder socialista português frisou que Mário Centeno é o candidato oficial do PSE e que o primeiro-ministro grego, Alexis Tsípras, manifestou também apoio à eleição do titular da pasta das finanças do executivo de Lisboa.

Questionado se a Alemanha vai apoiar o ministro das Finanças na eleição de segunda-feira próxima, António Costa respondeu: “Claro”.

À entrada para o jantar de líderes do PSE, o chanceler austríaco, Christian Kern, referiu aos jornalistas portugueses que o seu executivo cessante tem como base uma coligação, mas admitiu o voto favorável da Áustria a Mário Centeno.

António Costa, em resposta às perguntas colocadas pelos jornalistas, não quis fazer qualquer “prognóstico” em relação ao resultado da eleição do presidente do Eurogrupo, apesar de se dizer “confiante”.

É uma excelente candidatura para a Europa e para ajudar a zona euro a ser amiga do emprego, do crescimento e da estabilização das finanças públicas, virando uma página de divisões e de confrontações. É necessário aprofundar o mercado do emprego, o crescimento, mas também com boas finanças públicas”, declarou.

Confrontado com a oposição do Bloco de Esquerda e do PCP à candidatura de Mário Centeno à presidência do Eurogrupo, o primeiro-ministro desdramatizou, dizendo que a relação do PS com essas duas forças políticas “assenta nos temas em que há acordo e que fazem parte das declarações conjuntas”.

Cada um dos partidos tem uma identidade própria. Como é sabido, em relação ao euro, não há uma posição comum. Não é uma surpresa para ninguém”, disse.

Já em relação ao desejo manifestado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de que Mário Centeno se concentre sobretudo no lugar de ministro das Finanças, isto no caso de ser eleito presidente do Eurogrupo, o secretário-geral do PS respondeu: “Óbvio”.

Quem é ministro das Finanças tem de estar concentrado nas finanças nacionais. Faz parte da arquitetura europeia que o presidente do Eurogrupo não deixe de ser ministro do seu país. É mesmo uma condição”, vincou o secretário-geral do PS.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “virando uma página de divisões e de confrontações” o país e a Europa estão cada vez mais divididos. Não tem mesmo noção nenhuma da realidade. Ou então porque ele quer então acha que passa a ser verdade.

  2. Bruxelas está a coleccionar cromos… depois de Vítor Constâncio, Durão Barroso e Guterres, só faltava mesmo o Centeno. Como é que esta Europa vai avançar ?!

RESPONDER

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …

PAN defende atribuição de cartão de cidadão a sem-abrigo

A iniciativa recomenda ao executivo socialista, liderado por António Costa, que seja atribuído "um cartão de identificação a todos aqueles que não têm uma casa ou um teto". O PAN apresentou na Assembleia da República um …

Governo quer criar regras especiais para alunos do profissional acederem ao Ensino Superior

O Governo quer criar um modelo de acesso específico para alunos do ensino profissional que queiram prosseguir estudos superiores, uma proposta que chegou a estar desenhada na anterior legislatura, mas que ainda não avançou. Segundo noticiou …