Marinha dos EUA obrigada a divulgar relatório secreto sobre o USS Thresher

US Navy

USS Thresher

O submarino USS Thresher afundou misteriosamente em 1963, e as razões são, até hoje, desconhecidas. Graças a um processo interposto por Jim Bryant, um capitão da Marinha norte-americana já reformado, estamos prestes a descobrir a razão.

No dia 12 de abril de 1963, às 9h17, o submarino nuclear norte-americano USS Thresher emitiu a sua última mensagem, antes de afundar e ser esmagado pela pressão da água nas profundezas do Atlântico. A bordo do navio estavam 129 oficiais e marinheiros.

Quase 57 anos depois, este continua a ser o pior desastre submarino da Marinha dos Estados Unidos, além de ser um dos mais enigmáticos. Ao longo deste anos, a Marinha recusou divulgar o relatório, de 1.700 páginas, alegando a sua extrema confidencialidade. Até hoje, foram divulgadas apenas 19 páginas.

Jim Bryant, um capitão da Marinha norte-americana já reformado, fez da divulgação do relatório uma causa. “Sinto responsabilidade para com os homens que estavam a bordo e para com as suas famílias”, disse, citado pelo portal Stars and Stripes.

“As primeiras sociedades indígenas norte-americanas provaram ser um livro aberto,  ao contrário dos submarinos da Marinha movidos a energia nuclear. Mesmo o material já desclassificado sobre estes sistemas de propulsão está bloqueado, fora da vista do público”, salientou Bryant.

Em duas ocasiões diferentes, a primeira em junho de 2017 e a segunda em abril do ano passado, o capitão de 72 anos recorreu, ainda que sem sucesso, à Lei de Liberdade de Informação, adianta o Popular Mechanics.

No início de 2019, apresentou um pedido de divulgação do relatório no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito da Columbia, tendo um juiz federal ordenado que a Marinha fosse tornando públicos excertos do relatório em segmentos mensais de 300 páginas, desde 15 de maio até 15 de outubro.

A Marinha recorreu, solicitando mais tempo para analisar os documentos e apagar informações confidenciais. O advogado de Bryant contestou, sublinhando que a Marinha norte-americana já havia prometido fazer isso há 22 anos.

Este mês, o juiz recusou o recurso da Marinha norte-americana.

Em 1963, um tribunal de investigação naval determinou que a causa do acidente terá sido o rompimento de um tubo, que terá provocado o afundamento do submarino.

Bruce Rule, um oficial da Marinha, também reformado, que era responsável pela rede secreta de hidrofones instalados no fundo do oceano (que servia para escutar os submarinos russos), escreveu um pequeno livro de 42 páginas sobre o assunto.

Rule concluiu que o submarino perdeu energia por razões desconhecidas. Depois de ter afundado, foi esmagado pela pressão da água do oceano. Bryant não descarta esta hipótese, mas insiste em ler o relatório oficial da Marinha dos Estados Unidos.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …

Turmas repartidas e aulas ao sábado. O que muda no novo normal do Ensino Superior

Para o regresso às aulas do Ensino Superior no próximo ano letivo, as universidades estão a preparar medidas que permitam cumprir as regras sanitárias e zelar pela aprendizagem dos seus alunos. Se tudo correr como planeado, …

Presidente do Barcelona afasta interessados em Messi e desfaz mito

Rumores sugeriam que Lionel Messi estava decidido a sair do Barcelona. Não tardou a aparecerem interessados no argentino, mas o presidente do Barça já veio deixar um recado. Na semana passada, o mundo do futebol foi …

Doze jovens infetados após festa na Guarda. Politécnico suspende exames presenciais

Doze jovens, oito dos quais alunos do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), testaram este fim de semana positivo para o novo coronavírus (covid-19). De acordo com a SIC Notícias, as infeções deram-se na sequência de uma …

Vieira pode demitir-se para provocar eleições antecipadas. Candidatura em Outubro "dificilmente chegará às urnas"

As eleições para a presidência do Benfica estão na ordem do dia numa altura em que o título nacional parece mais distante e quando se avança que Luís Filipe Vieira deve vir a ser acusado …