Maria Luís pede ao Parlamento que avalie incompatibilidades com o seu novo emprego

Rodrigo Gatinho / portugal.gov.pt

A Ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A Ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

Maria Luís Albuquerque solicitou esta sexta-feira à subcomissão de ética que avalie se existe alguma incompatibilidade entre a sua contratação pela Arrow Global e o atual cargo de deputada e antigos cargos políticos que desempenhou.

“Solicito à subcomissão de ética a avaliação da situação em causa, manifestando desde já a minha total disponibilidade e interesse em prestar junto dessa Subcomissão todos os esclarecimentos entendidos como pertinentes”, lê-se na carta enviada hoje ao presidente da subcomissão de Ética, Luís Marques Guedes.

“A situação em nada configura impedimento ou incompatibilidade com as funções que desempenhei e desempenho”, declara a deputada do PSD e ex-ministra das Finanças, fazendo eco do comunicado que emitiu na quinta-feira.

No pedido, Maria Luís Albuquerque volta a sublinhar que as funções que vai desempenhar no comité de risco e auditoria da Arrow Global – que em Portugal tem clientes como o Banif, BCP ou Montepio – são “de natureza estritamente não executiva, e centradas numa avaliação dos quadros macroeconómico e regulatório europeus para enquadramento das decisões estratégicas que a empresa venha a tomar no futuro”.

A ex-governante ressalva que não terá “qualquer ligação a outras empresas do grupo, que são, de resto, entidades juridicamente independentes da Arrow Global plc”, que está cotada no mercado britânico e, acrescenta, sujeita ao controlo e escrutínio das entidades reguladoras daquele país.

Entretanto, o Partido Socialista anunciou que vai pedir a apreciação do assunto pela subcomissão de ética do parlamento, à semelhança do PCP, enquanto o Bloco de Esquerda vai propor uma alteração do regime de incompatibilidades dos titulares de cargos públicos e promete abordar o tema durante a comissão parlamentar de inquérito ao processo de venda do Banif.

Ferreira Leite acusa Maria Luís de falta de bom senso

Manuela Ferreira Leite, também ex-ministra das Finanças, considera que Maria Luís Albuquerque demonstrou “ausência total de bom senso ao aceitar um cargo desta natureza”, realçando que “teve ligações diretas como ministra das finanças e não saiu há quatro anos, a ministra das finanças, saiu há três meses e tal”.

“Não creio que haja alguma comissão de ética na assembleia que vá aprovar uma coisa destas”, afirmou a ex-líder do PSD esta quinta-feira à noite, no seu comentário semanal na TVI24.

“Tenho poucas dúvidas de que a ministra não conheça a legislação mas mesmo que não houvesse legislação sobre esta matéria, qualquer bocadinho de bom senso levaria a que a ministra não aceitasse ir para uma instituição em que ela tutelou – no mínimo, tutelou – a instituição financeira que teve ligações com essa empresa e ligações prejudiciais para o país“, defendeu Ferreira Leite.

A ex-ministra admitiu que haja agora “aproveitamento político-partidário do ponto de vista das intervenções das pessoas”, acrescentando: “o que é que ela esperava?” “Pôs-se mais do que a jeito. Pôs-se mesmo defronte deles a dizer ‘agora dêem-me lá pancada porque estão cheios de razão'”, conclui.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta senhora e o seu chefe de governo, deviam ter elaborado um esboço de orçamento e enviado para Bruxelas, até ao ato eleitoral de 4 de Outubro de 2015 e não fizeram porquê? Porque se o tivessem feito, das duas uma, ou continuavam a mentir aos portugueses como o fizeram em 2011 para “assaltar” o poder ou eram honestos nos propósitos a aplicar e então teriam uma derrota estrondosa, como não fizeram o esboço de orçamento, continuaram a enganar os portugueses e a derrota no ato eleitoral de 04 de Outubro de 2015 foi minimizada, Sobre a notícia, relacionada com a ex-ministra das finanças, Maria Luís pergunta-se: então o presidente da subcomissão de Ética, Luís Marques Guedes, não faz parte do seu partido?

  2. Esta parasita incompetente, sempre esteve ao serviço da máfia financeira e contra o povo!!
    O seu currículo fala por si!…

RESPONDER

Há 406 farmácias com testes comparticipados pelo Estado

Há 406 farmácias de 104 laboratórios em Portugal continental com testes comparticipados pelo Estado. Saiba quais. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) atualizou recentemente a lista das farmácias e laboratórios que disponibilizam testes …

Há 33 cursos com emprego garantido. Abandono no Ensino Superior aumentou

Este ano, há 30 licenciaturas e três mestrados integrados sem recém-diplomados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional. Segundo o Observador, o número total (33) é inferior ao de 2020 e de 2019, quando foram …

Chegada de emigrantes obriga autarcas do Interior a apertar as regras

Os autarcas do Interior do país, sobretudo de regiões onde a variante Delta ainda não se impôs e o número de novos casos de covid-19 não limita o quotidiano das populações, estão preocupados com o …

Jovens com menos de 20 anos vacinados numa "happy hour" em Lisboa

Alguns jovens com menos de 20 anos foram vacinados no centro de vacinação do Altice Arena, em Lisboa, depois de terem sido informados que havia "sobras". Task force já negou essa explicação. A situação foi denunciada, …

John Textor diz que reação da SAD do Benfica é "cómica"

O empresário norte-americano que chegou a acordo com o "rei dos frangos" para comprar 25% da Benfica SAD considera que a reação à sua aproximação é "cómica". Este mês, a Benfica SAD comunicou à Comissão de …

Rio acusa Cabrita de "mentir aos portugueses e no Parlamento" sobre festejos do Sporting

Rui Rio acusou o ministro da Administração Interna de "mentir aos portugueses e mentir no Parlamento" e justificou o motivo que levou o PSD a recorrer à figura da audição potestativa, a que os partidos …

Novo Banco não viu conflito de interesses na proposta sobre Imosteps

O Novo Banco defende que a proposta da Iberis para comprar a dívida da Imosteps, de Luís Filipe Vieira, não configurava conflito de interesses.  O Novo Banco defendeu, numa carta enviada ao Parlamento, que a proposta …

Restaurantes "expressamente proibidos" de guardar comprovativos de testes dos clientes

Os restaurantes dos concelhos em risco elevado e muito elevado, onde é necessário um teste negativo ou o certificado digital por parte dos clientes para poderem entrar, estão "expressamente proibidos" de guardar os comprovativos. A regra …

City pode ter de sacrificar Bernardo Silva para contratar Kane

O médio português poderá ter de ser "sacrificado" pelo Manchester City para financiar a contratação do avançado inglês ao Tottenham. Segundo o The Sun, para garantir a transferência de Harry Kane, o Manchester City terá de …

Não é só o BE, PCP e PAN que têm exigências. PS pressiona Leão com descida de IRS

As exigências para o próximo Orçamento do Estado (OE2022) não chegam apenas do Bloco de Esquerda, PCP e PAN. O PS também as tem e pressiona o ministro das Finanças por uma eventual mexida nos …