Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

António Cotrim / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa durante o encontro com Lula da Silva, em São Paulo, Brasil, 30 de julho de 2021

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um “papel fundamental” na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de encontros políticos esteja relacionada com as eleições presidenciais brasileiras de 2022.

“O objetivo é essencialmente a inauguração do Museu da Língua Portuguesa, que é um grande momento, grande momento”, disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas à chegada ao hotel, no primeiro de quatro dias de visita.

Logo no primeiro dia, Marcelo Rebelo de Sousa encontrou-se com o ex-Presidente do país, Lula da Silva, numa conversa que durou cerca de uma hora, mas não quis revelar os temas da discussão.



“Falou da sua visão sobre o Brasil. Mais do que isso estas conversas são para ouvir e não para expôr publicamente”, referiu o Chefe de Estado português.

“Eu oiço, retenho e é um elemento de informação”, acrescentou Marcelo em declarações à RTP. Por sua vez, Lula da Silva não prestou declarações à comunicação social.

Questionado pelos jornalistas, o Presidente Português rejeitou que a agenda de encontros políticos, que inclui também inclui uma audiência com o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, tenha como fim preparar terreno para o resultado que venha a sair das eleições presidenciais de 2022.

Não tem nada a ver com isso. A cultura, neste momento, tem um papel fundamental na convergência entre Portugal e o Brasil e esta reinauguração é um grande momento cultural, que vai para além de Portugal e Brasil”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, assinalando que também o chefe de Estado cabo-verdiano estará na inauguração.

Por isso, sublinhou, esta visita “tem a ver com a realidade da língua portuguesa no mundo e isso envolve responsáveis portugueses, mas também brasileiros, como antigos chefes de Estado”.

“São muitos e proporcionou-se poderem encontrar-se com o presidente da República portuguesa num momento culturalmente importante”, reforçou.

A visita de Marcelo Rebelo de Sousa ocorre numa altura em que a popularidade do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, está em queda e cresce a contestação às suas políticas, nomeadamente à forma como lidou com a pandemia de covid-19.

Durante a visita de quatro dias ao Brasil, além de Bolsonaro e Lula, o chefe de Estado português tem encontros previstos com os antigos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer.

A viagem de Marcelo Rebelo de Sousa vai dividir-se entre São Paulo, onde no sábado participa na reinauguração do Museu da Língua Portuguesa e tem previstos os encontros com os ex-chefes de Estado brasileiros, e a capital, Brasília, onde será recebido por Jair Bolsonaro.

No dia de hoje, o dia mais intenso da viagem, Marcelo Rebelo de Sousa participa na cerimónia de reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, reconstruído com a ajuda de Portugal após o incêndio de dezembro 2015, e tem vários encontros, nomeadamente com o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, com o ex-presidente brasileiro Michel Temer e com representantes da comunidade portuguesa.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Porque é que este exibicionista foi ao Brasil? Para estourar o dinheiro dos contribuintes, que lhe pagam TODAS as suas viagens? PROVAVELMENTE!

RESPONDER

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …