Marcelo foi às Selvagens marcar território

Homem de Gouveia / Lusa

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, acompanhado pelo presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, numa visita às Ilhas Desertas

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, acompanhado pelo presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

O Presidente da República anunciou que vai ouvir, esta terça-feira, nas ilhas Selvagens, Madeira, novos argumentos que sustentam a posição portuguesa de alargamento da plataforma continental nacional.

Tendo dito há dois meses que visitaria as ilhas por uma questão de curiosidade, esta segunda-feira o chefe de Estado reconheceu que não se trata de “apenas curiosidade científica, é uma curiosidade jurídico-política“.

“Vou ouvir uma exposição de especialistas sobre a plataforma continental, a posição portuguesa. Temos defendido a nível mundial o alargamento da plataforma, há novos argumentos e novas razões e quero ouvir essas novas razões”, declarou aos jornalistas a bordo da fragata D. Francisco de Almeida.

Governo de Portugal

Território marítimo nacional: Estratégia Marinha para a subdivisão da Plataforma Continental Estendida, 2012

Território marítimo nacional: Estratégia Marinha para a subdivisão da Plataforma Continental Estendida, 2012

“Ali, mais do que mera curiosidade científica, há uma afirmação de presença territorial, há uma afirmação de proteção da natureza e presença territorial”, frisou.

A proposta portuguesa para extensão da plataforma continental, apresentada às Nações Unidas, prevê que Portugal ganhe mais de dois milhões de quilómetros quadrados. Dessa forma, o território português passaria a ser constituído por mar em 97%.

Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda que “onde o Presidente da República vai, marca território“.

Trata-se do quarto chefe de Estado a visitar as Selvagens, depois de Mário Soares, Jorge Sampaio e também Aníbal Cavaco Silva – uma visita que ficou marcada pelo momento em que o presidente anilha uma cagarra e lhe ordena que envie notícias.

presidencia.pt

-

As Ilhas Selvagens – Selvagem Grande, Selvagem Pequena e Ilhéu de Fora -, descobertas oficialmente no século XV (1438) pelo navegador Diogo Gomes, são um conjunto de ilhas portuguesas integrantes do arquipélago da Madeira e constituem a parcela do território português localizada mais a sul, 82 milhas a norte do arquipélago das Canárias e a 163 milhas a sul da ilha da Madeira.

Disputa com Espanha

soberania portuguesa das Selvagens foi confirmada, em 1938, pela Comissão Permanente de Direito Marítimo Internacional.

No entanto, apesar de não questionar a soberania portuguesa das ilhas, Espanha tem vindo a mostrar interesse nas águas à volta do sub-arquipélago madeirense.

Na sequência da proposta do Projeto de Extensão da Plataforma Continental, apresentado por Portugal às Nações Unidas, Espanha colocou em causa a classificação jurídico-geográfica das ilhas Selvagens, ou seja, o seu estatuto de ilhas, já que não são habitadas nem têm atividade económica. A objeção foi entretanto retirada, em 2015, de acordo com a Renascença.

Em dezembro de 2014, Espanha apresentou à Organização das Nações Unidas (ONU) uma proposta para acrescentar cerca de 300 mil km2 ao seu território marítimo – incluindo as Ilhas Selvagens, baseando-se na norma da ONU sobre Direitos do Mar que permite a ampliação da Zona Económica Exclusiva de 200 para 350 milhas da costa.

Além do território marítimo correspondente às Selvagens, 165 km a norte das Canárias, o plano espanhol, apresentado à ONU a 17 de dezembro, visava igualmente acrescentar uma área de cerca de 10 mil km2 que Portugal solicitou à ONU em 2009, em pedido semelhante de ampliação do território marítimo nacional.

No ano passado, o Governo português esclareceu que Portugal e Espanha “deverão resolver bilateralmente” uma eventual sobreposição das plataformas marítimas, cujas extensões estão em apreciação pelas Nações Unidas.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Salário mínimo de 700 euros "é perfeitamente razoável", diz líder da CIP

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, considerou que é "perfeitamente razoável" que o salário mínimo nacional (SMN) alcance os 700 euros durante a próxima legislatura. “Parece-me tão razoável como pode parecer outro …

Descoberto caminho de peregrinos mandado construir por Pôncio Pilatos em Jerusalém

Um caminho em pedra que terá sido usado há cerca de 2000 anos por peregrinos e mandado construir por Pôncio Pilatos foi descoberto perto do Monte do Templo, em Jerusalém, com uma centena de moedas …

Canadá. Trudeau luta por segundo mandato depois de meses de casos polémicos

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, corre o risco de perder a maioria nas legislativas de segunda-feira, tornando-se o primeiro chefe de governo canadiano apoiado por uma maioria parlamentar a falhar a reeleição desde 1935. Para …

Exumação de Francisco Franco já tem data marcada

Os restos mortais do ditador espanhol serão trasladados, esta quinta-feira, da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola. Em comunicado, o Governo espanhol adianta que, esta quinta-feira, …

"Sabe a muito pouco." Costa não tem "um Governo de combate"

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes disse que o novo Governo de António Costa não é novo, mas antes um "remodelação do anterior". "O primeiro erro político de António Costa" é, para …

A terceira eliminatória da Taça de Portugal deixou a sua "elite" ainda mais reduzida

Sete equipas da I Liga de futebol tombaram na terceira eliminatória da Taça de Portugal. A próxima ronda vai ter mais equipas do Campeonato de Portugal do que da "elite". A terceira eliminatória da Taça de …

Brexit volta a jogar-se no Parlamento. Presidente dos Comuns poderá travar nova votação

O Governo britânico, liderado pelo primeiro-ministro Boris Johnson, vai tentar aprovar o acordo alcançado para o Brexit no Parlamento esta segunda-feira, mas o Presidente da Câmara dos Comuns pode bloquear a nova votação. O sábado passado …

Ministério Público sabia quem era o informador do caso de Tancos (mas não disse a Ivo Rosa)

O Ministério Público pediu ao juiz de instrução Ivo Rosa que autorizasse escutas telefónicas a dois suspeitos de um assalto que ainda não tinha acontecido, mas omitiu um facto. O MP, de acordo com o semanário …

Presidente do Chile decreta estado de emergência e diz que país está "em guerra" contra grupos de "criminosos"

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou que o país está "em guerra" contra os "criminosos" responsáveis pelos protestos violentos que causaram vítimas mortais e que levaram o Governo a decretar o estado de emergência …

Federação Nacional dos Médicos quer menos horas de trabalho em urgência

Este domingo, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) aprovou, em congresso, uma grelha salarial com base num horário de 35 horas, e a diminuição do trabalho em urgência de 18 para 12 horas semanais no …