Marcelo: “Aliados são aliados mesmo preferindo agir sozinhos”

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu nesta segunda-feira um reforço da aliança transatlântica e afirmou que “aliados são aliados, mesmo se por vezes volúveis ou preferindo agir sozinhos e sem pré-aviso em áreas partilhadas”.

Marcelo falava perante chefes de missão, embaixadores e cônsules-gerais de Portugal acreditados junto de países e organizações internacionais, num momento de escalada de tensão entre o Irão e os Estados Unidos (EUA), após a morte do general iraniano Qassem Soleimani num ataque norte-americano em Bagdade, na sexta-feira.

“Sabemos que aliados são aliados, mesmo se por vezes volúveis ou preferindo agir sozinhos e sem pré-aviso em áreas partilhadas”, afirmou o Presidente, numa cerimónia em que recebeu cumprimentos de ano novo dos diplomatas portugueses, no antigo Museu Nacional dos Coches, em Lisboa.

Distinguindo aliados de países parceiros e de Estados considerados irmãos, Marcelo observou que uns e outros não mudam de categoria por artifício. Mais à frente voltou a falar nestas três categorias, referindo-se ao atual contexto geopolítico, sem nunca mencionar nenhuma situação em concreto.

“A realidade é hoje, num breve apontamento sobre a hora que vivemos, sentirmos que cada vez mais difícil é explicarmos aos nossos irmãos, aos nossos aliados ou aos nossos parceiros que não há gesto singular, brilhante ou justo que pareça ser, ou insubstituível que seja para a afirmação conjuntural dentro de portas, se não for sustentado no horizonte a prazo, que valha mais do que anos e anos a preencher lacunas, a estabelecer partilhas, a recriar estruturas indispensáveis, a consolidar alianças, a tentar pacificar sociedades e regimes”, disse.

O chefe de Estado descreveu Portugal como um país com um longo passado que sorri frequentemente “com condescendência” perante os ensinamentos de quem nasceu séculos depois, “como perante um filho ou um neto que nos vem explicar que é uma ilha que pode viver e mandar sozinha” no mundo.

“Ninguém vive bem longe da realidade. E a realidade é hoje crescentemente multipolar, ainda que com traços de monopolarismo remanescente ou esbatido, e novo bipolarismo ainda muitíssimo incipiente. A realidade é hoje antigas potências globais passarem a fortes potências regionais, novas potências globais emergirem e potências regionais consolidadas constituírem fatores de perturbação e complexificação os mais imprevistos”, acrescentou.

Entre as metas da política externa portuguesa, Marcelo destacou o contributo para “reforçar a aliança transatlântica, apesar do ano eleitoral em curso, para ultrapassar também aqui compassos de espera e indefinições” num espaço que definiu como “obviamente vital” para Portugal.

O Presidente salientou também a ação climática e a preparação da presidência portuguesa da União Europeia em 2021, considerando a este propósito que “África não fica nem pode ficar mero campo de disputa de protagonismos europeus de ocasião”.

No quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse que há que “garantir, dentro dos possíveis, um novo ciclo ou, no mínimo, um novo espírito”.

“Metas, ao fim e ao cabo, como as que decorrem da vivência constante do multilateralismo possível, na linha da determinada saga do secretário-geral [das Nações Unidas] António Guterres e que não negam nem minimizam avanços bilaterais nucleares. Metas que exigem economia mais forte e coesa e, por isso, temo-lo demonstrado nos últimos anos, mais apoiada na internacionalização da nossa economia, e projeção universal”, concluiu.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

"Tofu nunca causou uma pandemia", publica PETA em outdoors

A organização de direitos dos animais PETA está a incentivar os norte-americanos a experimentar tofu, através de anúncios em 'outdoors' nos Estados Unidos (EUA) onde defendem que o produto de soja "nunca causou uma pandemia". A …

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …