Manuela Moura Guedes abandona “Barca do Inferno” em direto

YouTube

Manuela Moura Guedes no programa "Barca do Inferno"

Manuela Moura Guedes no programa “Barca do Inferno”

Manuela Moura Guedes abandonou, na noite desta segunda-feira, em direto, o programa da RTP Informação “Barca do Inferno”, moderado por Nilton.

Tudo aconteceu quando se discutia as medidas legislativas do governo PS para o futuro e os ânimos exaltaram-se.

Manuela Moura Guedes acusou a deputada socialista Isabel Moreira de falta de educação, por esta ter “virado a cara” após uma questão colocada sobre as alterações na TSU: “Como é que a descida da TSU vai garantir emprego, crescimento, salários?”

Quando o apresentador do programa pediu mais calma, o debate intensificou-se. Foi nesse momento que Manuela Moura Guedes afirmou: “Neste preciso momento abandono o programa. Já chega, é inacreditável o que aqui se passa”.

Antes de abandonar o programa, pediu desculpas aos telespectadores.

“Um momento Pedro Santana Lopes na Barca do Inferno”, brincou Nilton ainda antes da saída de Moura Guedes do estúdio, numa referência à situação em que Santana Lopes abandonou uma entrevista na SIC Notícias depois de ser interrompido por um direto da chegada de José Mourinho ao aeroporto da Portela.

A deputada Isabel Moreira reagiu ao sucedido na sua página oficial do Facebook: “O moderador fez o seu papel de forma exemplar e a profunda superficialidade de uma das participantes posta a nu ao longo do programa viu ali uma oportunidade de saída de vítima de má educação, logo a pessoa em causa. As participantes no programa não são iguais, há quem se prepare e há quem debata. E é um bom programa. Sempre o defenderei . O programa. Não quem saiu tarde. Num desrespeito total pelo público”.

Move

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Não conheço os outros intervenientes, a não ser a senhora Moura Guedes e de “ginjeira”. O programa em causa raramente o vejo. Esta senhora sempre foi pessoa difícil,para não dizer malcomportada. Excessivamente mimada é no que dá. Coisas dos nossos órgãos de informação e da má forma de uma grande parte da nossa população em termos políticos e cívicos.

  2. “O programa em causa raramente o vejo”…se assim é como pode opinar sobre o que não viu. Apenas porque já tem uma ideia preconcebida da senhora isso já lhe dá o direito de proferir uma opinião, infelizmente é assim nos media também, nas empresas e nas relações sociais. E termina generalizando: “Coisas dos nossos órgãos de informação e da má forma de uma grande parte da nossa população em termos políticos e cívicos”, metendo tudo no mesmo saco!!! Fantástico Júlio Pereira, ainda bem que nos conheces a todos de “ginjeira”!!!!

  3. Parabéns sr júlio. O Sr e muitos outros já são conhecidos de gingeira!!!! Conhece aquele provérbio que diz que mais vale estar calado do que dizer asneiras ?
    Acresce que nem sequer é obrigado a comentar a não ser que seja funcionário de algum partido e tenha que procurar influenciar os leitores.

  4. Eu acompanho semanalmente o programa e gosto bastante!
    É o único programa de comentário “político” que sigo!
    Vi todos os programas e, ao longo de todos eles, repete-se a falta de educação da MMG!
    Fala quando lhe apetece e não tem qualquer respeito pelo tempo/opinião dos outros!
    Só a opinião dela é que conta; os outros andam todos a “dormir”…
    Já pôs várias vezes os colegas de programa a “ferver” (e também os telespectadores, como eu), mas, até gostava de a ver… principalmente para ver como não se deve ser!!
    Claro que qualquer pessoa que vê o programa concorda que a educação, a humidade e o bom-senso, são coisas que ela não conhece muito bem!
    Ao contrário do que já ouvi dizer (comentários de quem, provavelmente, nunca viu programa), o Nilton esteve bem!

  5. É o que dá ter estado demasiados anos na RTP a ser muito bem paga com o dinheiro dos contribuintes!…
    Habituou-se mal.
    Já Marinho Pinto a desancou em directo num Jornal da noite da TVI.
    A RTP criou uns quantos “bibelots” que já são parte do anedotário nacional, não precisávamos era de lhes pagar tanto para tão tristes espectáculos… há palhaços mais baratos!

  6. Os senhores políticos por diversas vezes ficam exaltados com perguntas incómodas para as quais sabem que não têm resposta nem preparação para defender a sua resposta… Tenho pena que aqui só se debata nos comentários esse lado da barricada…

    • O que aqui se comenta é a noticia (e não “lados da barricada”)!
      A MMG também já foi “política profissional” e, tal, como jornalista, ou apresentadora de concursos, a competência e educação nunca foi o seu forte…
      É disso que se trata aqui!

  7. Politicos para mim todos sabem falar e todos se defendem, e ninguém pode ter troco. Por isso estão lá todos e todos os que não estão anseiam ir para lá e outros lugares onde a fama percorre. Quem está de fora dá sempre opiniões certas ou erradas depende do ponto de vista de cada um.
    Não esquecer é que se há uma zanga ou um debate tem de haver duas ou mais pessoas e normalmente contra, agressividade gera agressividade o que não é bonito em direto para telespetatores mas que é real no dia a dia é. Porque atiramos pedras se nós somos iguais. (salvo a regra) sim ainda existe pessoas muito mas muito pacíficas mas conta se um em 1000.

  8. Não gosto da postura da MMG, ainda por cima acho que ela não se preparava para o debate e às vezes colocava-se ela própria em situações pouco agradáveis, mas neste caso acho que em termos de ofensa é uma aprendiz ao pé das outras 3 ratazanas … enfim, mulheres .,…

  9. O que é certo é que a TSU continua, apesar de todos sabermos que se devia chamar IPRI (imposto para pagamento das reformas dos idosos). Poruqe espero que quando chegar a minha reforma este IMPOSTO se mantenha porque já descontei 27 anos 11% do meu salário para pagar aos inactivos e não vou ter quem desconte para mim….. Se ninguém pagasse a TSU, gostava de saber como justificavam não haver o dinheiro dos que descontaram no passado. Se fosse uma companhia de seguros chamava-se burla, como é o Estado, chama-se o quê?

  10. Portugueses no seu melhor… Ror de “posts”
    … Sobre a pertinência da pergunta de uma e o trejeito da outra a “maioria” prefer o “bullyng” reles do bota abaixo “recheado de “fundamentos” duvidosos…

  11. MMG: Percebendo o ‘sapo’ contudo relembro que as coisas, como algumas pessoas, tendo a importância que têm, têm aquela que a gente lhes dá!

  12. Esta senhora tem falta de educação e falta de nível, mais parece uma peixeira. Não prepara os debates, fala ao acaso, não sabe nada de nada, entra em conflito com todos, enfim uma verdadeira artista que de jornalista tem muito pouco, falta-lhe idoneidade, bom senso, verticalidade e postura de saber estar e dizer.

  13. Pois é, esta senhora é incomoda para muita gente! Neste país quando uma mulher sabe o que diz e não tem medo de o dizer é logo rotulada de malcriada…
    Fez muito bem abandonar o programa, aliás acho que já estava arrependida de aceitar estar ali, a ter um mediador que não sabe conduzir nem percebe de politica. O sr.Nilton é bom noutras áreas (cada macaco no seu galho).

Responder a Eu Cancelar resposta

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …