Manuel Pinho foi à PJ, não lhe fizeram perguntas e saiu como arguido

José Sena Goulão / Wikimedia

Manuel Pinho, ex-ministro da Economia

Manuel Pinho, ex-ministro da Economia

O ex-ministro da Economia foi nesta segunda-feira constituído arguido no caso que investiga suspeitas de corrupção na EDP.  E o advogado do ex-governante lamenta que a Polícia Judiciária não lhe tenha feito nenhuma pergunta.

Manuel Pinho foi nesta segunda-feira chamado à Polícia Judiciária (PJ), no âmbito de um inquérito a eventuais crimes de corrupção e participação económica em negócio na área da energia.

Chamado à Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, Pinho foi constituído arguido, sem que lhe tenha sido feita qualquer pergunta, lamenta o advogado do ex-ministro, Ricardo Sá Fernandes, em declarações à RTP.

“Não é assim que se trabalha. Não é assim que se respeita os cidadãos, não é assim que se investiga”, critica Sá Fernandes no canal público.

O advogado nota que Pinho está “inteiramente de acordo em que se procedam a todas as investigações necessárias para cabal esclarecimento destes assuntos que têm a ver com a EDP”.

Mas lamenta o que define como “este espectáculo todo das suspeitas sobre as rendas excessivas”. “Acordada uma data para vir prestar declarações, ele está aqui, disponível para prestar declarações, interessado em saber aquilo que lhe é imputado e não lhe foram referidos os factos concretos e não lhe é feita nenhuma pergunta“, queixa-se Sá Fernandes.

Manuel Pinho já garantiu que não recebeu qualquer favorecimento da EDP, pedindo para que o caso seja levado “até às últimas consequências”.

Até ao momento, são conhecidos sete arguidos num inquérito do DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal), que investiga crimes de corrupção e participação económica em negócio na área da energia, entre os quais os presidentes da EDP e da EDP Renováveis, António Mexia e João Manso Neto, respectivamente.

João Faria Conceição, administrador da REN e antigo consultor do ex-ministro Manuel Pinho, Pedro Furtado, responsável de regulação na empresa gestora das redes energéticas, Rui Cartaxo, que entre 2006 e 2007 foi adjunto de Manuel Pinho, Pedro Resende e Jorge Machado, que foram vogais do conselho de administração da EDP, são os restantes arguidos conhecidos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Isto leva-me àquela frase sempre batida nestes momentos:

      A ser certo o que por certo nunca dávamos, mais certo seguro fica o que incerto antes estava.

      E por aqui me fico. Muito boa tarde e bons mergulhos

  1. Todos eles (vigaristas) garantem tudo e mais alguma coisa, vai-se a ver estão metidos até dizer basta. São todos uns coitadinhos, que roubaram indecentemente mas na visão deles Nãoo que ideia!
    Por falar em respeito, esta gentalha tem respeito por alguèm, os trabalhadores portugueses são indecentemente roubados, vigarizados por a classe politica. Ainda não vi nenhum deles ficar sem o dinheiro que roubaram e os bens!!!

  2. É caso para agora dizer : “Justiça, cumpre com o teu dever ! ”
    Este cromo é o principal culpado das Rendas Excessivas. Foi ele que fez o frete à EDP e ao Mexia, para roubar os portugueses com os CMECs.
    Tentar “só” olhar para o Mexia e para o Campos, é atirar areia para os olhos dos pagantes. Se Manuel Pinho nunca tivesse assinado estes contratos leoninos o problema não existia. Mexia/Campos serão os corruptores activos, mas Pinho é sem dúvida o Corrupto Passivo, que com grandes vantagens próprias, lesou o estado e os contribuintes em milhares de milhão de euros !!!
    Time to Pay!

RESPONDER

Protestos continuam em Londres. Ativistas invadem centro financeiro

Centenas de ativistas pelo clima do grupo Extinction Rebellion invadiram esta segunda-feira o centro financeiro de Londres para manifestarem repúdio por as grandes corporações financiarem os combustíveis fósseis. Muitos manifestantes, protegidos da intensa chuva com lonas …

"Tenho muitas dívidas, muito financiamento por pagar"

Isabel dos Santos explicou em entrevista à Lusa a origem dos seus investimentos, salientando serem totalmente privados, o que a levou a criar muitas dívidas. Disse ainda que os empresários têm dificuldade em trabalhar e …

Estados Unidos autorizados a aplicar taxas sobre produtos europeus

A Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou oficialmente esta segunda-feira os Estados Unidos a aplicar taxas alfandegárias sobre 7500 milhões de dólares de importações oriunda da União Europeia devido aos subsídios dados à Airbus. A OMC …

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …

Ambulâncias rejeitadas no Hospital de Setúbal por sobrelotação das urgências

Ambulâncias que chegavam ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, durante a tarde de domingo, foram encaminhadas para outros hospitais. As urgências do centro hospitalar estavam sobrelotadas. Entre as 12h e as 16h30 deste domingo, o …

Professores regressam à greve ao trabalho extraordinário

A paralisação poderá comprometer as avaliações intercalares dos alunos, alertam os sindicatos que pedem o cumprimento do horário de 35 horas semanais. A greve dos professores ao trabalho extraordinário regressa esta segunda-feira às escolas, sem data …

Caos na Síria. Bombardeamentos turcos levam à fuga de centenas de militantes do Daesh presos

Cerca de 800 militantes do Daesh fugiram neste domingo da prisão de Ain Issa, de acordo com a administração autónoma curda, que acusa a Turquia de ter dado “cobertura aérea” para que a fuga fosse …