Manuel Pinho foi à PJ, não lhe fizeram perguntas e saiu como arguido

José Sena Goulão / Wikimedia

Manuel Pinho, ex-ministro da Economia

Manuel Pinho, ex-ministro da Economia

O ex-ministro da Economia foi nesta segunda-feira constituído arguido no caso que investiga suspeitas de corrupção na EDP.  E o advogado do ex-governante lamenta que a Polícia Judiciária não lhe tenha feito nenhuma pergunta.

Manuel Pinho foi nesta segunda-feira chamado à Polícia Judiciária (PJ), no âmbito de um inquérito a eventuais crimes de corrupção e participação económica em negócio na área da energia.

Chamado à Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, Pinho foi constituído arguido, sem que lhe tenha sido feita qualquer pergunta, lamenta o advogado do ex-ministro, Ricardo Sá Fernandes, em declarações à RTP.

“Não é assim que se trabalha. Não é assim que se respeita os cidadãos, não é assim que se investiga”, critica Sá Fernandes no canal público.

O advogado nota que Pinho está “inteiramente de acordo em que se procedam a todas as investigações necessárias para cabal esclarecimento destes assuntos que têm a ver com a EDP”.

Mas lamenta o que define como “este espectáculo todo das suspeitas sobre as rendas excessivas”. “Acordada uma data para vir prestar declarações, ele está aqui, disponível para prestar declarações, interessado em saber aquilo que lhe é imputado e não lhe foram referidos os factos concretos e não lhe é feita nenhuma pergunta“, queixa-se Sá Fernandes.

Manuel Pinho já garantiu que não recebeu qualquer favorecimento da EDP, pedindo para que o caso seja levado “até às últimas consequências”.

Até ao momento, são conhecidos sete arguidos num inquérito do DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal), que investiga crimes de corrupção e participação económica em negócio na área da energia, entre os quais os presidentes da EDP e da EDP Renováveis, António Mexia e João Manso Neto, respectivamente.

João Faria Conceição, administrador da REN e antigo consultor do ex-ministro Manuel Pinho, Pedro Furtado, responsável de regulação na empresa gestora das redes energéticas, Rui Cartaxo, que entre 2006 e 2007 foi adjunto de Manuel Pinho, Pedro Resende e Jorge Machado, que foram vogais do conselho de administração da EDP, são os restantes arguidos conhecidos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Isto leva-me àquela frase sempre batida nestes momentos:

      A ser certo o que por certo nunca dávamos, mais certo seguro fica o que incerto antes estava.

      E por aqui me fico. Muito boa tarde e bons mergulhos

  1. Todos eles (vigaristas) garantem tudo e mais alguma coisa, vai-se a ver estão metidos até dizer basta. São todos uns coitadinhos, que roubaram indecentemente mas na visão deles Nãoo que ideia!
    Por falar em respeito, esta gentalha tem respeito por alguèm, os trabalhadores portugueses são indecentemente roubados, vigarizados por a classe politica. Ainda não vi nenhum deles ficar sem o dinheiro que roubaram e os bens!!!

  2. É caso para agora dizer : “Justiça, cumpre com o teu dever ! ”
    Este cromo é o principal culpado das Rendas Excessivas. Foi ele que fez o frete à EDP e ao Mexia, para roubar os portugueses com os CMECs.
    Tentar “só” olhar para o Mexia e para o Campos, é atirar areia para os olhos dos pagantes. Se Manuel Pinho nunca tivesse assinado estes contratos leoninos o problema não existia. Mexia/Campos serão os corruptores activos, mas Pinho é sem dúvida o Corrupto Passivo, que com grandes vantagens próprias, lesou o estado e os contribuintes em milhares de milhão de euros !!!
    Time to Pay!

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …