//

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

whereisemil / Flickr

A “Janela Azul” na Ilha de Gozo, em Malta

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitar o país e a ficarem hospedados nos seus hotéis.

A pequena ilha tem sido um dos destinos favoritos dos portugueses sobretudo nos últimos anos. Agora, vai oferecer até 200€ a cada turista para incentivar as pessoas a visitar a ilha no verão.

De acordo com a Reuters, o arquipélago, que teve mais de 2,7 milhões de visitantes em 2019, viu o número a cair em 2020, mas espera que o novo projeto possa encorajar até 35.000 turistas a regressar.

O governo compromete-se a dar até 100€ de oferta a todos os turistas que reservarem pelo menos três noites num hotel local.

Segundo um comunicado oficial do governo de Malta, citado pela Travel+Leisure, a iniciativa começa em junho. A Autoridade de Turismo local irá pagar esta ajuda, de até 100€, em jeito de brinde a cada visitante que reservar uma estadia de três noites diretamente em hotéis selecionados, sempre de três a cinco estrelas.

Os turistas que se hospedarem numa propriedade de cinco estrelas irão receber 100€ por pessoa, em cada reserva. Já os hóspedes que ficam em hotéis quatro estrelas conseguem 75€ por pessoa e os que permanecerem em hotéis de três estrelas 50€.

O ministro do Turismo, Clayton Bartolo, revela ainda que estes valores serão igualados pelos hotéis, dobrando-os em todos os níveis, para que os visitantes possam ganhar até 200€.

A tudo isto acresce o aumento em 10% quando as reservas são feitas em hotéis na ilha maltesa de Gozo, a três quilómetros.

“O objetivo é colocar os hotéis de Malta numa posição muito competitiva, enquanto o turismo internacional é reiniciado”, explicou Bartolo.

Malta tem a maior taxa de vacinação contra o coronavírus da União Europeia, tendo já administrado pelo menos uma dose a 42% dos adultos.

Os casos de covid-19 têm vindo a cair e o governo tem sido dos mais proativos a querer a introdução de passaportes de vacinas para facilitar as viagens e a retoma do turismo, tão importante para a retoma da economia.

Nos últimos anos, Malta tem sido um dos países mais procurados por portugueses para férias e os motivos são muitos.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.