Esta mala pode vir a substituir as bengalas e os cães-guia para cegos

(dr) Masashi Kurahashi / IBM

Uma investigadora da IBM desenvolveu uma mala que pode ajudar pessoas cegas a chegar aos sítios de uma forma mais segura e eficiente.

Andar por um aeroporto através dos seus inúmeros corredores, infinitas escadas rolantes e um sem número de portas nem sempre é tarefa fácil. Agora, imagine ter de fazer isso sendo uma pessoa cega.

De acordo com o canal norte-americano CNN, é este o desafio que Chieko Asakawa enfrenta quando vai viajar. A investigadora da IBM divide o seu tempo entre os Estados Unidos e o Japão, tendo de fazer voos mensais.

Se viajar sozinha, a cientista tem de ser acompanhada por funcionários do aeroporto, o que às vezes significa um maior tempo de espera e menos autonomia da sua parte. Por isso, Asakawa decidiu pôr mãos à obra para encontrar uma alternativa.

Foi assim que inventou uma mala altamente tecnológica que a ajuda a chegar ao seu destino de forma segura e eficiente. Além de ter várias várias câmaras e sensores, a mala usa Inteligência Artificial (IA) para mapear o ambiente à sua volta, podendo calcular distâncias entre o seu utilizador e objetos fixos e móveis.

Segundo a estação televisiva, este dispositivo funciona em conjunto com uma aplicação para smartphone, usada para programar um determinado destino. A app não só planeia uma rota, como direciona o utilizador através de vibrações na alça da mala.

Esta ferramenta também possui tecnologia de reconhecimento facial, que pode notificar a pessoa que a usa quando um amigo estiver por perto. Também pode sinalizar lojas e outros locais de interesse nas proximidades e direcionar o usuário até eles, se solicitado.

O conceito está a ser desenvolvido desde 2017 numa colaboração entre a IBM, outras empresas japonesas e a Universidade Carnegie Mellon, onde Asakawa é professora.

A investigadora diz haver esperanças de que a mala possa ser comercializada, mas antes está a ser preparado um teste-piloto, que vai ocorrer em locais públicos como um aeroporto e um centro comercial.

Para já, a versão atual não tem espaço para guardar roupa, mas isso é algo que pode mudar no futuro, declara Asakawa, acrescentando que esta também pode ser uma boa ferramenta para ajudar pessoas com deficiência visual a andar pelas cidades.

Além disso, também pode ser uma grande ajuda na hora de ir às compras, uma vez que a sua tecnologia de reconhecimento de objetos pode ser utilizada para identificar cores.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Chegou o camião autónomo que não precisa de motorista para se deslocar

No ano passado foi lançado o T-pod, um protótipo de um camião elétrico autónomo e sem cabine. Agora, o seu fabricante, a empresa sueca Einride, revelou a última geração do veículo, que vai passar a …

"O medo não é a vacina". Centenas de pessoas contestam medidas do Governo em Lisboa

Centenas de pessoas contestaram este sábado as medidas impostas pelo Governo para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19, com gritos pela “liberdade” e pela “verdade”, numa manifestação realizada na praça do Rossio, em Lisboa. A …

Os humanos estão a pôr em causa a alimentação dos animais predadores

Os animais predadores que vivem perto de humanos estão a obter metade dos alimentos supostos e isso pode ser muito prejudicial, referem investigadores americanos. De acordo com um novo estudo publicado no jornal Proceedings of the …

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …