Mais de 60% da eletricidade nacional é produzida a partir de renováveis

tresemes / Flickr

-

Portugal é o quinto país da Agência Internacional da Energia com maior percentagem de renováveis na sua produção de eletricidade, com mais de 60% do total, indicam dados da entidade.

Os dados sobre Portugal constam do relatório energético da AIE sobre a Espanha, apresentado esta quinta-feira em Madrid pela diretora-executiva da entidade, Maria Van Der Hoeven.

No gráfico sobre a percentagem de renováveis na produção total de eletricidade, Portugal surge em quinto lugar entre os 29 países que integram a AIE (atrás da Noruega, Áustria, Nova Zelândia e Canadá). Cerca de 30% da eletricidade portuguesa é gerada através de hídricas e cerca de 25% através de energia eólica, categoria em que apenas fica atrás da Dinamarca (com mais de 40%).

No mesmo gráfico, Espanha fica em 10º lugar na percentagem de renováveis (com 14% de hídrica e 19% de energia eólica). A tabela é liderada pela Noruega, com quase 100% da sua energia produzida a partir de fontes renováveis (mais de 90% hídrica).

Os dados são relativos a 2014 e constarão de um relatório específico sobre Portugal que a Agência Internacional de Energia conta divulgar até ao final do ano, disse à Lusa fonte oficial da entidade. O último relatório da AIE sobre Portugal foi divulgado 2009, tal como no caso de Espanha.

Sobre Espanha, a AIE destaca que desde o seu último relatório o país vizinho conseguiu reduzir de 80% para 70% a sua dependência das importações energéticas, em parte devido ao rápido crescimento das energias renováveis.

A agência também destacou o esforço realizado a partir de 2012 para reduzir o défice tarifário acumulado no sistema elétrico espanhol (que nesse ano ascendia a pelo menos 26 mil milhões de euros) e instou o governo a continuar a aplicar o princípio de não introduzir novos custos (sem receitas que os compensem), visando “manter o equilíbrio e a sustentabilidade económica e financeira do sistema elétrico”.

Sobre as interligações elétricas e de gás, nas quais Portugal, Espanha e França têm feito um esforço conjunto, a AIE considera necessário o aumento das ligações de Espanha com o resto da Europa, algo que indiretamente melhora a capacidade de exportação de energia gerada em Portugal.

Para a AIE, o aumento das interligações com o resto da UE, especialmente com França, acabará por fomentar a integração dos mercados, melhorar a segurança de fornecimento e facilitar a integração da energia renovável. A entidade também reconhece a importância de um maior apoio político e económico da União Europeia para implementar os projetos de interligações.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E somos um país de tesos mas um que está detento resolveu meter-nos no pelotão da frente das eólicas e sem perguntar impôs-nos a factura dos parques eólicos como energia mais cara de sempre.

Responder a Viés Cancelar resposta

O maior avião do mundo vai ser uma plataforma de lançamento para veículos hipersónicos

A empresa que criou o maior avião do mundo, que apenas voou uma vez, encontrou uma nova funcionalidade para a aeronave: será usado como plataforma de lançamento para veículos hipersónicos, o que poderá revolucionar a …

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …